Chás Nutrição

Chá de Amora: uma delícia e ótimo para a saúde!

Importante auxiliar no emagrecimento – junto à dieta correta, é claro –, combate eficazmente os radicais livres e, de quebra, uma das melhores receitas que se conhece para conforto às mulheres que estão chegando ou já estão nos quarenta. Esse é o chá de amora, tanto de seu fruto como e, principalmente, de suas folhas.

Há poucos anos, artigo publicado no Journal of Agricultural and Food Chemistry (dos Estados Unidos, especializado em química agrícola e alimentos), revelou que folhas sem espinhos e frutos desse vegetal possuem destacadas propriedades antioxidantes.

Essa pequena frutinha possui 43 calorias em cada 100 gramas e é impregnada de nutrientes tão importantes para o corpo humano como proteínas, potássio, fibras, carboidratos, vitaminas A e B6, ferro, cálcio e magnésio.

Ação contra os radicais livres

Mais revelador, ainda, de sua importância nutricional é a informação de que esse pequeno alimento possui 22 vezes mais cálcio em sua formação do que o leite de vaca, que consumimos todos os dias.

O chá de amora reproduz todas essas vantagens ao ser corretamente preparado para o consumo. É por isso que todas as pessoas precisam conhecer essas potencialidades, a maioria das quais já comprovadas em estudos científicos.

Um dos grupos científicos que já fez importantes estudos sobre a amora, frutos e folhas, foram os japoneses. Alguns destes estudos ainda estão em andamento, mas, com resultados iniciais auspiciosos.

Revelam, por exemplo, que o chá de amora sem espinhos possui importante ação contra os radicais livres, que provocam o envelhecimento do organismo e o aparecimento de doenças graves, como o câncer. O vegetal possui ação antioxidante.



Auxiliar da mulher na menopausa

É a mesma folha que alimenta o bicho da seda. E essa folhinha da amora branca, que alguns chamam de miúra (a Morus alba), mostrou nesses estudos japoneses que pode ser importante aliada da mulher, depois dos quarenta anos de vida.

É nesta época que a maioria das mulheres começa a sentir os efeitos da menopausa. Daí vem a irritabilidade, ressecamento da vagina, ansiedade, memória um pouco mais fraca, nervosismo, dores de cabeça, suores frio, dificuldades para dormir e, pior, depressão e diminuição da libido.

O chá de amora extrai da folha o fitormônio, que exerce sobre o organismo efeito semelhante ao estrogênio, combatendo na mulher esses sintomas clássicos da menopausa, como as conhecidas ondas de calor.

Para quem busca o emagrecimento

Ou seja, para a mulher aos quarenta, poucos chás são tão importantes como o chá de amora branca. Ele ainda ajuda quanto às funções hepáticas, na redução da pressão arterial, funções renais, equilíbrio da glicemia (redução do glicose no sangue) e no controle da osteoporose.

Como já foi dito – e é bom repetir -, a fruta da amora possui 22 vezes mais cálcio do que o leite de vaca. O chá da amora também é aliado da mulher em todas as idades, pois reduz o desconforto provocado pela TPM – Tensão Pré-Menstrual.

E também é aliado da mulher – e do homem – para quem pretende perder peso. Há inúmeros casos comprovados a esse respeito. Mas, aqui é preciso acrescentar: todo chá ou dieta só dá resultados no emagrecimento se acompanhado de dieta eficaz.

Deve seguir também dieta rigorosa

Por exemplo, é excelente substituir aquele refrigerante – ou outros sucos adocicados – pelo chá de amora. Você terá, somente aqui, excelente redução de calorias sobre seu organismo. E não perderá nada em sabor.

Além do refrigerante, você precisará substituir outros alimentos gordurosos ou cheios de calorias. E, em seu lugar, adotar o hábito do consumo de frutas, legumes e verduras. Perderá peso e ganhará saúde.

Toda essa nova reeducação precisará, ainda, ser seguida de exercícios físicos, como caminhadas e, claro, de um bom acompanhamento médico.

Proteção aos ossos e contra a anemia

Esses benefícios todos ao organismo são possíveis porque a amora branca – branca é a flor, porque a fruta pode ser vermelha ou roxa escura, quase preta -, é riquíssima em fibras, flavonoides, leveduras, potássio, antioxidantes, magnésio, manganês, ferro, vitamina E, vitamina C e outras, como dos complexos B e K.

Ou seja, de grande complementaridade para o organismo humano. Há nesse vegetal uma combinação excelente de nutrientes para quem deles necessita, incluindo aí quem deseja emagrecer.

E ainda produz proteção aos ossos e prevenção da anemia. Isso ocorre de forma especial porque há o consumo simultâneo do ferro e da vitamina C – para o ferro ser bem absorvido pelo organismo, ele necessita do consumo também da vitamina C.

Para ser bebido sem açúcar

Há algumas dicas importantes que precisam ser lembradas para a elaboração do chá de amora. De início, é preciso deixar bem claro que ele pode ser feito das folhas ou da própria frutinha.

É bom utilizar um litro de água com cinco a no máximo dez folhas da amora. Para também colocar o fruto, não há estudos sobre a quantidade máxima, mas, é bom não exagerar. No máximo, uma colher de sopa por dia.

E, muito importante: não coloque açúcar neste chá. Outra questão importantíssima que é preciso levar em consideração: tanto folhas como frutos não devem estar na água durante a fervura, ou perdem boa parte de suas propriedades.

Ferva a água e só depois adicione folhas e frutos ou um dos dois, separadamente, conforme sua vontade. Deixe ali por até dez minutos, coe e beba à vontade.

Sem em excesso e com limão

Mesmo sendo produto natural, o chá de amora é medicinal e traz muitos ingredientes químicos, que podem interferir em medicamentos que você possa estar tomando. Por isso, é importante consultar o médico sempre e, por prevenção, nunca abuse da bebida.

É preciso, pois, moderação, chegando a no máximo três xícaras por dia. Quem o consome em quantidade excessiva, pode sofrer consequências como interferência na absorção de ferro e cálcio. O organismo também pode sofrer com efeitos tóxicos no fígado.

Além de não beber em excesso, você pode colocar limão ao seu chá de amora. O limão é rico em vitamina C, que ajuda na absorção do ferro.

Também é conveniente que o chá de amora não seja consumido durante ou logo após as refeições. Dessa forma, ele não interfere na absorção dos elementos oriundos dos alimentos consumidos.

Veja também:

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */