Chás Saúde

Tudo o que você precisa saber sobre o chá de guaco

O conhecimento sobre as propriedades medicinais do chá de guaco tem origens remotas e vem passando de geração a geração.

Mas, no mundo cada vez mais racional em que vivemos, é comum que existam dúvidas sobre a real eficácia, não só do chá de guaco, mas também de outras “receitas caseiras”. A inexistência de estudos e documentos a respeito de suas propriedades faz com que elas muitas vezes sejam vistas como meras simpatias, crendices ou superstições.

Pois a ciência moderna tem se dedicado a estudar essas práticas tradicionais, catalogando de forma metódica aquelas que de fato apresentam fundamentos consistentes. Há alguns anos, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), entidade responsável no país por diversas regulamentações na área de saúde, criou a categoria “produtos tradicionais” para classificar soluções dessa natureza que comprovadamente agem na cura ou tratamento de doenças. O  guaco inclui-se entre elas.

Mas afinal o que é o guaco?

O guaco, cujo nome científico é Mikania Glomerata Spreng, é uma planta popularmente conhecida por diferentes nomes, como:

  • cipó-caatinga ou cipó-catinga;
  • cipó-sucuriju;
  • coração-de-Jesus;
  • guaco-liso;
  • guaco-de-cheiro;
  • guaco-trepador;
  • guaco-verdadeiro;
  • guape;
  • micânia;
  • uaco;
  • erva-de-cobra;
  • erva-cobra;
  • etc.

Trata-se de uma planta nativa do continente americano, encontrada principalmente na Argentina, no Uruguai, no Paraguai e nas regiões sul e sudeste do Brasil. Chega a medir até três metros de altura, possui folhas verdes e brilhantes em forma de coração e suas flores amarelas exalam um aroma que lembra o de baunilha.

Essa planta contém substâncias que lhe conferem algumas propriedades muito úteis no combate e tratamento de doenças, conforme veremos mais adiante.

Como usar o guaco? Qualquer pessoa pode usar?

A principal forma de consumir o guaco é através da preparação do chá, que tanto pode ser ingerido como utilizado em compressas.



Além do chá, o guaco também é encontrado na preparação de xaropes, cremes e pomadas. Pode ainda ter suas folhas diretamente aplicadas sobre lesões.

Embora as propriedades do guaco sejam comprovadas cientificamente, seu uso não substitui a consulta ao médico. Ao contrário, é o médico quem deve indicar ou não o seu uso no tratamento, principalmente porque há casos em que ele é contra-indicado.

O uso do guaco não é recomendado nas seguintes situações:

  • para pessoas que usam medicamentos anticoagulantes;
  • para portadores de doenças hepáticas;
  • para pessoas que sofrem de hipertensão;
  • para mulheres grávidas;
  • para mulheres que têm fluxo menstrual muito intenso;
  • para pessoas que têm alergia à cumarina, substância responsável pelas propriedades broncodilatadoras do guaco;
  • para crianças com menos de um ano de idade.

Outro cuidado a ser tomado é não consumir o guaco em excesso, para evitar efeitos colaterais como hemorragias, aumento dos batimentos cardíacos, vômitos, hipertensão e diarreia.

Como preparar o chá de guaco?

O chá de guaco puro leva apenas dois ingredientes: água e folhas de guaco.

Para prepará-lo, basta colocar meio litro de água para ferver e acrescentar a ela duas folhas da planta. Após ferver por cerca de cinco minutos, o chá deve ser mantido fechado até que a temperatura esteja ideal para consumo.

Opcionalmente, alguns ingredientes podem ser acrescidos à receita básica, seja para incrementar o seu sabor, seja para reforçar ainda mais as propriedades do preparado. Mel, canela em pau, limão, alho, gengibre e eucalipto estão entre os complementos mais populares.

Devem ser ingeridas no máximo duas xícaras do chá de guaco ao dia, ou então uma colher de chá a cada quatro horas. Outra recomendação é a de que o chá seja sempre preparado momentos antes de seu consumo. Não se aconselha mantê-lo pronto e armazenado por longos períodos.

Quais são os benefícios proporcionados pelo chá de guaco?

O chá de guaco possibilita que nos beneficiemos de todas as propriedades do guaco, que não são poucas. Enumeramos a seguir alguns desses benefícios:

1. No tratamento da bronquite

A bronquite se caracteriza pela inflamação dos brônquios, os canais que levam o ar até os pulmões. A ação broncodilatadora do chá de guaco provém de uma substância presente na planta, chamada cumarina, que provoca o relaxamento do músculo bronquial, permitindo assim o aumento da passagem de ar pelos brônquios.

2. No tratamento de outros problemas respiratórios

Além da ação broncodilatadora, o chá de guaco contém propriedades anti-inflamatórias e expectorantes que ajudam a conter outros problemas respiratórios como:

  • A asma, que é uma inflamação das vias aéreas inferiores (traqueia); ela causa o estreitamento dos bronquíolos e dificulta a respiração.
  • A tosse, que surge como uma reação do organismo à presença de corpos estranhos ou substâncias tóxicas nas vias respiratórias.
  • A pleurisia, uma inflamação da pleura, a membrana que envolve os pulmões.
  • As gripes, que são infecções causadas pelo vírus Influenza e se espalham por todo o sistema respiratório.
  • As dores de garganta, sintomas de inflamações na faringe e nas amígdalas, decorrentes de infecções como gripes e resfriados.

3. No tratamento de dores reumáticas

Dores reumáticas referem-se, de uma forma geral, a inflamações ou dores nas articulações, decorrentes de diferentes causas. As propriedades analgésicas, anti-inflamatórias e antirreumáticas do chá de guaco ajudam no alívio dessas dores.

4. No combate ao inchaço

O inchaço é resultado da formação de fluidos pobres em proteínas que deixam a corrente sanguínea e se acumulam no tecido subcutâneo. As propriedades sudoríferas presentes no chá de guaco estimulam a eliminação deste excesso de líquido através da transpiração.

5. No combate a cólicas e diarreias

As propriedades antiespasmódicas e anti-inflamatórias do chá de guaco também agem sobre o sistema gastrointestinal, ajudando a combater cólicas e diarreias.

6. Na manutenção de uma pele saudável

O chá de guaco também contém antioxidantes, responsáveis por combater os radicais livres que aceleram o envelhecimento da pele.

7. Em vários outros benefícios

Muitos outros benefícios podem ser obtidos pelo uso do chá de guaco, como:

  • no tratamento de dores nevrálgicas;
  • no tratamento de infecções na pele;
  • no tratamento de úlceras;
  • na redução dos níveis de açúcar no sangue;
  • na desintoxicação do organismo;
  • etc.

Resumindo

O guaco é uma poderosa planta medicinal, detentora de propriedades que ajudam a tratar e combater uma série de enfermidades.

O conhecimento tradicional existente a respeito dessa planta já está oficialmente referendado pela medicina moderna.

O chá de guaco é extremamente simples de se preparar e torna as propriedades da planta acessíveis a todos.

Veja também:

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Giovanna Cóppola

Trabalha com web, design, criação, conteúdo, SEO e fotografia. Em 2011 criou a Pandartt e hoje assume a direção da agência, além de colocar a mão na massa em todos os projetos. Paralelamente, tem outros três projetos: Viva com Felicidade, BlogGeek e Mapa dos Bichos. Ama música, cinema, jogos, arte, tecnologia, tatuagens e pandas.

/* ]]> */