Artesanato

Como fazer uma cabeceira com 7 dicas

Como fazer uma cabeceira

Você deseja construir sua própria cabeceira para trazer estilo à sua cama e oferecer um bom apoio para a sua cabeça durante os seus cochilos? Saber como fazer uma cabeceira é algo bastante útil. Afinal, as vendidas em lojas, além de serem caras, apresentam visuais muito genéricos, não é mesmo?

Para ter uma peça mais acessível e que se destaque tanto quanto o seu estilo, fazê-la você mesmo pode, certamente, ser uma melhor alternativa. Caso já tenha uma boa ideia daquilo que você deseja, ter como fazer uma cabeceira será mais fácil.

Pensando nisso, apresentamos, ao longo deste artigo, 7 excelentes dicas para ajudar você a fazer a sua própria cabaceira. Boa leitura!

1. Selecione cuidadosamente a madeira a ser utilizada

Grande parte das cabeceiras utiliza madeira como base. Portanto, o primeiro passo consiste em encontrar um bom pedaço deste material, ou seja, ele tem que ser largo o suficiente para modelar a cabeceira.

Você deve conferir sua cama para averiguar se o material escolhido apresenta a mesma largura. Não se esqueça de que as cabeceiras que equivalem à largura de suas camas contam com uma melhor aparência. Entre as madeiras que podem ser empregadas, destacam-se:

  • Venezianas reaproveitadas: elas acrescentam maior textura e, caso estejam em perfeitas condições, um look aconchegante e vintage;
  • Quaisquer placas de compensado: não é necessário gastar muito, já que você as cobrirá de qualquer forma;
  • Portas novas ou antigas: caso decida adquirir uma porta, busque uma semi-oca que, além de barata, é mais leve;
  • Quadros negros: eles são perfeitos para quem aprecia desenhar e escrever, dando um novo sentido para a expressão “brincar na cama”;
  • Placas de metal: algumas telhas de aço (do tipo corrugado) podem ser cortadas em belas modelagens.

Como fazer uma cabeceira

2. Considere criar uma “falsa cabeceira”

Tenha em mente que uma cabeceira não precisa, necessariamente, ser coberta com tecido, ter base interna ou ser feita de madeira. Ela pode ser produzida a partir de tantos elementos (ainda que, nesses casos, possa ser considerada uma “falsa cabeceira”), que basta usar a sua imaginação.



Use um adesivo ou pinte para produzir a sua cabeceira. Embora isso não proporcionará uma cabeceira “de verdade”, você poderá dispor de uma bela peça sem, para tanto, investir grandes quantias de dinheiro.

Use uma peça recuperada de madeira para ficar acima do seu leito. Peças antigas podem enfeitar o seu quarto da mesma forma que uma cabeceira faria. Sendo assim, corte o tecido escolhido seguindo o formato tradicional de uma cabeceira ou transforme uma pintura grande ou um espelho em uma cabeceira.

Os espelhos, aliás, são ótimos para gerar a sensação de um cômodo maior, enquanto as pinturas comunicam o seu senso artístico. Seja como for, ambas as opções podem se tornar uma cabeceira adequada para a sua cama.

3. Ao cortar a madeira, observe as dimensões de encaixe

A despeito do fato de que algumas cabeceiras possam apresentar largura maior do que suas respectivas camas, a maior parte delas é exatamente equivalente à largura de seus leitos. Logo, você deve medir a largura de sua cama e marcar as medidas diretamente sobre o material de sua cabeceira.

Em seguida, corte o material de acordo com essas medidas. Caso esteja comprando uma porta ou um compensado de uma loja varejista, peça para que a loja efetue o corte da madeira para você (para tanto, lembre-se de levar as dimensões corretas antes de realizar a compra).

O corte da madeira deve ser feito com o máximo de cuidado ou atenção. Ainda que seja possível cortar um pouquinho mais, você nunca poderá acrescentar o que já foi cortado. Se, ao começar o seu trabalho, você não tiver certeza quanto ao tamanho desejado, faça um corte maior e, posteriormente, ajuste as medidas.

4. Não se esqueça do acolchoamento

Você, obviamente, deseja que a sua cabeceira seja agradável e macia, não dura como pedra. Para obter essa maciez e conforto, será necessário algum tipo de acolchoamento. Você deve abrir o acolchoamento diretamente sobre a cabeceira, traçando uma linha ao redor de suas bordas e cortando para garantir um encaixe perfeito.

A espuma, embora não seja a opção mais barata (trata-se de um produto que tem no petróleo sua principal matéria-prima, motivo pelo qual seu preço oscila com o dos combustíveis), pode oferecer o aconchego almejado.

Todavia, uma alternativa menos cara é a chamada espuma de casca de ovo. Basta comprar duas delas e sobrepô-las em sua cabeceira para obter uma superfície bem macia. Também pode ser utilizado um acolchoamento de poliéster, devido à sua maciez e elasticidade.

Seja qual for sua escolha, corte o acolchoamento, garantindo que ele seja um pouco maior do que as bordas de sua cabeceira.

Quando for grampear o acolchoamento, será preciso que ele seja suficientemente grande para atingir a parte posterior da cabeceira.

Como fazer uma cabeceira

5. Use cola em spray

Você deve se certificar de que a cola a ser usada funciona efetivamente com o acolchoamento adquirido. Lembre-se de que as colas são um pouco tóxicas e muito adesivas, de modo que será necessário utilizar uma máscara durante a aplicação. Abra todas as janelas ou trabalhe em uma garagem, garantindo que o ambiente seja bastante ventilado.

O acolchoamento deve ser puxado sobre a base e grampeado na parte posterior da cabeceira. Tanto os grampeadores elétricos quanto os manuais podem servir muito bem para essa tarefa.

6. Passe a ferro os eventuais amassados no tecido

Antes de levar o tecido ao redor da cabeceira, o ideal é passar algum vapor nele. Muitas pessoas deixam de fazer isso e acabam dando um visual mais amador aos tecidos.

Quando estiver pronto, você poderá abrir o seu tecido (o lado direito deve estar voltado ao chão) e colocar a estrutura da cabeceira para cima, deixando sempre o lado acolchoado para baixo.

7. Não se esqueça de alinhar a cabeceira com o padrão do tecido

Essa etapa é crucial. Portanto, não fique preocupado em gastar tempo: o mais importante é fazer tudo do jeito certo. Enquanto grampeia o tecido, lembre-se de:

  • Usar grampos torno e sargento, de modo a manter o alinhamento do tecido em relação ao centro da cabeceira. Grampeie duas vezes e, depois disso, confira se o padrão está adequado, virando sua cabeceira para cima;
  • Esticar o tecido ao máximo. Ninguém verá os grampos colocados na parte de trás, então, grampeie bastante.

Cumpre ressaltar, por fim, que para ter como fazer uma cabeceira linda e personalizada para a sua cama, você deve ter atenção, sobretudo, nas partes arredondadas e cantos, deixando o tecido esticado nessas áreas.

Sobre o autor

Giovanna Cóppola

Trabalha com web, design, criação, conteúdo, SEO e fotografia. Em 2011 criou a Pandartt e hoje assume a direção da agência, além de colocar a mão na massa em todos os projetos. Paralelamente, tem outros três projetos: Viva com Felicidade, BlogGeek e Mapa dos Bichos. Ama música, cinema, jogos, arte, tecnologia, tatuagens e pandas.

/* ]]> */