Recomendados para você
Saúde Terapias

Desintoxicação iônica: o que é e como fazer? Saiba tudo aqui!

A desintoxicação iônica tornou-se muito comentada e utilizada nos últimos anos, principalmente na Europa e Estados Unidos, chegando ao Brasil há pouco tempo.

Mas, você sabe para que ela serve, como é feita e quais seus benefícios para a saúde? Nesse artigo você ficará sabendo tudo sobre o método e como fazê-lo em casa!

Desintoxicação iônica: eliminando as toxinas

As toxinas que ficam acumuladas no organismo podem trazer vários problemas de saúde e empobrecer a qualidade de vida.

Maus hábitos alimentares, a falta de atividade física, produtos de higiene e beleza, poluição e o estresse são os fatores mais responsáveis para que o organismo sofra com intoxicações, prejudicando a função de vários órgãos como fígado, intestinos e rins.

Dessa forma, ocorre o acúmulo de uma grande quantidade de resíduos no organismo tais como ácidos lácticos, acéticos, carbônicos, pirúvicos, hepáticos e butíricos, originado disfunções orgânicas que podem desencadear graves doenças.

A desintoxicação iônica é uma forma de eliminar do organismo, através dos pés, substâncias tóxicas prejudiciais.

Também conhecida como hidrodetox e hidroeletroterapia, a desintoxicação iônica promete reequilibrar e harmonizar os fluxos energéticos, amplificando a bioenergia, que é a energia eletromagnética armazenada no organismo e utilizada pelas células, restaurando o vigor e proporcionando mais energia.

Benefícios da desintoxicação iônica

A desintoxicação iônica é um importante instrumento terapêutico com a finalidade de tornar o pH do sangue mais alcalino, estimulando as funções de autodesintoxicação do organismo através dos pés.

Alguns de seus benefícios são:

  • Sua ação antioxidante auxilia na eliminação dos radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce;
  • Promove a desintoxicação de fígado, rins e intestinos;
  • Auxilia em uma melhor absorção dos alimentos pelo organismo;
  • Elimina metais pesados do organismo como alumínio, cobre e chumbo;
  • Fortalece o sistema imunológico, neutralizando vírus, bactérias e fungos;
  • Aumenta a oxigenação sanguínea;
  • Melhora a circulação sanguínea e linfática;
  • Auxilia na perda de peso por acelerar o metabolismo;
  • Auxilia no combate ao estresse e a ansiedade;
  • Elimina toxinas provenientes da poluição, de alimentos (principalmente os industrializados) e de medicamentos;
  • Auxilia na diminuição de rugas;
  • Combate dores de cabeça;
  • Auxilia no combate e prevenção de doenças de pele como acne e espinhas;
  • Proporciona sensação de bem-estar, restituindo o ânimo e promovendo maior energia.

Como funciona a desintoxicação iônica?

Na maioria das vezes, a desintoxicação iônica é feita através de um aparelho, geralmente no formato de uma bacia, com água levemente salgada onde se encontram eletrodos de cobre e aço inoxidável.

Por que a água levemente salgada?

As caminhadas à beira-mar são sempre muito relaxantes e aliviam o estresse. O contato com a água do mar promove uma sensação revigorante, de renovação das energias e bem-estar.

A razão para isso é simples: uma molécula de água é composta por dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio (H2O). Quando uma molécula de água perde um átomo de hidrogênio, a molécula resultante é um íon OH negativo.

Quando, em contato com a água salgada, durante as caminhadas à beira-mar, o organismo absorve esses íons negativos que alcalinizam o sangue e as células, fazendo com que seja estimulada a auto desintoxicação.

Assim, quando em contato com os pés, o aparelho de desintoxicação iônica, através de seus eletrodos de cobre e aço inoxidável, consegue reproduzir com eficácia os mesmos benefícios que as caminhadas à beira-mar proporcionam.

Desintoxicação iônica: tratamento inovador, invasivo e indolor

A desintoxicação iônica promove, já na primeira sessão, uma sensação relaxante e revigorante, podendo ser notadas, na água da bacia, as alterações de sua cor em razão da eliminação de toxinas presentes no organismo.

As sessões de desintoxicação iônica podem ser realizadas em spas, clínicas de estética e até mesmo em casa. A duração média de uma sessão é de 15 a 30 minutos, podendo se estender até dois meses, dependendo da necessidade de cada pessoa.

Desintoxicação iônica é o escalda-pés do século XXI

O escalda-pés, técnica de relaxamento e de eliminação de impurezas do organismo, praticada há mais de 6 mil anos em várias civilizações, também auxilia na melhora da bioeletricidade do corpo através da imersão dos pés em água salgada.

De acordo com a técnica da acupuntura chinesa, os pés possuem terminações nervosas que estão associadas aos diversos órgãos do corpo humano. Dessa maneira, tanto a pressão quanto o aquecimento desses pontos causam um reflexo imediato no equilíbrio energético de todo o organismo.

Água e sais

O corpo humano, de acordo com estudos da biofísica, é composto por 64% de solução salina e as células vivas precisam das atividades elétricas e magnéticas para sobreviver. Ao adicionarmos sais na água, eles se dissociam, formando íons que conduzem energia elétrica.

Quando os pés entram em contato com a água salgada (solução eletrolítica), a força elétrica gerada pelos íons dispersos na água faz com que os íons das células do corpo migrem em direção dessa força externa no sentido de atração ou repulsão.

Essa migração iônica pode causar alterações benéficas ao organismo como:

  • Aumentar a oxigenação das células;
  • Aumentar o fluxo sanguíneo;
  • Ativar a circulação linfática, venosa e arterial;
  • Proporcionar efeitos analgésicos;
  • Regular os processos metabólicos.

Como fazer o escalda-pés de maneira correta

E por que não fazer do escalda-pés uma prática habitual para aliviar as tensões e promover a melhoria geral no organismo? A técnica é bem simples. Veja só!

  • O escalda-pés é feito somente com água quente e sais (essências perfumadas são opcionais). Os pés devem ficar imersos na água até a altura do tornozelo e por aproximadamente 15 minutos. Depois é só seca-los e mantê-los aquecidos usando meias. O ideal é que seja feito à noite.

Contraindicações da desintoxicação iônica

Mesmo sendo considerada uma terapia alternativa para eliminar toxinas e aumentar a qualidade de vida, a desintoxicação iônica possui algumas contraindicações como para pessoas que sejam transplantadas e tomem algum medicamento anti-rejeição, mulheres grávidas, portadores de marca-passo e crianças menores de 8 anos.

Para maiores informações e esclarecer dúvidas, o ideal é procurar por um consultório de fisioterapia e dermofuncional.

Como fazer a desintoxicação iônica em casa?

Quer aprender como fazer a desintoxicação iônica em casa? Tome nota!

Você irá precisar de:

  • 1 colher de chá de cravos da Índia;
  • 2 colheres de sopa de hibisco;
  • 2 colheres de sopa de gengibre ralado;
  • 1 colher de sopa de raspas de cascas de laranja;
  • 3 folhas de louro.

Como prepara a desintoxicação:

  1. Coloque água quente em uma bacia de modo que cubra até o tornozelo;
  2. Coloque todos os ingredientes em um pedaço de tecido fino, como gaze;
  3. Faça como se fosse uma trouxinha e amarre bem com um barbante;
  4. Coloque na água e aguarde 10 minutos;
  5. Retire e coloque os pés deixando-os imersos por 15 minutos;
  6. Para evitar o contato com pisos frios, faça sempre uso de meias após o tratamento.

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */