Chás Nutrição

Chimarrão tem cafeína? Saiba tudo sobre a bebida

Benefícios do chimarrão

Provavelmente você já ouviu falar por aí de uma bebida chamada chimarrão, não é mesmo?

O chimarrão, espécie de chá muito comum na região sul do Brasil, tornou-se mais popular atualmente. Os gaúchos, grandes apreciadores desta bebida, costumam tomar este chá ao longo do dia todo. No entanto, o chimarrão vem ganhando espaço, e conquistando apreciadores pelo país todo.

Veja também – Chás com cafeína: conheça as melhores ervas para consumo

Uma das grandes vantagens de seu consumo, e que atraiu a atenção de novos consumidores, é a alta presença da cafeína em sua composição, bem como seus efeitos sobre o corpo humano.

Mas o que é esse tal de chimarrão?

O tem sua origem nas culturas indígenas da América do Sul. Esta bebida é uma espécie de chá, feito com erva mate, que é cuidadosamente colocada dentro de uma cuia com água quente. Com a bomba – o canudo – a bebida é sugada e apreciada pelos consumidores.

Além da cultura envolvida neste hábito, a ingestão de erva mate acarreta em efeito estimulante no organismo. Isto ocorre porque, dentre outras, a cafeína é uma substância bastante presente na erva mate, utilizada para o preparo desta bebida típica dos gaúchos.

Cafeína no chimarrão

Preparado com erva mate, aqueles que ingerirem o chimarrão poderão sentir os efeitos semelhantes ao observados quando bebem café.

Este efeito ocorre porque, assim como o café, a erva mate tem alta concentração de cafeína.

Uma quantidade de 100ml de chimarrão pode ter entre 29 e 90 miligramas de cafeína.

Benefícios do consumo do chimarrão

A bebida possui muitas vitaminas, como B, C e D, e diversos minerais. É boa para combater radicais livres e tem efeitos diuréticos.

Veja também – Cápsulas de cafeína: vale a pena consumir?

Ainda, com o alto teor de cafeína, o chimarrão tem alto poder de estimular o corpo, a atividade física e também a mental. Age diretamente no sistema nervoso, além de ter forte impacto sobre os músculos, auxiliando em sua rápida recuperação. Com a cafeína, o chimarrão é capaz de aumentar a circulação e aumentar o ritmo cardíaco, influenciando o metabolismo corporal, e auxiliando aqueles que objetivam perder as gordurinhas espalhadas pelo corpo. No mesmo sentido, os que costuma sentir-se inchados e com retenção de líquido, a erva mate promete auxiliar como ação diurética e laxativa.

Apesar disso, aqueles que possuem sensibilidade ao consumo de café devem ficar atentos para a ingestão do chimarrão, pois podem sentir efeitos como insônia, inquietação em irritabilidade.

Variações do chimarrão

Para aqueles que não curtem ingerir bebidas muito quentes, ou para aqueles que querem uma nova opção para o consumo no inverno, a erva mate pode ser preparada também com água gelada. Na prática, é igual ao chimarrão, mas com água fria no lugar da quente. O consumo do mate e seus benefícios continuam. No entanto, esta variação do preparo faz com que a bebida ganhe o nome de “tererê”. É simples: se for quente, chame de chimarrão. Se consumir gelado, chame de tererê.

Para fechar, se você ficou na dúvida se vale a pena deixar o famoso cafezinho de lado para experimentar o chimarrão, saiba que os feitos estimulantes da erva mate prometem durar muito mais no organismo do que os do café.

Diante de todos estes benefícios do consumo, vale a pena provar e conferir os resultados deste chá de erva mate que vem do Sul do país, e está avançando fronteiras conquistando novos apreciadores.

Sobre o autor

Kenia