Pele

Comedões, os famosos cravos: causas e tratamentos

Que cena linda: a garota espremendo os comedões no rosto do namorado… O quê? Sim, amiga leitora!

A cena pode até ser de terror, mas o nome dos populares cravos é que deixam qualquer uma com medo de ter na própria pele.

Afinal, por serem fáceis de tirar e não apresentarem sintomas, os comedões apenas são um incômodo quando deixam o visual da pele sujo.

Isso por que ele preenche nossos poros e acabam deixando os temíveis pontos pretos na cútis, ainda mais quando nascem no rosto!

Tanto em mulheres quanto em homens, os comedões ainda podem surgir em qualquer idade e locais do corpo, como costas e colo.

Quando não tratados corretamente, eles podem até iniciar o processo de acnes e causar complicações, como dor e sensibilidade.

Tem namorado? Não?



O que importa é que, neste artigo, o tema é desvendar para você como evitar, quais as causas, os remédios e cremes adequados para eliminar os cravos da forma correta!

O que é um comedão

Sim, esse é o nome do popular cravo! Eles são aqueles pontinhos escuros que surgem na pele e que são consequência do fechamento dos poros cutâneos, geralmente causado por alterações hormonais.

Classificados em dois tipos (branco e preto), os comedões nada mais são do que lesões de acne que costumam ocorrer em locais como:

  • Nariz;
  • Queixo;
  • Costas;
  • Ombro;
  • Colo;
  • Testa.

A espinha e o cravo

Quer saber se as espinhas podem ser consideradas uma forma de cravo?

De acordo com vários dermatologistas, os termos não significam a mesma coisa, embora ambos surjam de lesões resultantes de acnes malcuidadas. Isso significa que uma deriva da outra!

Ainda podemos dizer que espinhas são lesões já em estado de inflamação, sejam profundas ou superficiais.

Vale lembrar que essa uma inflamação pode ser desencadeada pelo excesso de oleosidade da pele e agentes bacterianos.

Tipos de comedões

Para não restar dúvidas, os comedões são, sim, os temíveis cravos!

Eles aparecem devido à presença de sebo em excesso, que acabam ganhando mais espessura e chegam a causar a obstrução dos poros cutâneos.

Enfim, essas lesões apresentam dois tipos, classificados como:

Comedões fechados (cravos brancos)

Esse comedão costuma surgir quando a cútis cobre as bolinhas esbranquiçadas e pequenas (ou óstio glandular) que aparecem nas regiões sebáceas, como tronco e rosto.

Ainda podemos dizer que os cravos brancos são o acúmulo de células nos folículos pilosos, na camada superficial da pele e até mesmo dentro de poros capilares.

Comedões abertos (cravos pretos)

Esse tipo apresenta uma cor mais escura devido ao acúmulo de células, sebo e queratina que entram em contato com o ar.

Entretanto, impurezas como restos de maquiagem e a poluição ajudam nesse processo de escurecimento.

Medindo apenas alguns milímetros, esses cravos também são escuros pela presença do pigmento da pele chamado de melanina.

As causas dos comedões

Um dos grandes motivos de os comedões surgirem é o aumento nos níveis de hormônios andrógenos, principalmente durante a fase da adolescência.

Mas ainda existem demais casos para seu surgimento, com os fatores genéticos.

Aqui, os chamados hormônios circulantes podem até estar nos níveis ideais, mas a pele acaba respondendo de forma exagerada, produzindo excesso de sebo.

Uma causa mais comum para o surgimento dos comedões é o excesso de exposição ao sol.

Isso por que, ao longo dos anos, os raios solares ajudam a quebrar as fibras elásticas cutâneas, principalmente na área da testa e regiões ao redor dos olhos.

Em relação a fatores do dia-a-dia, os comedões podem surgir devido ao contato constante com certos tipos de produtos químicos, como graxas e óleos.

Você precisa ficar atenta a esses fatores, pois eles chegam a provocar cravos comedões em grupos, principalmente nas coxas, braços e mãos.

Ainda nesse grupo dos químicos, vale lembrar que comedões ainda ocorrem devido ao uso de outros produtos nocivos pele, como os cremes mais oleosos, cosméticos, protetores solares e hidratantes.

O diagnóstico

Eles são visíveis, mas os comedões não apresentam sintomas. Lembre-se disso antes de correr o risco de sentir aquele incômoda estético!

Como as lesões podem ser criadas por mãos xeretas, elas ainda podem se transformar em terríveis, assustadoras e inflamadas espinhas.

Como não há a necessidade da realização de exames em laboratórios, seu diagnóstico pode ser clínico mesmo, realizado sossegadamente com a ajuda de um médico dermatologista.

Enfim, o tratamento chega a ser simples, mas precisa ser regular também!

Tratamentos para comedões

Uma notícia ótima para você neste artigo é saber que comedões podem ser tratados com atitudes simples, como alguns cuidados diários! Para isso, é seguir nossas dicas abaixo…

Você pode usar produtos tópicos, como filtros solares que regulam o sebo corporal, sabonetes e cosméticos próprios e com formulação à base dos ácidos glicólico e salicílico.

Faça sessões de limpeza da pele regular e profundamente. Esses procedimentos ajudam na remoção das impurezas acumuladas, seja pela poluição, maquiagem ou resíduos do dia-a-dia.

Com estes simples passos, você pode ter uma cútis bem mais saudável, limpa e sem cravos!

A prevenção dos comedões

Começando com uma limpeza correta e diária da pele, você vai ajudar a diminuir o nível de oleosidade. Outra dica é investir em esfoliações para ajudar no processo de desobstrução dos poros.

Outra importante medida preventiva é jamais espremer um cravo, mesmo parecendo pontos pretos inofensivos e que não pareçam apresentar inflamações.

E lembre-se: assim como os comedões, as espinhas também podem deixar marcas físicas!

Por isso, como você já sabe, é nosso dever indicar uma orientação medica, como um dermatologista, sempre que você notar algo de estranho na sua pele!

Confira o que você pode fazer pela sua pele!

  • Uso de esfoliantes;
  • Limpeza correta da pele;
  • Sessões de peeling químico.

A consulta

Sim, quanto antes você se cuidar, menos tempo terá para se preocupar. Pois os comedões também chegam a interferir na autoestima e até mesmo na sua vida social.

Então, antes de realizar uma consulta, evite qualquer tipo de automedicação e aquele ato quase insano de ir espremendo comedões pela manhã!

Esse ato tenebroso pode deixar cicatrizes e manchas na pele que você levou anos para cuidar.

Quanto ao médico dermatologista, siga todas as suas recomendações, pois cada paciente necessita de um tratamento especifico.

Videos do nosso Canal no Youtube

/* ]]> */