Especiarias

Como plantar e cultivar pimenta: as melhores dicas estão aqui

Quer aprender como plantar e cultivar pimenta em casa? Acompanhe o artigo e conheça inúmeras variedades de pimentas que podem ser plantadas no jardim ou em vasos!

Nada mais saudável do que ter uma horta em casa com produtos frescos todos os dias. Hoje falaremos sobre como plantar e cultivar pimenta, as variedades mais populares, seus benefícios para a saúde e muitas dicas valiosas para que a sua plantação de pimenta seja um sucesso!

Um pouco sobre a pimenta

De acordo com estudos arqueológicos, as pimentas, frutos das plantas que fazem parte do gênero Capsicum, pertencentes à família Solanaceae, já eram cultivadas há 7500 a.C.. O segundo condimento mais utilizado no mundo, perdendo apenas para o sal, as pimentas são originárias da América Central e América do Sul e adoram sol e calor.

Atualmente são catalogadas por volta de 30 espécies ao redor do mundo, porém, apenas 5 variedades foram domesticadas pelo homem.

Apreciadas em toda a gastronomia mundial, a pimenta acrescenta ardor e sabor aos mais diferentes pratos. Além disso, traz inúmeros benefícios para a saúde por ser um alimento termogênico.

Dê só uma conferida:

  • Rica em capsaicina, substância termogênica, auxilia na perda de peso por acelerar o metabolismo, bem como no controle do apetite;
  • Possui propriedades antioxidantes que combatem os radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce;
  • Possui propriedades analgésicas;
  • Estimula a produção de colágeno;
  • A capsaicina previne alguns tipos de câncer como o de próstata, mama, entre outros;
  • Previne doenças cardiovasculares e controla a insulina;
  • Estimula a produção de serotonina;
  • Tem ação antibacteriana e anti-inflamatória.

Tipos de pimentas mais conhecidos

Se você está decidido em aprender como plantar e cultivar pimenta, primeiramente deve conhecer quais os tipos mais comuns de pimentas que geralmente são plantados em casa, no jardim ou em vasos, para consumo, decoração ou até mesmo para proteção!



A cultura ancestral dos brasileiros de origem portuguesa, negra e indígena acredita que determinadas plantas, como a pimenteira, protegem as casas e as pessoas das energias negativas e do mau-olhado.

1. Capsicum annuum

Consideradas como pimentões doces, mas cada uma com seu índice de ardência, estão as:

  • Pimenta caiena;
  • Jalapeña;
  • Thai;
  • Pimenta banana;
  • Chiltepin;
  • Guajillo;
  • Shishito ou pimenta-japonesa;
  • Peperoncini;
  • Pimenta serrano;
  • Pimenta mulato;
  • Peter pepper.

2. Capsicum baccatum

Nesta espécie, que possui flores brancas e pétalas amareladas ou esverdeadas, estão as:

  • Dedo-de-moça;
  • Cambuci;
  • Pitanga;
  • Cumari;
  • Lemon drop.

3. Capsicum chinense

Com um odor característico e maior índice de ardência, estão as:

  • Pimenta-de-cheiro;
  • Murupi;
  • Pimenta-de-bode;
  • Biquinho.

E as híbridas:

  • Habanero;
  • Naga Jolokia ou Bhut Jolokia;
  • Trinidad Scorpion;
  • Scotch bonnet;
  • Fatalii.

4. Capsicum frutescens

Nesta espécie encontramos a pimenta-malagueta e a tabasco.

5. Capsicum pubescens

Esta variedade, bastante difícil de ser cultivada, possui folhas cobertas por pelos e sementes escuras. As variedades são a Rocoto e Manzano.

Como plantar e cultivar pimenta

Agora que já conhece as variedades de pimentas mais comuns, acompanhe as dicas que daremos a seguir de como plantar e cultivar pimenta de maneira que possa usufruir de seus frutos!

Solo ideal

Para que a pimenteira produza bons frutos, é importante que o solo seja leve e bem drenado. Os substratos para jardinagem são boa alternativa, rico em matéria orgânica (areia e lascas de madeira, por exemplo).

Mais uma alternativa é utilizar 2 partes de terra para uma de adubo orgânico, que pode ser esterco de galinha, húmus de minhoca ou esterco bovino. Como são plantas que adoram o calor, procure semeá-las durante os meses mais quentes.

As pimenteiras poderão ser plantadas diretamente em jardins ou em vasos, como também em sementeiras ou mesmo em copinhos de plástico. O solo deverá permanecer sempre úmido. Para controlar a evaporação da água, cobrir as sementes com um filtro plástico é uma boa alternativa.

A germinação ocorrerá em até 15 dias após ser semeada. Quando a muda atingir 10 cm de altura, já poderá ser transferida para o local que permanecerá em definitivo.

Lembrando que os vasos ou as jardineiras devem ter, no mínimo, 30 cm de profundidade e capacidade para 3 litros.

Temperatura

As pimenteiras, espécies de climas tropical e subtropical, adoram sol e luminosidade. Não suportam frio intenso, geadas e mudanças bruscas de temperatura. Então, escolha um local para plantá-las de maneira que fiquem expostas ao sol e a claridade o maior número de horas possível.

O ideal é que a temperatura fique em torno dos 26°C e 31°C, sem variações bruscas. É necessário atentar para que a temperatura não ultrapasse os 35°C, pois prejudicaria o florescimento e a frutificação. Isso vale tanto para as plantadas em jardins como em vasos.

Irrigação

Como elas devem ficar expostas ao sol o maior tempo possível, evitando os horários mais quentes, é necessário que sejam regadas ao menos duas vezes por semana.

Porém, a terra não deve ficar encharcada, o que deixaria o solo compacto e prejudicaria o seu desenvolvimento, além do risco de apodrecer as suas raízes. Assim, o ideal é rega-las levemente com um borrifador.

O excesso de irrigação, principalmente nas folhas, favorece o surgimento de doenças como fungos e bactérias.

Também não é recomendável molhar as folhas da pimenteira plantada em vasos, mas apenas o solo. O ideal é irriga-las nos horários em que as temperaturas estão mais amenas, como no começo da manhã ou no final da tarde.

Você sabia que a irrigação de forma correta aumenta a ardência das pimentas por elevar a concentração de capsaicina? Então, para que elas fiquem bem ardidinhas, atenção com a rega!

Adubação

A adubação de cobertura da pimenteira deve ser feita a cada 60 dias. Para isso, basta colocar no vaso 100g de húmus de minhoca, 150g de esterco de galinha ou 200g de esterco bovino.

Colheita

As pimentas poderão ser colhidas verdes ou maduras, 80 a 150 dias após a sua germinação. Se todas as pimentas não forem colhidas e o pé estiver muito carregado, o ideal é amarrar varetas bem finas de bambu nos galhos para dar sustentação e evitar que se quebrem.

Controle de pragas

Agora que já aprendeu como plantar e cultivar pimenta e partindo do princípio de que o cultivo é orgânico, não se devem usar produtos químicos para o controle de pragas. Dê só uma olhada nestas dicas para evitar as pragas mais comuns que acometem as pimenteiras como os pulgões, cochonilhas e tripés.

  • Evitar encharcar o solo e molhar as folhas;
  • Retirar manualmente as partes atacadas pelas pragas;
  • Utilizar produtos naturais para o controle de pragas e insetos, como o Óleo de Neem;
  • Manter o solo coberto.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */