Pele

Depilação com cera quente: vantagens e desvantagens

Estar bonita e na moda não é nada fácil hoje em dia, especialmente manter aquelas pernas lindas lisas e sem nenhum pelinho, as axilas totalmente depiladas e, claro, também as partes íntimas, seja pela higiene ou, de forma muito especial, para os momentos de amor. Ainda bem que o mundo evoluiu e, entre as alternativas, já existe a depilação com cera quente.

Aliás, hoje em dia, na verdade, isso vale também para eles, pois alguns homens já tiram até os pelos do peitoral. Sem falar no restante, é claro. Está certo que não estamos mais na época das cavernas e, portanto, manter a pele lisa e sem pelos ressalta a beleza e a boa aparência.

A laser, definitivo, mas, bem mais caro

A depilação com cera quente parece, mesmo, a mais vantajosa por alguns motivos, a começar pelo preço competitivo. E não convém esquecer que ainda existem as demais alternativas – todas com suas muitas vantagens e algumas desvantagens. No caso da depilação a laser, o preço é que tem se colocado como um impeditivo.

Por isso, vamos analisar cada caso, pois existem aquelas mulheres – e homens – que não podem pagar por aquele que seria o tratamento definitivo, a laser – que é realizado em várias sessões, normalmente em oito aplicações.

Uma ideia com mais de 100 anos

A primeira e velha conhecida alternativa para arrancar – ou melhor, cortar – pelos é mesmo a invenção que o cidadão norte-americano King C. Gillette entregou para o mundo em 1901. Sua ideia foi fabricar uma lâmina tão fina para barbear o rosto masculino e que pudesse ser descartada após perder o fio.

Ideia considerada impossível de ser executada até mesmo pelo próprio MIT (Massachusettts Institute of Technology), um dos mais importantes institutos de pesquisas do mundo até hoje, a Gillette ganhou corpo e transformou-se numa das maiores empresas mundiais.

Corte com lâmina, a cada três dias

Sua versatilidade e aperfeiçoamentos posteriores, inclusive com o surgimento de lâminas e aparelhos próprios e adequados para a pele feminina, fez com que se transformasse num dos principais equipamentos de depilação feminina. Sua grande vantagem é o custo, pois a preços baixos pode ser comprada até mesmo ali na esquina.

Claro que tem também suas desvantagens. E a principal é que a lâmina apenas corta os pelos, mantendo sua base e raiz. Com isso, em dois ou três dias, no máximo, o processo de corte precisa ser repetido. Portanto, é um barato bem relativo. E os pelos, ao crescerem, provocam aquela coçação, de forma especial nas partes íntimas.

Cera fria, mais barata e dolorosa

Entre os demais processos, antes de chegarmos à depilação com cera quente, está o conhecido como roll-on, normalmente aplicado por profissionais esteticistas. Trata-se de um processo também com cera, mas não é quente e, sim, morna. Esta cera é aplicada sobre a pele a ser depilada e, depois, arrancada de uma só vez.

Uma de suas vantagens é o preço, bem mais acessível que a cera quente. Mas, afirma quem já passou pelo processo, dói bastante, pois a cera fria não prepara a pele convenientemente para a retirada brusca. Os pelos são literalmente arrancados de seus poros, sem piedade.

Apenas nos pelos em crescimento

Entre os métodos mais avançados para a retirada dos pelos do corpo humano, a depilação a laser ocupa lugar de destaque – embora bem mais caro do que, por exemplo, a depilação com cera quente. Esta é uma das suas principais desvantagens. O processo consiste em fazer o laser queimar a raiz do pelo e exige pelo menos meia dúzia de aplicações. Em algumas clínicas, chega a oito aplicações.

Essa aplicação repetitiva é necessária, segundo afirmam os especialistas, porque o laser age com maior segurança e eficiência apenas nos pelos que estão em fase de crescimento.

O laser estimula o colágeno da pele

Este método a laser já foi mais doloroso, mas, recentemente apareceu um equipamento que faz simultaneamente a refrigeração do local que está sendo depilado, com um gás especial, e isso alivia a dor. Uma de suas grandes vantagens é o fato de que, aos poucos, o laser vai eliminando definitivamente os pelos em suas raízes.

Outra grande vantagem é que este processo acaba estimulando o colágeno da pele, como efeito colateral, e isso permite que a pele fique bem mais macia, lisa e com melhor aspecto. Além de eliminar o pelo, deixa a pele mais bonita e pronta para ser acariciada. Nada mau, não é mesmo?

Depilação com cera quente é mais fácil

Mas, é a depilação com cera quente que se mantém como a queridinha das mulheres – e também de muitos homens, aqueles que já aderiram à depilação. Aliás, no caso dos homens, dizem os profissionais de estética que eles preferem este processo para áreas mais sensíveis, como a região genital.

Isso por uma razão também vantajosa para as mulheres: ao ser aplicada quente, a cera provoca a dilatação dos polos e, com isso, permite que os pelos sejam arrancados com mais facilidade. Mesmo assim, trata-se de processo que não é totalmente indolor e, por isso, provoca certo desconforto na hora da retirada da cera – com os pelos juntos, é claro.

Cuidados para antes e depois

E isso para gregos e troianos – ou homens e mulheres -, em qualquer parte do corpo. A depilação com cera quente, por isso mesmo, é bem melhor do que qualquer outro processo de retirada dos pelos, com única exceção da depilação a laser, que pode se tornar permanente depois de todas as aplicações do tratamento.

Segundo informam as esteticistas, antes da depilação com cera quente é conveniente que seja feito um tratamento na região que vai receber a aplicação. Para evitar os problemas com pelos encravados, elas recomendam uma esfoliação nesses locais dois dias antes da aplicação.

As muitas vantagens de andar bonita

Como existe aquela questão da dilatação dos poros com a depilação com cera quente, também é recomendado que o local não receba sol pelo menos uma semana antes da depilação. E, após a aplicação, mais uma semana também sem receber sol no local. São informações e recomendações muito importantes e que devem ser seguidas à risca para evitar problemas posteriores.

Trata-se de método bem mais barato do que, por exemplo, a depilação a laser. É claro que os pelos retornam, depois de duas a três semanas, o que vai exigir nova aplicação. Mas, a depilação com cera quente tem se mostrado bastante eficaz, tanto que é o método mais seguido pelas mulheres. Enfim, andar bonita e na moda não é assim tão fácil – mas, tem lá suas boas recompensas, não é mesmo?

/* ]]> */