Doenças Saúde

Crise de enxaqueca: tem cura? Como tratar? Saiba mais aqui!

Crise de enxaqueca

Quem já teve alguma vez na vida uma crise de enxaqueca, sabe como essa doença é desconfortável e dolorida. Muitos buscam tratamentos alternativos ou não em busca da sua cura. Hoje você vai saber porque essas crises são desencadeadas e quem são os possíveis vilões. Nesse texto de hoje você vai saber todas as informações importantes sobre essa doença que atinge milhões de pessoas no mundo inteiro.

Sabe aquela dorzinha de cabeça que você tem muitas vezes ao final de um dia longo de trabalho? Então, multiplica essa dor por 10. A sensação da dor de uma crise de enxaqueca é mais ou menos parecido com isso. Pode parecer exagero, mas as dores causadas por essa doença são muito intensas e incapacitantes dependendo do grau em que ela se manifesta.

Mesmo que alguns estudos ainda estejam sendo feitos em relação a ela, algumas conclusões já foram obtidas. Uma dela é de que a mulher infelizmente é a mais atingida, graças aos seus turbilhões de hormônios que oscilam a cada menstruação ou gestação.

Os homens mesmo sendo menos atingido por ela, ainda sim possuem uma porcentagem grande de vítimas da enxaqueca.

Os tratamentos para a sua possível cura são inúmeros, remédios então existem aos montes, mas não foram feitos exclusivamente para enxaqueca. Inclusive, por pura falta de informação, centenas de pessoas ingerem remédios para outros tipos de doença a fim de exterminar a enxaqueca.

É preciso ficar atento as informações que saem publicadas sobre essa doença, para evitar possíveis danos ao corpo com a ingestão de substâncias nocivas.

Afinal, pode-se dizer que a enxaqueca tem cura?

Sinto muito te desapontar, mas os estudos e pesquisas dizem que todos os remédios que você encontra nas farmácias, foram feitos para diminuir os sintomas da dor que a enxaqueca provoca e não para curá-la.



A enxaqueca não tem cura, mas a crise de enxaqueca que acomete quem a possui, pode sim ser controlada com medicação.

O problema é que não são raros os episódios de pessoas que perambulam em diversos consultórios atrás de um tratamento adequado e saem decepcionadas. Muitos profissionais não estão capacitados para atender aos pacientes portadores de enxaqueca.

Crise de enxaqueca

A maioria sequer dedica um tempo para tentar entender as crises dos pacientes, as consultas geralmente duram cerca de 10 minutos e o paciente sempre sai do consultório com uma receita de analgésico comum.

Esse é um problema sério, porque a enxaqueca precisa ser controlada, é como se ela fosse um incêndio, se você não souber controlar ela se espalha rapidamente, trazendo todos os sintomas e dores desagradáveis.

A enxqueca é uma doença multifatorial: conheça os sintomas

O próprio nome já diz, a enxaqueca é considerada uma doença desencadeada por diversos fatores e apresenta diferentes sintomas.

A crise de enxaqueca que muitos pacientes relatam nos consultórios vem acompanhada de sintomas desagradáveis e muitas vezes incapacitantes, afastando seus pacientes do ambiente de trabalho.

Conheça abaixo alguns desses sintomas presentes nas crises de enxaqueca:

  • Embaçamento da visão;
  • Hipersensibilidade a barulho, luminosidade e cheiro;
  • Enjoos e náuseas;
  • Irritações;
  • Tonturas;
  • Cansaço excessivo no corpo todo.

Segundo especialistas do setor de Neurologia, as náuseas e vômitos tão frequentes nas pessoas que possuem enxaqueca acontece por causa, de uma estase gástrica, ou seja, um fenômeno que suspende a absorção e digestão dos alimentos.

As hipersensibilidades em relação a aromas, luzes e barulhos são muito relatadas pelos doentes que sofrem com a crise de enxaqueca.

O que é a enxaqueca com aura?

Essa aura que aparece em alguns tipos de enxaqueca nada mais é do que um fenômeno visual que os pacientes relatam nos episódios que antecedem a doença. Apenas 15 a 25% dos casos apresentam esse tipo de fenômeno.

Segundo pesquisas as pessoas que sofrem de enxaqueca com aura correm o risco de terem um derrame e isquemias.

As mulheres que fumam e utilizam pílula anticoncepcional possuem um risco 18 vezes maior para essas doenças.

Crise de enxaqueca

Como tratar a crise de enxaqueca?

Por não ter nenhuma comprovação científica sobre a cura da enxaqueca, o que se pode fazer é um tratamento com remédios alopáticos e naturais.

O importante sem dúvida nenhuma, é que a pessoa faça algum tratamento o mais rápido possível, para evitar que as dores sejam progressivas. Existem casos em que a pessoa, simplesmente passa a ter crises diárias de dor.

Mesmo que não tenha no mercado nenhum tipo de medicamento específico para a enxaqueca, existem outros indicados para algumas doenças que podem ser benéficos para os sintomas da enxaqueca.

Existem medicamentos por exemplo, para tratar as dores recorrentes. Eles diminuem a intensidade das crises e a frequência que elas acontecem.

Os remédios alopáticos só podem ser administrados por médicos especialistas, pois alguns só podem ser comprados com receita.

Quais são os medicamentos receitados?

  • Corticoides: Podem ser utilizados, pois modifica ou simula os efeitos que os hormônios causa no corpo, isso contribuiu para a redução e diminuição da inflamação;
  • Antipsicótico: Esses medicamentos podem ser utilizados para melhorar e reduzir os transtornos mentais causados pela dor;
  • Anticonvulsivo: Esses medicamentos previnem e controlam os episódios de convulsão que podem ocorrer;
  • Betabloqueadores: Esses medicamentos tem a função de reduzir a frequência cardíaca, diminuindo consideravelmente a pressão arterial;
  • Anti-inflamatório não esteroides: Alivia as dores imediatamente;
  • Triptano: Alívio imediato das dores causadas associadas a enxaqueca e cefaleias.

Quais são os tratamentos naturais?

É possível também cuidar a crise de enxaqueca com tratamentos naturais como a ingestão de chás com propriedades benéficas, além de outras terapias eficazes nessas dores.

Chás para enxaqueca

  • Chá de gengibre;
  • Chá de laranja;
  • Chá de erva-cidreira;
  • Chá de camomila;
  • Chá de erva-doce.

Tratamentos naturais

  • Massagens relaxantes com óleos essenciais;
  • Atividades físicas de leve a moderada, como alongamento, Yoga, Tai-chi-chuan, entre outras;
  • Meditação.

Por apresentar diferentes sintomas de dor, quanto menos você ficar exposto a um ambiente barulhento, com diferentes aromas e iluminação melhor será para você.

Saiba lidar com a sua dor, busque ajuda médica quando for preciso, não abuse das medicações, tome a dose necessária recomendada pelo médico. Preste atenção aos sinais do seu corpo, perceba os alimentos que provocam as crises em você e evite-os.

Sabendo tomar as providências certas, suas crises serão mais amenas.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */