Maternidade

Colostro: saiba a importância do primeiro leite para o recém-nascido

O primeiro leite que desce é chamado colostro. Esse alimento é uma fonte muito rica de nutrientes e micro-organismos essenciais para a saúde e o bem estar do bebê.

Neste artigo, veja os benefícios do colostro para o bebê e conheça curiosidades sobre ele.

O que é o colostro?

Colostro é um líquido transparente ou amarelado que sai dos seios da mãe ainda durante a gestação e nos primeiros dias após o parto. O colostro é muito rico em anticorpos, nutrientes e micro-organismos que ajudam no fortalecimento do organismo do recém-nascido, em sua nutrição e será muito benéfico para a digestão do bebê nos primeiros meses de vida.

De acordo com artigo da Revista de Enfermagem da Universidade Federal de Pernambuco, o colostro possui: “proteína, contém sódio, potássio, cloro e vitaminas lipossolúveis como E, A, K, além de ser descrito como uma vacina natural rica em anticorpos”.

Em alguns casos, o colostro pode demorar alguns dias para descer. Para garantir que ele venha o mais rápido possível é preciso deixar que o bebê sugue o seio para estimular a sua liberação.

Saiba mais:

Benefícios do colostro para a saúde do recém-nascido

  • o leite materno, assim como o colostro, é o melhor alimento para seu bebê;
  • é o alimento com mais facilidade de digestão, muito melhor que o leite artificial;
  • protege o bebê contra infecções, alergias e diarreia;
  • fortalece o vínculo entre mãe e filho, aumentando a segurança e o bem-estar do bebê.

O mito do leite fraco

O colostro é um leite transparente ou amarelado que desce em menor quantidade do que o leite maduro, que descerá com o tempo e com a sucção do bebê. O fato do colostro descer em quantidades menores e também pelo seu aspecto, muitos mitos podem ser criados a seu respeito. O mais comum, e também mais equivocado deles, é o mito do leite fraco.

As aparências enganam. O colostro é o leite mais poderoso que a mulher produzirá durante todo o período de amamentação. O bebê precisa apenas dele e de nada mais.

Em casos em que o bebê se apresenta choroso e irritado geralmente está relacionado a outros motivos, bem diferentes da falta de leite, como acredita a maior parte das pessoas que difundem este mito.

É preciso saber viver

A música diz exatamente isso: “É preciso saber viver”. E aprender a viver é algo que acontece com o tempo, afinal, a gente nasce sabendo quase nada da vida, não é mesmo?

Os primeiro dias de vida do bebê é uma fase delicada de adaptação a um novo mundo. Segundo a teoria da extero gestação, o recém-nascido estava acostumado com o ambiente uterino, que era aquecido cheio de água, restrito e apertado e possuía sons movimentos característicos.

Ao nascer aparecem muitas novidades: muita luz, novos sons, a necessidade de respirar pelo nariz, a fome e a necessidade de sugar o alimento dos seios da mãe. É natural que ele fique agitado e chore às vezes. O ideal então é usar técnicas para acalmá-lo e sempre dar de mamar quando ele chorar.

A sucção do leite materno não é apenas uma forma de se alimentar. O bebê consegue se acalmar e se sentir bem ao mamar. Por isso, dar o peito ao bebê pode ajudá-lo a ficar mais calmo.

Saiba mais:

O colostro, os probióticos e as cólicas

Uma pesquisa publicada em 2001 no Jornal de Pediatria da Sociedade Brasileira de Pediatria fez uma análise do colostro para verificar a presença de probióticos no primeiro leite materno.

Conforme o estudo realizado em 70 amostras de colostro coletadas, chegou-se a conclusão de que o colostro possui, além de proteínas, vitaminas e anticorpos, uma quantidade de probióticos que poderiam ajudar o bebê a digerir melhor o próprio leite materno.

Conforme o artigo: “a avaliação conjunta dos resultados revela a ocorrência de uma microbiota rica em bactérias lácticas que poderiam funcionar como probióticos, se disponibilizados para os bebês nos primeiros dias pós-parto”.

Alguns remédios para cólicas em recém-nascidos, como o ColiKids possuem como principal agente os probióticos. Por isso, é mais vantajoso para a mãe amamentar o seu bebê no sistema de livre demanda, ou seja, sempre dar o peito primeiro quando o bebê chorar, para garantir que ele receba uma quantidade suficiente de probióticos naturais.

Dessa forma, você evita ter que dar remédios para a cólica para seu bebê, entende?

Saiba mais:

Amamentar seu bebê é um ato de amor, é a melhor coisa que você pode fazer por ele! Concorda? Então compartilhe nas redes sociais!

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */