Maternidade

Desmame natural: saiba aqui como identificar esse momento de mudança

 

O desmame natural é um verdadeiro tabu. Muita gente acha que, se a mãe deixar, a criança vai ficar mamando no peito para sempre.

Especialistas dizem que o desmame natural pode acontecer entre 2 e 7 anos de idade. Quem banca esperar o tempo da criança precisa de muita paciência.

Será que esse é o método mais adequado para você?

Neste artigo, entenda o que é e como identificar o desmame natural na criança e saiba lidar.

Desmame natural:

O desmame natural é quando a criança que deixa de mamar no peito gradualmente sem a interferência da mãe neste processo. Este tipo de desmame pode durar bastante tempo, mas ao mesmo tempo, é o tipo de desmame em que a criança se sente mais segura e à vontade.

A criança que mama exclusivamente no peito, sem usar qualquer bico artificial, como mamadeira, chupeta ou bico de silicone, tende a desmamar naturalmente após os 2 anos de idade, que é quando ela já possui condições de se manter nutricionalmente sadio sem a necessidade do peito.



Após os 2 anos o bebê se prepara para iniciar a fase mais intensa de desenvolvimento da inteligência emocional. É um período muito importante e delicado em que os pais precisam se preparar para ensinar a criança a lidar com suas emoções de maneira eficiente.

Os principais sinais de desmame natural são:

  • diminuição da quantidade de mamadas: a criança passa a pular mamadas, depois pode também começar a dormir a noite toda sem mamar ou não mamar para conseguir dormir, com o tempo as mamadas por dia diminuem muito e ela pode passar dias sem mamar;
  • fim das mamadas em público: a criança não pede mais para mamar quando está fora de casa ou num ambiente diferente do comum;
  • mamar não é mais consolo: aos poucos a criança cria outras formas de lidar com frustrações, dor e outros incômodos, e deixa o peito de lado nesses momentos;
  • feliz mesmo sem o peito: mesmo que não esteja mamando no peito, a criança se sente bem, se relaciona bem com a mãe e está saudável.

Para conseguir fazer o desmame natural é preciso respeitar o tempo do bebê e suas necessidades nutricionais e emocionais. Não acelerar o processo exige paciência e muita dedicação da mãe. É um desafio e tanto, que pode ser enfrentado com determinação.

Ao longo do processo de desmame, é natural que a criança crie outras formas de lidar com as frustrações. Caso você queira ajudá-la a lidar com isso e também acelerar o processo de desmame, há a alternativa do desmame conduzido.

Gostou do artigo? Nos siga no Facebook e saiba das novidades!

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Mariana Mendes

/* ]]> */