Bebidas

Aprenda como harmonizar vinhos com essas 9 dicas

Saber como harmonizar vinhos com alimentos é considerado uma arte que valoriza os sabores da comida e ressalta o aroma e sabor do vinho.

Que vinho escolher quando o prato que vou apreciar for uma carne vermelha? Tem diferença se a carne for branca? E se for um peixe? Dá para harmonizar vinho com salada? E sobremesa? São estas dúvidas que iremos esclarecer para que você aprenda como harmonizar vinhos com pratos e tornar sua experiência ainda mais saborosa.

É importante lembrar que as dicas de harmonização não são leis absolutas, mas orientações de especialistas, você pode e deve aliar estas informações com suas experiências para descobrir o que mais lhe agrada e que outras combinações são possíveis de acordo com o seu paladar.

O que é e para que serve a harmonização de vinhos?

No mundo da gastronomia e enologia (estudos sobre os vinhos), dá se o nome de harmonização, para o ato de buscar fazer as melhores combinações entre vinhos e alimentos considerando-se as características de ambos.

A intenção da harmonização é melhorar a experiência gastronômica ao ressaltar os sabores do alimento e valorizar o gosto e aroma do vinho através destas parcerias.

De maneira geral, os vinhos são valorizados (ou repelidos) em razão de características como o sabor frutado, a acidez, o aroma de flores e de madeira ou, ainda, a leveza ou a intensidade do gosto das uvas.

Como veremos, a boa harmonização é aquela que consegue aliar o melhor das características de cada vinho com as particularidades do alimento. Os ingredientes que prevalecem no prato são um importante orientador da harmonização. Conhecer as qualidades do vinho e os ingredientes do prato são fundamentais para criar ótimas composições.



Principais dicas de harmonização

É possível seguir alguns princípios gastronômicos que orientam como harmonizar vinhos e comidas. Estas sugestões levam em consideração as características e o sabor do alimento para relacionar que tipos de vinhos são melhores para combinar gostos e aromas.

Os vinhos brancos são indicados para carnes brancas, queijos e alimentos que possuam destacado sabor cítrico. Carnes vermelhas são ideais para vinhos tintos e taninos fortes. Já as refeições que possuem sabor apimentado podem ser harmonizadas com vinhos com pouco álcool.

Como harmonizar vinhos com carnes vermelhas

Vinhos tintos são os mais indicados para a combinação com carnes vermelhas magras. Em especial, cortes de cordeiro e de boi ficam mais saborosos ao serem acompanhados por estes vinhos. O famoso vinho Malbec é muito indicado para cortes que contenham bastante gordura e fibras, por exemplo, contrafilé. E os vinhos bem aromatizados são perfeitos para costelas e carnes de caça.

Como harmonizar vinhos com carnes brancas

Ao estudarmos como harmonizar vinhos com carnes brancas descobrimos que os vinhos brancos são os recomendados para acompanharem este tipo de carne. Os sabores destes pratos são ressaltados, sem que o vinho sobreponha a leveza da carne, ao se optar por rótulos como Pinot Noir e Chardonnay.

Como harmonizar vinhos com peixes e frutos do mar

Peixes de sabor acentuado, como bacalhau, camarão e peixes grelhados, ganham um realce no paladar ao serem associados com vinhos brancos e verdes. Por serem mais encorpados, estes vinhos melhoram a experiência gastronômica ao valorizarem a textura, aroma e sabor destes peixes.

Se a sua preferência for por lagostas, vieiras ou moluscos opte por vinhos brancos leves, entre eles, o Pinot Grigio e o Sauvignon Blanc, que conseguem entregar a sabor suave destes pratos sem que o vinho tome exclusividade no resultado final.

Como harmonizar vinhos com risotos e massas

Vinhos brancos e tintos costumam ser os mais utilizados para a harmonização com massas e risotos. Estes alimentos, geralmente, possuem um sabor que é fortemente influenciado pelos temperos e acompanhamentos que são usados em seus preparos. Portanto, esta característica deve ser considerada na hora de escolher o melhor vinho pois estes pratos possuem um sabor inicialmente neutro.

Quando os principais ingredientes da massa, ou risoto, são considerados leves como queijos, manteiga ou aspargo, os vinhos brancos são a melhor recomendação de acompanhamento. Se a receita for feita com ingredientes de sabor mais forte, o ideal é harmonizar com vinhos tintos. Vinhos como Bordeaux e Malbec são mais indicados para massas e risotos feitos com linguiças, cogumelos, queijos e outros ingredientes de sabor mais forte.

Como harmonizar vinhos com queijos

Queijos de sabor leve e frescos ficam mais saborosos ao serem acompanhados por vinhos brancos, como Chardonnay, Sauvignon Blanc e Pinot Grigio. Queijo coalho, brie, ricota e muçarela de búfala harmonizam com estes vinhos leves e suaves sem que um se sobreponha ao outro.

Os queijos gorgonzola e roquefort, chamados de queijos azuis, combinam com vinhos tintos e brancos. Entre os tintos, recomenda-se o Barolo e o Barbaresco, e dentre as opções de branco, boas escolhas são Riesling e o Cabernet Sauvignon.

Para acompanhar queijos duros, a dica são vinhos tintos leves como o Chianti e o Merlot. Pecorino, cheddar e queijo prato ganham destaque quando experimentados juntamente com rótulos deste tipo de vinho.

Como harmonizar vinhos com saladas e cremes

A leveza do sabor das saladas e cremes deve ser considerada na hora de escolher o melhor vinho para acompanhá-las. Considerando esta característica ficará mais fácil decidir como harmonizar vinhos com estes pratos.

Vinhos de sabor mais suave como os brancos e o rosé harmonizam facilmente com saladas leves e cremes diversos. Experimente estes vinhos com deliciosos cremes de abóbora, de batata ou de alho poró e tenha uma experiência gastronômica deliciosa.

Como harmonizar vinhos com sobremesas

O aroma e o sabor doce das sobremesas são perfeitos para serem acompanhados de vinhos leves como os brancos, espumantes e frisantes. Estes vinhos ressaltarão as características dos doces e, ao mesmo tempo, marcar o aroma e o sabor do rótulo.

Entretanto, doces que são feitos à base de chocolate são mais indicados para acompanharem vinhos de sabor intenso. Mousses, brownies, brigadeiros combinam com vinho do porto e outros vinhos mais encorpados.

Como harmonizar pratos de acordo com os tipos de vinhos

Podemos sintetizar estas informações utilizando o seguinte resumo:

  • Vinhos licorosos (ex.: vinho do Porto) – combinam com pães, queijos e doces;
  • Vinhos tintos encorpados (Merlot, Carbenet, etc.) – combinam com queijos, carne vermelha e curada;
  • Vinhos tintos médios (Syrah, Merlot, etc.) – combinam com vegetais, pães, queijos, carne branca, vermelha e curada;
  • Vinhos tintos leves (Zinfandel, Pinot Noir, etc.) – combinam com vegetais, pães, queijos, frutos do mar, carnes brancas e vermelhas;
  • Vinhos brancos encorpados (Riesling, Chardonnay, etc.) – combinam com pães, queijos, peixes, carnes brancas e frutos do mar;
  • Vinhos brancos leves (Sauvignon, Chardonnay, etc.) – combinam com vegetais, pães, peixes, queijos e carnes curadas;
  • Vinhos espumantes – combinam com vegetais, frutos do mar, queijos, peixes e pães.

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */