Emagrecimento

Dieta do sorvete: já ouviu falar? Conheça a nova “loucura” das dietas

Num primeiro momento, temos a tendência a imaginar sorvete e dieta como duas coisas que não combinam. Mas a dieta do sorvete está aí para provar o contrário. Trata-se de uma opção de emagrecimento no mínimo deliciosa. Você não acha que vale a pena conhecer um pouco mais sobre ela?

É sério isso?

Sim, muitos nutricionistas recomendam a inclusão do sorvete no cardápio diário de uma dieta para perda de peso, desde que seja um sorvete com baixo teor de gordura e de calorias.

Alguns cuidados extras também precisam ser observados, como a manutenção de uma alimentação saudável, sem alimentos gordurosos e calóricos.

A explicação para o benefício proporcionado pela inclusão do sorvete estaria no aumento do consumo de cálcio, presente sobretudo nos sorvetes cremosos, pois quando o corpo não obtém cálcio em quantidade suficiente, ele acaba ativando as células para armazenarem mais gordura.

De fato, em uma pesquisa recente, pessoas acima do peso foram divididas em dois grupos, ambos submetidos a uma mesma dieta alimentar de redução de calorias. Porém, um dos grupos recebeu, além da dieta, uma complementação de cálcio. Pois esse grupo obteve taxas de perda de peso e de gordura significativamente melhores que o outro grupo.

Sugestão de cardápio

Para essa dieta, o cardápio diário poderia conter, por exemplo:

  • Um café da manhã com uma fatia de pão integral, uma fatia de queijo minas e um copo de suco de soja;
  • Uma fruta para o lanche da manhã;
  • Um almoço composto de uma carne grelhada, purê de batata, uma salada e lentilhas cozidas;
  • Para o lanche da tarde, uma fruta e um copo de vitamina batida com leite desnatado;
  • Um jantar com frango grelhado, legumes cozidos, uma salada e como sobremesa uma bola do sorvete de leite;
  • Uma fruta para a ceia noturna.

Seguida à risca, essa dieta pode levar a uma perda de até quatro quilos em um intervalo de duas semanas.



Uma alternativa mais radical

Alguns nutricionistas defendem uma dieta do sorvete mais radical. Eles consideram que o sorvete é um alimento completo, composto por gordura, proteínas e açúcares, e por isso pode até mesmo substituir uma das refeições principais do dia, como o almoço, por exemplo. Mas alguns cuidados precisam ser observados.

A ideia dessa dieta é propiciar uma perda rápida de peso e por isso ela deve ser aplicada durante uma semana e só repetida um mês depois. Praticada dessa forma, é possível obter uma rápida perda de 2 a 3 quilos. Se aplicada de forma contínua, a tendência é que os resultados imediatos não se sustentem.

Outro cuidado a ser tomado é que, por tratar-se de um esforço para perda de peso, deve-se dar preferência aos picolés de fruta, que são mais leves e contêm menos calorias que os sorvetes à base de leite.

Cuidado com o excesso de calorias

Poder fazer uma dieta do sorvete não significa um sinal verde para abusar das calorias. Para escolher bem os sorvetes que irão compor o seu cardápio, leve em conta esse detalhe.

Veja na lista a seguir a quantidade de calorias presente em 100 gramas de alguns diferentes sabores de sorvete:

  • Leite de soja: 102 calorias;
  • Morango: 120 calorias;
  • Limão: 130 calorias;
  • Baunilha: 180 calorias;
  • Avelã: 185 calorias;
  • Pistache: 200 calorias;
  • Nata: 218 calorias;
  • Coco: 240 calorias;
  • Chocolate: 240 calorias.

Como funciona essa dieta do sorvete

Elegendo o almoço como a refeição que vai ser substituída pelo sorvete, na semana da dieta, observe os seguintes hábitos:

  • No café da manhã e no jantar, alimente-se de forma saudável, sem consumir muitas calorias. Opte por grãos integrais, alimentos frescos da época e uma dosagem apropriada de proteínas e gorduras saudáveis;
  • Lembre-se de que a ideia é substituir o almoço pelo sorvete e não complementar o almoço com uma sobremesa gelada;
  • Apesar de os picolés de fruta serem opções mais saudáveis, eles provavelmente serão leves demais para dar a sustentação necessária para o organismo. Assim, você pode misturar os sabores de frutas com algum sorvete mais encorpado, à base de leite;
  • Quem por alguma razão não pode ou não quer consumir leite animal pode optar por sorvetes à base de leite vegetal, como os de soja;
  • Sorvetes artesanais são melhores que os industrializados, pois estes últimos contêm uma série de substâncias que os tornam menos saudáveis.

Uma sugestão de cardápio

Para a semana da dieta do sorvete, você pode adotar um cardápio inspirado na dieta do Mediterrâneo, baseado em:

  • Um café da manhã composto por um iogurte (ou leite) com cereais matinais, ou um suco de frutas com pão integral, queijos e frios, ou ainda um chá, torradas e ricota;
  • Um “almoço” misturando sorvetes mais leves como os de frutas com sorvetes mais encorpados como os de creme;
  • Um jantar com pratos saudáveis como um peixe assado, uma sopa de legumes, saladas, um risoto;
  • Frutas, biscoitos e iogurte natural ao longo do dia.

Contraindicações

A dieta do sorvete não é indicada para pessoas obesas ou com diabetes. Em ambos os caso, há necessidade de uma alimentação melhor controlada.

Vale lembrar que a dieta do sorvete não constitui um processo de reeducação alimentar, ela apenas promove uma forma rápida de perda de peso.

Mais sorvete

Além das dietas que incluem sorvete no cardápio, existem também os chamados sorvetes para emagrecer, feitos com ingredientes como iogurte desnatado, frutas diversas e até mesmo itens que atuam na aceleração do metabolismo, como o chá vermelho, o chá branco e o chá verde.

Conclusão

Cuidado com os excessos. Assim como há experiências positivas de perda de peso a partir da dieta do sorvete, há também relatos de pessoas que passaram dos limites e chegaram ao resultado oposto. Há até mesmo relatos desastrosos de pessoas que simplesmente aboliram o consumo de outros tipos de alimentos, passando a se alimentar exclusivamente de sorvete.

E assim como acontece com outras dietas, a dieta do sorvete parte do princípio de que o tipo de alimentação que favorece a perda de peso é aquele baseado na moderação. Moderação nas quantidades consumidas e moderação na definição do cardápio, tanto na escolha dos sorvetes como na escolha de tudo o que não é sorvete.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Giovanna Cóppola

Trabalha com web, design, criação, conteúdo, SEO e fotografia. Em 2011 criou a Pandartt e hoje assume a direção da agência, além de colocar a mão na massa em todos os projetos. Paralelamente, tem outros três projetos: Viva com Felicidade, BlogGeek e Mapa dos Bichos. Ama música, cinema, jogos, arte, tecnologia, tatuagens e pandas.

/* ]]> */