Emagrecimento Saúde

Cirurgia bariátrica: saiba tudo sobre o procedimento

Embora esteja na moda e a maioria dos apelos nos meios de comunicação seja pelo ‘corpo perfeito’, a cirurgia bariátrica só deve ser feita após consulta ao médico e mediante a observação de que efetivamente ela é a solução mais recomendada para o paciente.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% EM TODO O SITE

Neste caso, segundo recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), a pessoa deve estar com obesidade indicada pelo índice superior a 35 km/m². Além disso, este sobrepeso deve estar prejudicando a sua saúde.

Além das doenças relacionadas à obesidade, que serão citadas logo a seguir, a pessoa também pode estar sofrendo com problemas como a própria integração social, sua mobilidade física e questões psicológicas, como a autoestima e riscos de depressão.

Vantagens à saúde do paciente

O aumento excessivo do peso nunca chega sozinho à sua saúde. Ou seja, a cirurgia bariátrica também trará vantagens adicionais à saúde, pois são muitas as implicações que derivam ou aparecem junto com a obesidade. Entre estes, cita-se:

  • O diabetes, quase sempre associado às gorduras corporais;
  • Hipertensão arterial, outro coadjuvante prejudicial e que sempre se faz presente;
  • É comum o paciente também sofrer com a insuficiência respiratória e prejuízos em todo sistema respiratório, dos pulmões às vias respiratórias – faringe, traqueia, cavidades nasais, brônquios;
  • Outro prejuízo grave à saúde resultante da obesidade são os problemas cardíacos;
  • A asma muitas vezes também está associada à obesidade;
  • E um dos que sempre aparece nestes casos é o colesterol alto.

É uma grande violência no organismo

Isso significa que não há dúvidas de que a cirurgia bariátrica traz grandes vantagens ao paciente, seja na recuperação imediata de sua saúde, após o período pós-operatório, assim como repercute diretamente em melhorias psicológicas na sua ação social.

É preciso levar em consideração, entretanto, que se trata de grande violência sobre seu organismo e, portanto, todos os cuidados médicos são absolutamente necessários. A começar, claro, pelo próprio tratamento clínico recomendado pelo médico.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

A cirurgia é a última instância

Os médicos costumam afirmar que existem três tipos de cirurgia bariátrica, que são indicadas conforme os resultados dos exames clínicos e laboratoriais de cada paciente. Em todas, o grande objetivo é levar o paciente à perda de peso.

E esta cirurgia só deve ser realizada depois que a pessoa fizer todos os esforços recomendados para perder peso, como, por exemplo, substituição da alimentação para uma mais adequada e exercícios físicos recomendados.

A falta de resultados após estes esforços é que levará o médico a recomendar a gastroplastia, nome técnico da cirurgia bariátrica, também chamada de cirurgia da obesidade ou da redução do estômago.

Três tipos diferentes de cirurgia bariátrica

Vamos aos três tipos de cirurgia bariátrica conforme definições médicas:




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina
  • Cirurgia restritiva
  • Cirurgias mistas
  • Cirurgias disabsortivas

O primeiro caso – a cirurgia restritiva – é recomendado para pacientes que necessitam apenas da redução do tamanho do estômago. Neste caso, a perda de peso ocorrerá unicamente porque o paciente passará a comer menos, pois passará a ter um estômago menor.

O segundo caso – a cirurgia mista – já é um pouco mais complicado. Ocorre a redução do tamanho do estômago, mas o cirurgião também fará um desvio no intestino do paciente. Com isso, a perda de peso ocorre porque o paciente terá estômago menor e, também, haverá a redução na absorção dos alimentos.

O terceiro caso – a cirurgia disabsortiva – é recomendado para situações mais graves, em que o paciente precisa mais do que reduzir o estômago e passar por desvio intestinal. Ele terá também derivações bileopancreáticas.

Avaliações pré são fundamentais

Uma das questões mais importantes, alertam todos os médicos que tratam deste assunto, é a avaliação exaustiva do paciente antes do procedimento. É preciso passar por exames clínicos e laboratoriais que vão indicar questões como:




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina
  • Avaliação de sua pressão arterial;
  • Como andam suas médias de glicemia e lipídeos, entre outras avaliações de seu sangue;
  • E avaliações de suas funções cardíaca, pulmonar e hepática.

O médico também irá fazer procedimentos importantes para o conhecimento de suas condições clínicas, como endoscopia digestiva e até mesmo ecografia abdominal. Só então ele poderá ter um perfeito conhecimento de todas as suas condições clínicas.

Quadro psicológico precisa de acompanhamento

A avaliação psicológica do paciente também é recomendação da OMS que deve ser seguida à risca. Afinal, haverá uma mudança radical nas condições de vida do paciente e, por isso, ele deve estar bem preparado para a nova vida.

Esta avaliação psicológica também deve ocorrer no pós operatório. Ou seja, o acompanhamento depois da cirurgia bariátrica, quando começar a redução do peso e todas suas consequências, também precisa de estrito acompanhamento.

O mesmo precisa ser feito quanto aos procedimentos nutricionais do paciente, pois deve ocorrer a troca da alimentação. Se a pessoa continuar a comer nas mesmas quantidades e tipo de alimentação anterior, de nada terá valido o esforço, pois a gordura tenderá a voltar.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

Depois, toda atenção à alimentação

Quanto à nutrição e novas condições alimentares, os cuidados devem ser redobrados. Segundo os médicos, boa parte dos pacientes passa a necessitar de suplementações vitamínicas e, inclusive, são muitos os casos em que surgem problemas com anemia.

Estes quadros costumam requerer suplementação de vitaminas do complexo B12, ácido fólico (também do complexo B e que previne anemias, doenças cardíacas e depressão) e, principalmente, ferro, vitamina D e cálcio.

Há quadros em que o pós operatório revela situação de desnutrição. Essas consequências da cirurgia bariátrica mostram quanto é importante a observação médica também depois de feito o procedimento.

Cuidados importantes no pós operatório

Essas preocupações com a alimentação no pós operatório – assim como devem existir também do ponto de vista psicológico – faz lembrar que a cirurgia bariátrica também exige cuidados quanto às doenças ligadas à obesidade.

Serão muitas as mudanças no corpo e organismo do paciente. Um dos riscos citados por médicos é a embolia pulmonar, quando há o entupimento de veia no pulmão e que provoca muita dor e, inclusive, dificuldades com a respiração.

Também devem haver cuidados com possíveis sangramentos no local da operação, com fístulas que podem se formar nos pontos internos e também podem ocorrer diarreias, vômitos e fezes com sangue. Mas, seguidos os ritos recomendados pela medicina, a cirurgia bariátrica pode devolver a vida com intensidade ao paciente. Então, consulte seu médico imediatamente se você está com sobrepeso.

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */