Chás Saúde

Você conhece o chá azul? Veja seus maiores benefícios aqui!

Você já ouviu falar no chá azul? Se você é uma pessoa que adora estar por dentro das novidades da medicina alternativa, com certeza pode se interessar em saber a história desse importante chá para a saúde.

chá azul não é descoberta recente. Na verdade ele já é velho conhecido das regiões da China e Taiwan. Utilizado principalmente para o emagrecimento, o chá azul, também conhecido como oolong, é um importante aliado para as principais regiões vitais do corpo.

Por conta de suas propriedades antioxidantes, o chá passou a ser estudado para se tornar aliado contra as principais doenças que acometem os seres humanos. Doenças do coração e emocionais são apenas algumas a serem tratadas por esse poderoso chá.

Mas é no emagrecimento cuidadoso, calmo e sadio que essa bebida encontrou seus verdadeiros fãs. Tomá-la é basicamente um sinal de respeito com o próprio corpo, além de sabedoria ancestral.

Os efeitos positivos do chá azul

Esse chá é um potencializador para quem está em busca de perder peso, mas sem pressa. Segundo estudos, ao consumir o chá, ele auxilia dissolvendo as gorduras acumuladas, principalmente as abdominais e localizadas no nosso corpo, além de diminuir o inchaço líquido.

chá azul ajuda ainda nos processos de ressecamento e envelhecimento da pele, tendo em vista as substâncias antioxidantes que o mesmo possui.



As mesmas substâncias antioxidantes ajudam na prevenção de câncer, doenças do coração e diabetes. O chá ainda ajuda a dar mais vitalidade para tarefas diárias, além da disposição extra e do foco mental para quem o consumir.

Excelente para limpar o sangue e desentupimento de artérias, o chá azul faz o seu trabalho mantendo também ossos fortes para as tarefas do dia-a-dia.

Os índices glicêmicos também podem sofrer alterações positivas com o consumo do chá. Por isso ele é tão importante para baixar o nível de açúcar no sangue.

E não pense que acabou por aí, pois o chá azul vai além do físico. É uma excelente ferramenta para ajudar a manter o estresse e a ansiedade fora da rotina.

Um bônus que não pode deixar de faltar é justamente a falta de agrotóxicos no cultivo desse chá. O verdadeiro chá azul é preparado com total cuidado e sem a adição de produtos químicos. Inclusive, isso faz parte do selo de qualidade para comercialização da bebida.

Semelhança com o chá verde

Algumas pessoas costumam apontar que o chá azul é apenas uma variação do chá verde, mas isso não é propriamente verdade. O chá azul possui em comum com o chá verde a cafeína, mas ambos são muito distintos quanto a sua eficácia.

Aponta-se que o primeiro possui um desempenho muito maior que o chá verde. Porém, vale ressaltar que justamente por ser poderoso demais, ele também pode perder rapidamente o seu potencial se não for manuseado corretamente.

Pontos contra o chá azul

Como nada é perfeito nesse mundo, com esse maravilhoso chá não poderia ser diferente. Mesmo não apresentando contraindicação, há possibilidade sim de efeitos colaterais para determinados grupos de pessoas.

O uso não é recomendando para grávidas e crianças, tendo em vista a cafeína que o chá possui. Pessoas com insuficiência renal também seriam um grupo de risco e deveriam evitar o consumo dessa bebida.

Podemos dizer o mesmo sobre quem tem hipertensão e quem sofre problemas de ansiedade e síndrome do pânico. Mesmo sendo indicado para tratamento dos sintomas de ansiedade, pacientes em estágio crônico devem passar longe do chá azul.

Lembrando que o chá pode afetar a absorção do ferro no organismo, pessoas que possuem deficiência desse importante nutriente também podem sentir alguma alteração no organismo.

É importante sempre ressaltar a consulta de um especialista quando for adotar qualquer novo hábito alimentar. Se houver qualquer mudança ou reações fora do normal com o consumo do chá, é imprescindível que se procure o médico imediatamente.

O chá e a meditação

Provavelmente você já deve ter ouvido falar por alto sobre o grande potencial que os chás possuem sobre a nossa calma. Não é tão difícil de imaginar e entender, tendo em vista que uma bebida quente reflete um estado de calma muito grande.

Mesmo possuindo um nível de cafeína, os chás geralmente são altamente recomendados para auxiliar nas práticas de meditação e yoga. Essas bebidas atuam como complementação para se atingir um estágio de ápice no maior objetivo que é ficar de bem consigo mesmo.

Se esse for o seu foco, saiba que o chá azul também pode auxiliá-lo nesse processo.

Onde encontrar o chá

Você pode encontrar o chá facilmente em lojas especializadas de produtos naturais ou então dentro de supermercados. Há possibilidade de se encontrar também em farmácias, mas a aposta maior vai para os dois primeiros citados.

Os valores podem variar, mas a média de 40 gramas pode custar em torno de R$ 45.

Como fazer o chá azul

Para o prepara do chá azul, é preciso levar em consideração uma série de fatores importantes. Alguns especialistas acreditam que a fervura em chaleiras de argila ajudam a potencializar os efeitos positivos do chá, porém, nada impede de fervê-lo em chaleira normal.

  1. Prepare as folhas do chá em 300 a 400 ml de água por volta de 7 a 10 minutos;
  2. A temperatura é de 90 a 100°;
  3. Fervido, coe e deixe descansar o chá por no máximo 3 minutos;
  4. Em seguida, é só consumir.

Esse chá pode oxidar muito rápido e sua oxidação pode afetar com mais intensidade a absorção de ferro no organismo. O ideal é consumir o chá sempre uma hora antes das principais refeições (duas vezes ao dia) ou uma hora depois.

Não é recomendado adoçar o chá, pois a adição de açúcar pode fazer com que a bebida perca a sua capacidade potencializadora. Se você é do tipo de pessoa que gosta de um chá docinho e não lida bem com o amargor, recomenda-se o uso de mel ou stevia para adoçá-lo.

Só não abuse do açúcar. Se o seu objetivo for emagrecer, é melhor “enfrentar” o chá sem o doce mesmo para acostumar o paladar pouco a pouco.

É importante não ter pressa, pois os efeitos serão sentidos lá na frente. Pode ficar despreocupado que o chá azul será o seu principal aliado na saúde!

Veja também:

Sobre o autor

Giovanna Cóppola

Trabalha com web, design, criação, conteúdo, SEO e fotografia. Em 2011 criou a Pandartt e hoje assume a direção da agência, além de colocar a mão na massa em todos os projetos. Paralelamente, tem outros três projetos: Viva com Felicidade, BlogGeek e Mapa dos Bichos. Ama música, cinema, jogos, arte, tecnologia, tatuagens e pandas.