Beleza Cabelos Pele

Ceramidas: o que são e quais seus benefícios?

As ceramidas são moléculas lipídicas encontradas em altas concentrações dentro das membranas celulares na camada superior da pele. Elas mantêm unidas as células, formando uma camada protetora que preenche a pele e retém a umidade. Também atuam como uma barreira contra bactérias e contaminantes ambientais.

Em produtos de cuidados com a pele, as ceramidas são usadas para repor os lipídios naturais que são perdidos através da exposição a fatores ambientais adversos, o uso de produtos químicos e durante o processo de envelhecimento natural.

As pessoas que têm eczema ou psoríase têm menos ceramidas na camada externa da pele em comparação com pessoas sem a doença. Nesse caso, o uso de produtos contendo essas moléculas pode melhorar suas condições.

Infelizmente, os níveis de ceramida diminuem com a idade, razão pela qual a pele fica mais seca à medida que a pessoa envelhece.

Produtos fortes para limpeza de pele também podem alterar ceramidas e lipídios, o que causa ressecamento.

Alguns medicamentos, como os usados ​​para reduzir o colesterol, também podem alterar os níveis de lipídios e ceramidas na camada externa da epiderme.

A dieta também desempenha um papel importante. Comer alimentos que não possuem ácidos graxos essenciais podem alterar a barreira natural da pele contra a perda de umidade.

Ácidos graxos são encontrados em nozes, sementes e abacate.

Benefícios da ceramidas para a pele

  • Equilibra o manto lipídico da pele, especialmente pele oleosa ou gordura mista;
  • Uma das funções das ceramidas é “enganar” o organismo, fazendo-o acreditar que ele não precisa produzir mais gordura (sebo) quando há um excesso na produção;
  • Se a pele for oleosa ou mista, limita e equilibra a produção excessiva de gordura;
  • Em peles normais, mantêm a água e o manto lipídico equilibrado;
  • Combate, previne e melhora o eczema, melhora a pele atópica, sensível e irritada;
  • Fortalece a barreira da pele aumentando a proteção e melhorando a hidratação do mesmo;
  • Melhora a elasticidade da pele;
  • As peles secas cuja secura provém de uma incompatibilidade dos lípidos, melhoram significativamente com as ceramidas, especialmente com a união ceramidas + omegas;
  • As ceramidas impedem a perda de água da pele, ao mesmo tempo em que ajustam o manto lipídico e impedem o entupimento dos poros;
  • Protege a pele de irritações produzidas por certos agentes ou ativos;
  • As ceramidas protegem a pele evitando irritações produzidas por ingredientes ativos, como o lauril sulfato de sódio (um sal presente nos shampoos que são adicionados para formar espuma).

Benefícios da ceramidas para o cabelo

As ceramidas são em grande parte diretamente responsáveis pela saúde de cabelo. São elas que formam a camada protetora da fibra capilar, mantêm a cutícula fechada. Nesse caso, células se ligam a cutícula e vedantes para impedir a abertura da fibra e, portanto, a perda de nutrientes para o cabelo.

Como ocorre na pele, tanto pelo excesso quanto pela deficiência, pode haver uma incompatibilidade que resulta em várias desordens. Entre elas estão:

  • Seborreia;
  • Excesso de gordura;
  • Eczema;
  • Coceira no couro cabeludo;
  • Frizz;
  • Falta de brilho;
  • Anomalias no crescimento.

Seco, áspero, quebradiço e sem brilho. Com as cutículas abertas, o cabelo perde todas as suas vitaminas. Portanto, acaba caindo em demasia, enquanto os folículos estão enfraquecidos.

Outro papel importante das ceramidas no cabelo é que elas ajudam a fixar as proteínas (colágeno, elastina, etc.) na fibra capilar e evitam a perda de despensa de nutrientes.

Mais uma vez, é aconselhável, talvez até imprescindível, acompanhar a ação da ceramidas e seus ativos, como queratina, proteínas, colágeno e a elastina. Todos eles devem agir em quantidade e da forma correta nos fios para completar o processo de restauração de cabelo.

Isso vai ocorrer por preenchimento da fibra, melhorando as cutículas e selando os fios para evitar a perda de nutrientes, tudo o que é necessário para ter um cabelo saudável.

As ceramidas protegem os cabelos das agressões externas e fontes de calor, tais como o sol, secador, prancha, baby liss, etc. É altamente recomendável usar bons produtos que contenham ceramidas quando for fazer qualquer processo que envolva essas fontes de calor. Assim como também é preciso fazer a manutenção ao ter contato com a água do mar e da piscina.

Benefícios das ceramidas para unhas

As ceramidas também desempenham um papel fundamental na saúde das unhas. Entre as condições que ocorrem e que são sinais de “pedido de socorro”, estão:

  • As unhas quebradiças;
  • Craqueadas;
  • Caneladas;
  • Com as camadas levantadas;
  • Que se quebram facilmente;
  • Que são opacas;
  • Que sofrem ataque fúngico.

Muito frequentemente, as unhas nesses estados não têm as quantidades necessárias de ceramidas que formam barreiras protetoras e “seguram” os nutrientes.

Uma boa dose de ceramidas extra pode beneficiar as mãos e os pés de forma que:

  • Melhora as unhas quebradiças e fracas;
  • Preenche os defeitos da placa, suaviza e evita estrias na superfície;
  • Fortalece e promove um crescimento saudável e rápido;
  • Garante unhas suavizadas e brilhantes;
  • Impede as unhas de amarelar com o uso de esmaltes;
  • Mantém os fungos longe, especialmente quando combinados com ácido láctico.

Óleos de ativos que contêm ceramidas

Existem óleos que possuem uma alta porcentagem de ceramidas em sua composição. Abaixo, segue a listagem com alguns deles para que, quando necessário, sejam associados à outros tratamentos para cabelo, pele e unhas.

  • Óleo de jojoba – Como já sabemos, embora seja chamado de óleo, na verdade o jojoba é uma cera. Contém até 96% de ceramidas;
  • Óleo de semente de uva – Contém 73% de ceramidas;
  • Óleo de semente de papoula – Contém 70% de ceramidas;
  • Óleo de girassol – Contém 68% de ceramidas;
  • Óleo de gérmen de trigo – Contém 55% de ceramidas;
  • Óleo de semente de algodão – Contém 54% de ceramidas;
  • Óleo de soja – Contém 51% de ceramidas;
  • Óleo de noz – Contém 50% de ceramidas;
  • Óleo de gergelim – Contém 45% de ceramidas;
  • Óleo de farelo de arroz – Contém 39% de ceramidas;
  • Óleo de pistache – Contém 33% de ceramidas;
  • Óleo de amendoim – Contém 32% de ceramidas;
  • Óleo de linhaça – Contém 15% de ceramidas;
  • Azeite – Contém 10% de ceramidas.

Se você gostou do artigo, não se esqueça de compartilhá-lo em suas redes sociais para que suas amigas saibam mais à respeito da ceramidas e de seus inúmeros benefícios.

8 dicas para ter unhas impecáveis!


/* ]]> */