Emagrecimento

Dieta da sopa: prós e contras, como fazer, dicas de cardápio – e afinal, funciona?

Recomendada de forma especial para aquelas pessoas que desejam – ou precisam – emagrecer rapidamente, a dieta da sopa consiste, basicamente, em substituir suas principais refeições diárias (almoço e janta) apenas por sopas, durante uma semana.

Existem mais de uma fórmula de dietas da sopa, apenas com a variação dos ingredientes de sua composição. O que importa é o sistema alimentar – apenas duas refeições fortes por dia com essa sopa, incrementadas de duas em duas ou a cada três horas por outro tipo de alimento, que podem ser frutas, legumes ou alguma outra fonte de vitaminas ou proteínas, desde que natural.

Sem nenhum produto industrializado

Este é um dos princípios básicos – alimentação natural, à base de produtos preferencialmente sem agrotóxicos ou gorduras excessivas. E nenhuma gordura trans. Algumas das receitas que se encontram em pesquisas no Google permitem o uso de sopa de saquinho, industrializada, desde que incrementada com legumes e vegetais.

Este é um tipo de receita, entretanto, que é preciso ver com reservas. Afinal, o produto industrializado traz sódio e conservantes que são nocivos ao organismo e, portanto, já estão fora do princípio básico que norteia a dieta da sopa.

Para perder peso rapidamente

Mas, afinal, para que é empregada a dieta da sopa? O grande objetivo é a desintoxicação do organismo, procurando livrá-lo exatamente de organismos que o prejudicam, como gorduras trans e elementos químicos que acompanham boa parte do que comemos no dia a dia.

Dentre as mais conhecidas, uma delas é a dieta do Hospital do Coração, de São Paulo, criado por alunos da Universidade de São Paulo para atender a necessidades de doentes do HC que, antes ou pós cirurgia, precisam perder peso rapidamente, sem cair na falta de nutrientes essenciais ao bom funcionamento do organismo. Ela foi tão bem aceita, entretanto, que passou a ser praticada por quem precisa ou quer emagrecer.

Coloque carnes, mas sem gorduras

Um dos princípios é não levar a sopa ao liquidificador, ou seja, não transformá-la num creme. É que, deixados em pedaços, essas verduras e legumes precisarão ser mastigados, o que incentiva a salivação e a liberação de ácidos essenciais a uma boa digestão.



É possível incrementar a sopa com o acréscimo de proteínas, como carne, frango, peixes e até ovos. Você também pode dar a sua incrementada, ao seu gosto, desde que não acrescente gorduras trans ou produtos industrializados carregados de conservantes e produtos químicos.

Consumir a mesma sopa por sete dias

O que não é permitido, para que a dieta cumpra sua função alimentar, é que se acrescentem leguminosas como ervilha, lentilha, feijão ou grão de bico, mesmo que todos estes, isoladamente, sejam ricos em minerais essenciais, como o ferro.

O que tem que carregar, mesmo, são nas verduras e legumes, fontes importantes das vitaminas e minerais essenciais para que o organismo dê boa resposta ao tratamento, que, conforme a recomendação de seus criadores, deve durar uma semana. Detalhe: não substituir os produtos que você escolheu. Uma vez escolhidos, usar sempre os mesmos, no almoço e janta, por sete dias.

Você emagrece ao não consumir calorias

Algumas pessoas garantem ter perdido um quilo por dia durante a dieta da sopa. Essa perda, alertam os profissionais, não ocorre apenas pela eliminação de gorduras do corpo, mas, também, de líquidos e até músculos. Lembre-se: além da sopa, pelo menos duas vezes ao dia – é possível tomar a sopa de três a quatro vezes no dia -, é preciso que você coma alguma coisa entre essas refeições. Podem ser frutas e legumes, por exemplo.

O emagrecimento ocorre porque a sopa, com muitos legumes, verduras e carnes, é rica em vitaminas e proteínas, mas muito pobre em calorias. Portanto, você vai ingerir calorias aquém das necessidades diárias de seu organismo, o que pode ser problemático.

Após uma semana, não cometer exageros

Devido a isso a dieta deve durar, no máximo, sete dias. Depois, se a pessoa preferir dar continuidade ao tratamento de perda de peso, é preciso interrompê-la por uns quatro dias e, então, retomar a sopa por mais uma semana. Aí, sim, suspender totalmente a dieta, mas observando agora uma alimentação de melhor qualidade, sem grandes quantidades de comida à base de arroz, macarrão ou gorduras.

Se você fizer isso – alimentação excessiva em carboidratos -, irá retomar rapidamente seu peso anterior e de nada terá valido o esforço da dieta da sopa. A retomada, com uma alimentação balanceada, de preferência com a orientação de nutricionista, irá ajudá-lo a manter a boa forma, sem os riscos anteriores do sobrepeso.

Cuidado com a tentação do biscoito

É importante também saber que, devido a ser uma dieta restritiva, é possível que a pessoa venha a apresentar alguma dificuldade durante a semana em que estiver consumindo apenas a sopa, acrescentada por frutas, legumes e verduras, verdes ou secas. Podem aparecer desconfortos como dores de cabeça, indisposição, tortura e até fraqueza.

É natural, você está alimentando-se aquém do que seu organismo necessita. Mesmo assim, não recorra a pães ou biscoitos, aqueles penduricalhos a que você estava antes acostumado e que provocavam seu excesso de peso. Manter-se focado na sopa, mais legumes e verduras, é fundamental.

Alimentação aquém do necessário

Lembre-se que você está consumindo poucos aminoácidos ou proteínas, além de forte redução de gorduras e carboidratos, que também são essenciais ao organismo dentro de uma alimentação equilibrada. Outra coisa: sem as leguminosas, é grande a restrição ao seu organismo de aminoácidos e proteínas, que ajudam na ingestão de nutrientes essenciais, com o ferro, que está no feijão e é essencial para o transporte do oxigênio no sangue.

Isso é prejudicial ao seu organismo e afeta até mesmo a produção de hormônios. Por isso, a dieta da sopa não pode ser prolongada demais. Após uma semana, tem que ser dada uma parada, retomando, se for o caso, após uns quatro a cinco dias por apenas mais uma semana.

Em uma semana, aparecem os efeitos

Afora a sopa e as refeições intermediárias de frutas e legumes, é preciso manter o consumo de uns dois litros de água por dia. Esta é fundamental em qualquer dieta que se faça. Entre os ingredientes na sopa, não se esqueça de alguns menos comuns no dia a dia, como funcho, aipo, chuchu, couve e repolho.

Para vitaminar bem e ajudar no sabor, é bom usar também bastante cebola, batata, abobrinha, cenoura, alho, abóbora, vagem e aipim, entre outros. E, para garantir a proteína, pedaços de carne de boi, porco, frango ou peixe. Pronto, daqui a uma semana você já vai sentir, na balança e nas roupas, os efeitos da dieta da sopa. E no seu bem estar diário, claro.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */