Beleza Cabelos

Castanho cold brew: tendência para iluminar as morenas

Neste post o TudoEla vai esclarecer do que se trata o castanho cold brew. Pode questionar que o nome já deixa óbvio que se trata de uma variação da cor em questão, mas qual variação seria essa? O que há de diferente desse tom de castanho que mereceu ganhar um nomezinho estiloso só para ele? E como fica visualmente no cabelo das morenas?

Vamos tirar todas essas dúvidas a seguir sobre castanho cold brew em um pouco mais de mil palavras e com belas imagens de exemplificação.

Mas antes, bora tomar um café gelado?

Cold brew

O nome classudo originário das pátrias colonizadoras mais famosas do mundo é uma referencia a um tipo de café inusitado para os padrões brasileiros, embora já comece a ganhar popularidade em regiões de calor dantesco como no sudeste, representado por sua filha mais célebre, caótica e cinzenta, São Paulo, e no nordeste abençoado e também castigado pelo brilho furioso da estrela maior: café gelado.

Sim, isso mesmo, caso tenha se perdido com o excesso de informações da frase longa do parágrafo anterior, Cold Brew é referência a uma bebida que há muito tempo faz sucesso com os gringos norte-americanos e europeus: café gelado.

Acha a ideia horrível? Bom, muita gente não acha nem um pouco e, como dito, começa a ganhar fama aqui na terra que café sempre foi servido bem quentinho e fumegante.

Além de subverter um estatuto pétreo das tradições da família brasileira o café cold brew também não é fácil de fazer. Na verdade, não é nem questão de ser complicado, é mais pelo trampo que rende: é preciso deixar o grão recém-torrado pelo menos 18 horas em infusão na água gelada, depois passar por dupla filtragem.

As vantagens do processo de preparação do café com água gelada é a diminuição da acidez da bebida, da cafeína, 30% a menos, o que permite beber mais do produto, além de ficar mais leve e adocicado.

Esse tipo de café permite variações como a inclusão de limão e utilização para fazer musse, torta, bolo etc.

Veja também:

E o que diacho isso tem a ver com um texto sobre tinta de cabelo?

Oh, minha cara, sabe o que isso tem a ver com castanho cold brew? Nem desconfia? Saiba que Stephanie Brow conseguiu fazer a ligação do café gelado com o castanho cold brew.

“Parabéns para ela”, deve estar pensado, “mas quem é essa maluca?”.

Brow é uma colorista da terra da Beyoncé que, ao que tudo indica, entre uma bebericada e outra de um café estupidamente gelado, só uma força de expressão, conseguiu fazer a proeza de seus neurônios estabelecerem uma conexão aparentemente improvável entre a bebida e o castanho cold brew, ou ao castanho que viria a se tornar cold brew.

Ela percebeu as nuances do tom castanho na bebida, a mistura de tons claros e escuros e teve o seu momento eureka: “por que não fazer algo parecido com tintura de cabelo? Pode ficar interessante”.

Pois bem, foi feito o teste. E não é que ficou legal mesmo? Agora a mulherada está entrando literalmente de cabeça nessa nova onda, especialmente as que querem mudança mais conservadora ou que não querem se desfazer de uma das características do cabelo.

Como assim?

O castanho cold brew é uma excelente opção para as morenas que querem implementar mudanças no visual, mas não estão a fim de deixar o tom castanho que lhes cai tão bem de lado, pois a técnica de coloração não só mantêm a tonalidade, mas como faz do cabelo um verdadeiro festival de entretons castanhos e na forma degradê, isto é, com uma escala gradual de cores que se intensificam conforme se aproxima das pontas.

Castanho cold brew também vem bem a calhar para as que sofrem com o dilema de querer mudar, mas nem tanto. Por exemplo, fulana quer mudar para o loiro total, mas tem receio da mudança brusca não render o resultado que imaginava ou causar muito impacto logo de cara. Uma tática para minar essa reação instantânea, esse desconforto ante ao inesperado, ao incomum, ao desabitual é promover essa transformação aos poucos, adicionando tons claros gradualmente junto com os mais escuros até que a pessoa se veja realmente bem com o estilo que pretende adotar e que ninguém se surpreenda tanto quando decidir dar o passo final a transformação completa.

Vantagens do castanho cold brew

Uma das grandes vantagens do castanho cold brew é o aspecto natural que a mistura de tons da tonalidade do café salvador dos dias insuportavelmente calorentos fica no cabelo, não parece, ao contrário de outras técnicas de coloração, que os fios passaram pelo estresse do contato com substâncias químicas para ganharem a coloração que apresentam, parece resultado de uma evolução ou desgaste natural das madeixas, de tão harmônica a forma como se insere na pigmentação original dos fios.

E isso ocorre devido a um processo de tingimento conhecido como balayage.

A balayage no castanho cold brew é uma técnica francesa que não utiliza papel para aplicar a tintura. O efeito desse proceder é geralmente mais suave e de manutenção mais fácil, uma vez que a coloração não é aplicada na cabeça inteira. As mechas do castanho cold brew com balayage pode ser tanto largas como sutis.

Considerações finais

Castanho cold brew é uma coloração inspirada no café gelado de mesmo nome que faz sucesso nos EUA e Europa e que começa a ganhar fama aqui no Brasil. O diferencial do castanho cold brew é que se trata de mistura de vários tons de castanho, dos mais suaves, claros, aos mais fortes, escuros e é introduzido no cabelo em formato degradê, uma escala gradual de cores que se intensificam ao ficar próxima das pontas.

Uma das grandes vantagens do castanho cold brew é o aspecto natural, a forma harmônica em que se insere nos fios do cabelo, evitando o visual artificial e carregado. E isso se deve ao modo como é aplicado no cabelo: por meio de uma técnica francesa chamada balayage, um modo de coloração que não utiliza papel alumínio, o que evita marcas muitos fortes nas mechas.

Gostou do conteúdo?

Então curta, compartilhe, avalie.

Sua opinião é muito importante para nós.

Leia mais de nossa sessão de cabelos.

/* ]]> */