Chás Plantas Medicinais

Chá de hárpago ou garra do diabo: conheça suas propriedades!

O chá de hárpago ou garra do diabo ainda não é muito conhecido no Brasil, mas seus componentes podem ser poderosos aliados no auxílio ao combate de várias doenças.

Apesar de todos os benefícios que o chá de hárpago ou garra do diabo pode proporcionar, é preciso tomar cuidado com os efeitos colaterais e contraindicações que o uso do hárpago pode causar.

Essa matéria vai te mostrar um pouco mais sobre essa planta e te dar as primeiras orientações, caso você queira preparar o chá de hárpago ou garra do diabo. Aproveite.

Conheça um pouco mais sobre o chá de hárpago

O hárpago é mais conhecido como garra do diabo ou unha do diabo.

É uma planta de origem africana que durante muitos anos foi ignorada, mas que, recentemente, após pesquisas científicas, teve sua eficácia comprovada como erva medicinal.

Recebeu esse apelido pela aparência de seus frutos que são cobertos de ganchos que grudam em animais que passam por eles para espalhar as sementes.

Como a garra do diabo não se desenvolve em outro clima sem ser o africano, seu valor de mercado costuma ser bastante elevado.



Propriedades medicinais do chá de hárpago ou guerra do diabo

Confira a seguir algumas das propriedades medicinais presentes no chá de hárpago ou garra do diabo:

  • Antirreumático;
  • Antiespasmódico;
  • Analgésico;
  • Anti-inflamatório;
  • Antiartrítico;
  • Depurativo;
  • Cicatrizante.

Indicações

A ingestão do chá de hárpago ou garra do diabo está frequentemente associada à crença da busca de uma velhice mais confortável e livre de dores. Essa associação acontece porque o chá de hárpago ou garra do diabo deixa as articulações mais leves, lubrificadas e elásticas.

Além disso, ele aumenta a imunidade, garantindo à pessoa uma maior resistência a gripes, resfriados, dores na garganta, pneumonias, entre outras doenças que comumente acometem os idosos.

O chá de hárpago ou garra do diabo é indicado especialmente para males ligados aos ossos e articulações, tais como artrite e doenças reumáticas.

É comprovado que pessoas que sofrem de dores crônicas causadas pela artrite, ao fazerem uso do chá de hárpago ou garra do diabo, podem diminuir de forma considerável a dosagem de analgésicos que ingerem.

Seu uso também já se mostrou muito eficaz no tratamento dos sintomas causados pela tendinite.

Doenças de rins, bexiga e fígado também podem ter seus sintomas aliviados pelo chá de hárpago ou garra do diabo.

O consumo do chá de hárpago ou garra do diabo auxilia no tratamento de problemas na vesícula, pâncreas e intestino. Outro uso do hárpago é o alívio dos sintomas do diabetes.

Baixar o teor do colesterol ruim é outro de seus usos frequentemente indicados.

Ainda entre os benefícios para a terceira idade, o chá de hárpago ou garra do diabo auxilia na prevenção da aterosclerose.

Quando utilizado com intenção anti-inflamatória, o chá de hárpago ou garra do diabo se mostrou tão benéfico quanto um anti-inflamatório em cápsulas produzido em laboratório.

Suas propriedades são tão comprovadamente benéficas que em 2012, o SUS, Sistema Único de Saúde, colocou as cápsulas de chá de hárpago ou garra do diabo na lista de medicamentos indicados e fornecidos aos pacientes sob prescrição médica.

É importante sempre ressaltar que você não deve abandonar seu tratamento médico. Sem indicação médica, chás são sempre aliados coadjuvantes ao tratamento principal.

E se você faz uso de algum medicamento contínuo, é importante conversar com seu médico antes de iniciar o consumo do chá de hárpago ou garra do diabo.

Benefícios a médio prazo

Os benefícios do chá de hárpago ou garra do diabo começam a aparecer depois de algum tempo de seu uso contínuo. Se sua intenção é utilizá-lo para tratamento de dores e incômodos, verá os resultados em aproximadamente três semanas.

Mas se sua intenção está no auxílio do controle da diabetes ou colesterol ruim, tenha paciência, pois os resultados começam a aparecer depois de três meses do consumo regular do chá de hárpago ou garra do diabo.

Como preparar

O preparo do chá de hárpago ou garra do diabo não tem mistério.

  1. Ferva meio litro de água e desligue o fogo;
  2. Acrescente uma colher de sopa de raízes de chá de hárpago ou garra do diabo picadas e tampe a panela;
  3. Deixe em infusão por pelo menos dez minutos.

Coe e beba o chá adoçado com mel ou açúcar mascavo.

Outros usos

O chá de hárpago ou garra do diabo também pode ser utilizado para fazer compressas em lesões e ferimentos. Seu forte poder cicatrizante ajuda a acelerar a recuperação do ferimento.

Uma xícara de chá de hárpago ou garra do diabo também pode ajudar a baixar a febre.

Precauções e contraindicações

Caso esteja fazendo algum tratamento médico, consulte seu médico antes de iniciar o consumo para verificar se o chá de hárpago ou garra do diabo é liberado em seu caso.

O chá de hárpago ou garra do diabo é terminantemente proibido para gestantes, lactantes, bebês e crianças. Pessoas hipertensas ou com doenças cardíacas devem consultar um médico antes de iniciar o consumo.

O chá de hárpago ou garra do diabo não é recomendado para pessoas com úlceras estomacais, úlceras no duodeno ou pedra na vesícula.

Como o chá de hárpago ou garra do diabo causa quedas consideráveis dos níveis de açúcar no sangue, é bom ter cautela ao combiná-lo com medicamentos que tenham esse mesmo objetivo.

Mantenha sempre seu médico informado e, ao apresentar qualquer sintoma indesejado, procure-o imediatamente.

Efeitos colaterais

Por se tratar de uma erva forte, seu consumo pode trazer alguns efeitos colaterais, por isso, é muito importante ficar atento e suspender o uso em caso de aparecimento de algum sintoma indesejado.

Raramente ocorrem reações alérgicas, mas podem acontecer.

Se a reação for leve, descontinue o uso.

Se apresentar algum sintoma mais grave, como dificuldade na respiração, inchaço da língua, dos lábios ou do rosto, formigamento ou fechamento da garganta, procure um médico imediatamente e relate que ingeriu chá de hárpago ou garra do diabo.

Podem aparecer outros sintomas menos graves, como dor de cabeça, náuseas e zumbido no ouvido. Perda do paladar, perda do apetite, sensação de saciedade e irritação estomacal também podem eventualmente ocorrer.

Também existem raros relatos de alucinações após seu consumo.

Não existem estudos que indiquem se é seguro consumir o chá de hárpago ou garra do diabo por longos períodos, então, melhor não exagerar.

Conclusão

Se os benefícios e propriedades medicinais do chá de hárpago ou garra do diabo podem ser úteis para você, não esqueça de consultar um médico antes de passar a consumi-lo.

Mesmo podendo trazer muitos benefícios ao nosso corpo, o consumo do chá de hárpago sem orientação pode trazer efeitos colaterais indesejados.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Giovanna Cóppola

Trabalha com web, design, criação, conteúdo, SEO e fotografia. Em 2011 criou a Pandartt e hoje assume a direção da agência, além de colocar a mão na massa em todos os projetos. Paralelamente, tem outros três projetos: Viva com Felicidade, BlogGeek e Mapa dos Bichos. Ama música, cinema, jogos, arte, tecnologia, tatuagens e pandas.

/* ]]> */