Chás Saúde

Como utilizar e preparar o chá de inhame? Para que serve?

Conhecido como uma das principais soluções naturais para as mulheres que não conseguem engravidar, o chá de inhame é uma receita tradicional capaz de agregar uma série de benefícios para a saúde humana!

Além de estimular a fertilidade, o tubérculo carrega o poder de eliminar as impurezas do intestino, rins e de toda a circulação sanguínea, proporcionando uma série de proveitos para o organismo.

A seguir, descubra todas as propriedades da planta e saiba como extraí-las por meio do popular chá de inhame!

O que é inhame?

Comum em diversos países tropicais, incluindo o Brasil, o inhame não é uma planta específica, mas sim uma denominação popular de algumas espécies da família das araucárias ou dioscoreáceas.

Os vegetais que recebem esse nome são caracterizados por suas folhas largas e os tubérculos na raiz, que são muito utilizados para alimentação. Em nosso país, por exemplo, é comum encontrar o inhame servido como purê ou outros tipos de guarnições.

Ainda que seja uma rica fonte de vitaminas quando preparado como refeição, a sua aplicação medicinal deve ser feita através do chá, que é capaz de extrair ao máximo suas propriedades.

Como comentamos, a bebida é muito famosa para o estímulo de gestações, mas a presença do fito-hormônio diosgenina ainda é capaz de atuar diretamente no sistema imunológico, proporcionando efeitos benéficos que, inclusive, já são explorados em diversos fármacos.

Se você conhece alguém com dificuldades de engravidar ou simplesmente está interessado no poder de mais essa incrível solução natural, descubra no próximo item todas as vantagens em consumir um bom chá de inhame.

Quais os benefícios da planta?

Os tubérculos chamados de inhame possuem propriedades verdadeiramente milagrosas quando devidamente extraídas por meio de chás ou outros métodos.

Descubra agora os seus principais benefícios, começando pelo mais famoso deles:

Aumenta as chances de gravidez

Um dos problemas mais comuns entre as mulheres com dificuldades de engravidar está na ovulação irregular ou até na falta dela.

O chá de inhame pode ser um excelente aliado aos tratamentos convencionais desse tipo de problema, pois seu principal componente, a já citada diosgenina, auxilia o equilíbrio hormonal feminino, sendo conhecido como um verdadeiro “estrogênio vegetal”.

Dessa forma, o consumo da substância proporciona a maturação dos folículos, trazendo mais chances para aquelas que anseiam pela gravidez.

Alivia alguns incômodos da gestação

O mesmo fito-hormônio capaz de estimular a ovulação é também capaz de diminuir os enjoos matinais comuns para grande parte das gestantes.

É importante ressaltar, porém, que o consumo deve ser moderado, pois o excesso de diogesnina pode causar efeitos adversos. O mais recomendado, principalmente nessa situação, é que a família interessada no chá consulte seu médico ou nutricionista sobre a questão.

Protege o feto

Ainda dentro dos benefícios proporcionados para aquelas que já conseguiram engravidar, o chá de inhame também é capaz de evitar problemas no feto.

Como tubérculo, a planta é rica em ácido fólico, que é essencial para garantir o desenvolvimento completo da criança dentro do útero.

Fortalece a imunidade do organismo

Como também já comentamos na introdução sobre o assunto, outro poder muito conhecido do chá é a sua capacidade de eliminar agentes nocivos do corpo humano!

Acredita-se que grande parte de sua influência na proteção do organismo também esteja na função de fortalecer os gânglios linfáticos, que são fundamentais para o sistema imunológico.

Combate os efeitos da menopausa

Outro benefício do chá de inhame exclusivo para as mulheres está na sua capacidade de combater os incômodos que normalmente acompanham a chegada da menopausa.

O grande responsável novamente é o ácido fólico, que é capaz de estimular a produção de dopamina e serotonina no cérebro, que combatem diretamente sintomas como a depressão e o excesso de fadiga.

Tem propriedades anti-inflamatórias

Mesmo que não seja recomendado substituir os medicamentos ou tratamentos tradicionais para doenças inflamatórias, a solução também pode ser uma aliada para acelerar a cura de diversas condições comuns de saúde.

Eczemas, reumatismos, sinusite, pleurisas, artrites, neurites, nevralgias, apendicite e até hemorroidas são alguns dos exemplos mais corriqueiros de patologias tratadas com o auxílio do inhame.

Possui efeito rejuvenescedor

A presença abundante de ácido fólico na planta faz com que parte da diogesnina ingerida seja transformada em progesterona pelo próprio organismo.

Esse efeito, além de estimular a capacidade de ovulação, ainda é capaz de reduzir o processo de envelhecimento das células.

Agora que você já conhece todos os benefícios do chá de inhame, chegou a hora de descobrir como preparar o seu!

Como preparar o chá de inhame?

Uma das características mais fantásticas do inhame está no fato de que tudo pode ser aproveitado em benefício da saúde.

Além do sabor de seu interior render alimentos deliciosos e ricos em vitaminas, a sua casca não precisa ser jogada fora, porque o chá também é preparado com ela!

Também é possível cortar o tubérculo em lascas para preparar a bebida, mas seu aspecto se torna pastoso e avesso ao paladar.

Tanto os pedaços inteiros, quanto apenas a casca, devem emergidos em água fervente, permanecendo lá por cerca de cinco minutos para que todos os microrganismos sejam eliminados.

A medida ideal é um copo grande de água para cada inhame e, como o tempo de fervência é prolongado e favorece a evaporação, a receita final renderá aproximadamente uma xícara.

O chá de inhame deve ser consumido no mesmo dia de seu preparo.

Para obter o máximo de seus benefícios, recomenda-se o seu consumo em jejum.

Mulheres que desejam engravidar devem beber duas colheres de sopa por oito dias até a data da ovulação. Se o ciclo for de vinte e oito dias, recomenda-se o consumo entre o sétimo e o décimo quarto dia. Caso for de trinta, ele deve ser tomado do nono ao décimo sexto dia!

Existem contraindicações?

Por mais que os seus efeitos sejam extremamente positivos, o chá de inhame também possui algumas restrições.

Para as mulheres, é essencial que as quantidades diárias recomendadas não sejam extrapoladas, pois o chá em excesso pode desencadear uma produção exagerada de hormônios, comprometendo as chances de gravidez.

Crianças, idosos e indivíduos com problemas intestinais também não devem submeter seus organismos à ação do inhame, justamente por sua capacidade de influenciar os processos hormonais.

Entre alguns dos efeitos adversos da bebida também estão náuseas, diarreia e vômitos, por isso é importante que mesmo pessoas em condições plenas de saúde não ultrapassem o limite de uma xícara por dia.

É também sempre fundamental lembrar que, sob a presença de qualquer sintoma suspeito, o seu médico de confiança deve ser procurado imediatamente!

Quer saber mais sobre receitas naturais?

Agora que você já sabe tudo sobre os benefícios do chá de inhame, compartilhe a sua opinião sobre o assunto com ainda mais internautas!

Veja também:

Sobre o autor

Giovanna Cóppola

Trabalha com web, design, criação, conteúdo, SEO e fotografia. Em 2011 criou a Pandartt e hoje assume a direção da agência, além de colocar a mão na massa em todos os projetos. Paralelamente, tem outros três projetos: Viva com Felicidade, BlogGeek e Mapa dos Bichos. Ama música, cinema, jogos, arte, tecnologia, tatuagens e pandas.