Plantas Medicinais Saúde

Benefícios e propriedades do chá de manjericão

Conhecido de longa data dos adeptos da medicina alternativa, o chá de manjericão está em evidência nos últimos anos até mesmo entre aqueles que outrora resistiam ao poder das plantas medicinais. Isso vem ocorrendo naturalmente em função de depoimentos e informações sobre a bebida que, por sua vez, se difundem na própria internet ao longo dos anos.

Os relatos mais comuns estão relacionados ao possível poder curativo da planta, além de outras propriedades e benefícios que em tese ela pode oferecer, já que se trata de uma planta medicinal aromática. A seguir conversamos um pouco mais sobre o assunto e também apresentamos a lista de possíveis benefícios comumente associados ao chá de manjericão.

As propriedades do chá de manjericão

Enquanto planta, o manjericão propriamente dito é parte da família Labiaceae, sendo caracterizado por suas folhas ovaladas e flores que se destacam em ramalhete com tonalidades brancas ou rosadas.

Fruto de muitos estudos ao longo dos anos, ele é comumente aplicado em uso culinário e até medicinal. Nesse último caso, sua utilização se deve às propriedades curativas que lhe são atribuídas. Dentre elas estão:

  • As antiespasmódicas;
  • Antibacterianas;
  • Anti-inflamatórias.

Além disso, vale destacar que o manjericão ainda é fonte de nutrientes como:

Os benefícios do chá de manjericão

Com todas as propriedades citadas, não é difícil imaginar o porquê do chá de manjericão ser capaz de proporcionar diversos benefícios à saúde.

Agora é hora, portanto, de apresentarmos a lista desses benefícios, destacando de antemão que a bebida é preparada a partir das folhas da planta, que em seu estado natural concentra melhor os nutrientes.



Manjericão para a saúde respiratória

Um dos benefícios frequentemente creditados ao chá de manjericão é o de contribuir com a saúde respiratória. De acordo com essa linha, os compostos que a planta possui, tais como o antibacteriano, depurativo e anti-inflamatório, seriam os responsáveis por atuar na limpeza das vias respiratórias, revendo assim as toxinas responsáveis por desencadear os problemas.

Não obstante, também acredita-se que a planta possa proporcionar um efeito expectorante, o que é útil na mobilização do catarro e consequentemente no alívio de problemas tais como bronquite e asma. Também em função disso, pode em tese ser uma aliada das defesas do corpo e uma solução efetiva contra gripe e resfriado.

Manjericão para a saúde dos rins

Outro benefício proporcionado pelo chá de manjericão está relacionado à sua ação diurética, que contribui com o melhor funcionamento dos rins, especialmente quando há o acúmulo de líquidos e toxinas nos tecidos do mesmos.

Tal efeito é potencializado em função de seus atributos anti-inflamatórios, que otimiza o processo ajudando também a prevenir infecções e até problemas relacionados à insuficiência renal.

Como se não bastasse, seus antioxidantes nutrem o poder de criar uma barreira protetora contra o dano oxidativo e suas toxinas, reduzindo assim as chances de cálculos renais e eventuais doenças crônicas. Adicionalmente, ele ainda pode melhorar a produção da urina e facilitar a eliminação de bactérias nas vias transitadas pela urina.

Manjericão contra o estresse

Existe também uma linha de pensamento que defende o poder do chá de manjericão contra o estresse. Isso porque a planta em si possui alguns extratos naturais capazes de relaxar o corpo tanto em caráter físico quanto no âmbito mental.

Essa tese da medicina popular prega, portanto, que o consumo moderado da bebida pode ajudar a frear o excesso na produção do cortisol, que é o hormônio do estresse, e o resultado desse processo seria o responsável pelo benefício citado.

Manjericão e a saúde bucal

A saúde da boca é outra que também pode ser ajudada pelo chá de manjericão. Nesse caso, o benefício é creditado aos compostos microbianos que a bebida apresenta, o que ajuda a criar uma camada de proteção contra germes capazes de trazer infecção e outros problemas do trato bucal.

Dentre os males que a bebida pode ajudar a combater estão, por exemplo, o mau hálito e a gengivite, já que o manjericão pode neutralizar a halitose e desinflamar a região das gengivas.

Manjericão contra dores de cabeça

A medicina alternativa também vê no chá de manjericão o potencial para combater as dores de cabeça tensionais. Isso se deve principalmente às suas características anti-inflamatórias e sedativas, que contribuem com a oxigenação das células e ajudam a melhorar a circulação na região, proporcionando assim o efeito supracitado.

O detalhe é que esse tipo de benefício pode ser observado tanto a partir da ingestão do chá de manjericão quanto a partir de uma compressa quente preparada com a planta.

Manjericão ajuda contra envelhecimento precoce

Rica em flavonoides e taninos, a planta, mesmo que servida em forma de chá, pode em tese ajudar a combater o envelhecimento precoce.

Isso porque as substâncias aliadas aos óleos essenciais ajudam a proteger os tecidos frente à deterioração dos radicais livres, prevenindo assim o surgimento de determinadas doenças e adicionalmente protegendo a pele das rugas e manchas que podem surgir com a idade.

Manjericão contra a má digestão

A saúde do trato digestivo também pode ser beneficiada com o chá de manjericão. Nesse caso, os benefícios mais comuns estão relacionados ao combate das dores de estômago, do excesso de gases e de eventuais inflamações.

Isso acontece porque a bebida ajuda a alimentar a flora bacteriana no intestino, impulsionando assim os rejeitos retidos no mesmo.

Em outro raio de ação, esse processo também pode oferecer resultados no combate à má digestão no caso do consumo de alimentos muito pesados, uma vez que regula o pH estomacal e ajuda frear o excesso na produção de sucos ácidos.

Considerações a respeito do conteúdo

Esclarecemos aqui que este é um conteúdo de caráter elucidativo e que não tem qualquer pretensão de estimular o consumo do chá de manjericão. Sua única missão é informar sobre as diversas linhas de raciocínio existentes na medicina alternativa em relação à bebida, e não incentivar seu uso.

E então, este artigo foi útil para você? Esperamos que sim. Fique à vontade para nos deixar uma mensagem com sua opinião.

Veja também:

Sobre o autor

Giovanna Cóppola

Trabalha com web, design, criação, conteúdo, SEO e fotografia. Em 2011 criou a Pandartt e hoje assume a direção da agência, além de colocar a mão na massa em todos os projetos. Paralelamente, tem outros três projetos: Viva com Felicidade, BlogGeek e Mapa dos Bichos. Ama música, cinema, jogos, arte, tecnologia, tatuagens e pandas.

/* ]]> */