Maternidade

Confira aqui: como aumentar o leite materno rápido

O leite materno é o alimento mais indicado para nutrir o bebê com exclusividade até os 6 meses de vida. O aleitamento materno, além de alimentar o corpinho, também fortalece o vínculo entre mãe e bebê, trazendo inúmeros benefícios psicológicos para o pequeno e sua mãe.

Mas, nem tudo são flores na hora da amamentação, e é muito comum que ocorram várias dificuldades: leite empedrado, mastite e falta de leite são algumas delas.

A falta de leite nem sempre tem a ver apenas com a alimentação e hidratação da mãe, fatores como a pega do bebê e a livre demanda também são responsáveis pela queda da produção de leite.

Neste artigo, confira o que fazer para aumentar a produção de leite materno de maneira rápida para poder amamentar sua cria com muito amor.

Aumentar leite materno rápido [infográfico]

1. Verifique se a pega do bebê está correta:

A pega correta é essencial para o aumento da produção de leite, porque é pela sucção que o bebê faz que o seio recebe o estímulo necessário para a ação dos hormônios chamados prolactina e ocitocina, responsáveis por produzir e também liberar o leite materno.

Para uma pega correta, é necessário prestar atenção a alguns detalhes:



  • a maior parte da auréola entra na boca do bebê e não apenas o mamilo;
  • o bebê fica com a boca aberta com os lábios virados para fora, a boca de peixinho;
  • a barriga do bebê deve estar virada para a mãe sempre;
  • o nariz do bebê não encosta no seio, deixando-o respirar;
  • o queixo do bebê deve estar encostado no seio;
  • a bochecha do bebê enche ao sugar o leite e não murcha quando ele suga.

Veja mais informações em nosso Guia prático para a amamentação.

Neste vídeo da Rose Quadros, você também pode entender melhor como funciona a pega correta:

2. Pratique a livre demanda:

A livre demanda é o hábito de sempre oferecer o peito quando seu bebê pedir. Pode parecer trabalhoso, mas quando o bebê chora, é comum que se forme um checklist mental: Será que é fralda? Será que é cólica? Ou será que é fome?

De qualquer forma, acabamos testando cada um dos itens para saber o que o bebê tem. Então, experimente oferecer o seio primeiro sempre que o bebê chorar. Se ele continuar incomodado, aí olhe a fralda, veja se ele está com cólica ou outra coisa.

Deste forma, é muito mais fácil você conseguir esvaziar sua mama completamente, e ajudar a produzir mais leite. É isso mesmo, a lei do leite materno é quanto mais o bebê mama, mais leite você produz.

3. Capriche no banho quente:

A água quente ajuda muito a produção de leite. Por isso, procure aproveitar os momentos do banho para relaxar e deixar a água quente cair sobre os seios por alguns minutos.

Os benefícios relaxantes e revigorantes do banho quente também vai dar uma renovada na sua energia e ajudar a mandar embora a tensão. Afinal, o estresse é inimigo da produção de leite. Mais adiante falaremos mais sobre isso.

4. Faça massagem nas mamas:

A massagem também é um estimulante para a produção de leite materno. Outro benefício da massagem é que, às vezes seu problema não é com a produção de leite, mas com a liberação dele.

Você sente os seios cheios, mas o leite parece não querer sair. Pode ser o leite empedrado, que de tanto ficar parado na mama, acabou ganhando consistência e obstruindo os ductos mamários por onde o leite deve sair.

A massagem na mama, com movimentos circulares e suaves ajuda a romper as ligações que se formaram nas moléculas do leite e deixá-lo mais fluido novamente.

A técnica do shake também ajuda muito a combater o leite empedrado. Quer saber mais? Leia nosso artigo completo sobre o assunto.

5. Durma bem:

Ok, pode parecer pedir demais. Principalmente quando estamos falando dos primeiros três meses depois no nascimento do pequeno. Mas é verdade: o cansaço e o estresse bloqueiam a produção do leite materno e dificultam sua liberação.

O ideal é contar com a ajuda de alguém nos primeiros dias com o bebê. Essa ajuda será essencial para colocar os serviços da casa em ordem enquanto você se recupera do parto e se dedica ao bebê.

No geral, tenho algumas dicas para você:

  • não seja tão criteriosa com a organização e limpeza da casa nos primeiros meses;
  • congele comida para sempre ter algo para preparar de maneira mais rápida e fácil;
  • durma junto com o bebê nas cochiladas durante o dia, isso irá ajudá-la a recuperar o sono da noite, que provavelmente será prejudicado.

Para saber mais sobre o puerpério e 13 verdades que ninguém te contou, veja este artigo.

6. Estimule a produção de ocitocina:

O ocitocina, como eu já falamos, é o hormônio responsável pela ejeção do leite, ou seja, pela liberação do leite materno.

A ocitocina é conhecida como o hormônio do amor, porque ele é produzido em situações de intimidade e relacionamentos com outras pessoas.

A ocitocina é bloqueada sempre que ficamos estressadas ou que nos preocupamos demais com alguma coisa. Também é comum que a ocitocina diminua se nós ficamos incomodadas e sem privacidade.

Para estimular a produção de ocitocina, além de trocar carinho e afeto com seu companheiro, também é importante fortalecer o vínculo materno. Mas como fortalecer o vínculo com o bebê?

Procure interpretar os sinais que ele passa para você. Mesmo que ainda não saiba falar, ele encontra maneiras de comunicar seus desejos. Converse bastante com seu bebê, toque-o e fale sobre tudo que quiser. Quanto mais você conversar com ele, mais fortalecido ficará o vínculo entre vocês.

Para ver mais dicas sobre como fortalecer o vínculo materno, dá uma lida nesse artigo.

7. Beba muita água e se alimente bem:

Um corpo desidratado não tem condições de produzir leite materno. A mãe que amamenta produz em média 20 litros de leite por mês. Em alguns meses mais e em outros menos. O fato é que é muita coisa, não é?

Como produzir tanto leite sem se hidratar e se alimentar adequadamente?

Fazer dietas restritivas e não beber água suficiente pode causar problemas de saúde para você, além de diminuir muito a produção de leite.

Por isso, alimente-se corretamente, com muitas frutas e legumes em seu cardápio. Coma sempre que tiver fome e beba muito líquido.

Chá de erva-doce e de funcho também ajudam a produzir mais leite. Procure tomá-los antes de se deitar ou ainda em jejum.

8. Evite anticoncepcionais que reduzem a produção de leite:

Alguns anticoncepcionais possuem grande quantidade de estrogênio, hormônio que inibe a produção de leite materno. Por isso, se for tomar anticoncepcional, converse com seu médico e peça uma pílula que possua progestágeno, pois ela é ideal para as mulheres que estão amamentando.

Você também pode procurar outras formas de evitar a gravidez, como o DIU e camisinha, por exemplo.

9. Pratique a relactação ou translactação:

A relactação é um método extremamente benéfico para as mães que precisam fazer um complemento na amamentação por problemas com a produção de leite. Além de ser a maneira certa para evitar a mamadeira, a relactação também permite que a produção de leite aumente aos poucos e volte a suprir as necessidades do bebê.

A relactação é como uma sonda que leva o leite para a boca do bebê por um cano bem pequeno, enquanto ele mama no seio da mãe. O leite vai sair pelo cano e ser engolido junto com o leite materno, fazendo com que a sucção do bebê estimule a produção de leite e evite que a mama pare de produzir leite.

Existem aparelhos de relactação para comprar, mas também é possível fazê-los em casa. Neste artigo, você aprende a fazer o relactador e também vê dicas sobre as marcas que existem no mercado, além de saber mais sobre a relactação:

Dicas extras:

É muito comum que a mãe tenha a impressão de que o bebê não tem força para mamar. Isso pode acontecer se a pega estiver errada, e o bebê não consegue sugar o leite, mas também pode acontecer porque o bebê está viciado nos bicos artificiais.

Este vício acontece porque, quando o bebê chupa chupeta ou mama na mamadeira, ele utiliza outras partes da musculatura facial e bucal. Aí, quando chega a hora de mamar no peito, o bebê não consegue mamar.

É como se você precisasse muito malhar suas panturrilhas para participar de um esporte e de repente você começasse a usar metade do treino para malhar suas coxas. Suas panturrilhas iam perder o tônus aos poucos e seu desempenho neste esporte que exige panturrilhas fortes vai cair, certo?

Para saber mais sobre os malefícios da chupeta, da mamadeira e do bico de silicone, leia este artigo aqui.

Você também pode experimentar a ocitocina sintética para ajudar na descida do leite, veja mais sobre ela aqui.

Espero que você consiga aumentar a produção de leite para nutrir seu bebê com sucesso!

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Mariana Mendes

/* ]]> */