Comportamento Maternidade Relacionamento

Divórcio com filhos: 5 dicas sobre os primeiros meses pós separação

Em seu livro A vida com crianças, as psicólogas Lulli Milman e Julia Milman explicam:

Sustentar um casamento dá uma trabalheira enorme e exige uma flexibilidade imensa. Esse empenho só vale a pena e só chega aos filhos como positivo se sustentado pela troca de afetos e pelo prazer do casal de estar um com o outro, com ou sem as crianças

A partir do momento que você decide não alimentar mais uma relação que não faz bem a você e à sua família, é preciso saber como lidar com esse momento delicado de mudanças nos laços.

É normal se sentir triste. Geralmente, numa separação sempre um lado é mais atingido. Mesmo que não haja mais sentimentos entre o casal, a mudança da rotina, da casa e da organização familiar é dolorosa. O momento de separação pode evidenciar todas as discordâncias entre o casal. A separação não é só das pessoas, é preciso separar os bens, os objetos pessoais, os amigos em comum… Essas pequenas separações que compõem a separação do casal podem trazer à tona muitos sentimentos desagradáveis, como raiva, inveja, ciúme e tristeza.

Ao mesmo tempo, apesar de todas as dificuldades, é possível encarar a separação como uma libertação. Estar num relacionamento sério apenas consigo e com seus filhos será uma mudança de prioridades interessante. Você terá mais tempo para você. Nos dias em que os filhos ficarão com os pais, você terá de lidar com uma nova solidão e pode usar esse momento para se fortalecer.

Esse momento de transformação com certeza afetará a vida dos seus filhos. Mas existem maneiras de lidar com isso para minimizar os estragos e administrar os sentimentos. Neste artigo, leia mais sobre como agir em relação aos filhos durante e logo após o divórcio.

1. Redobre a atenção aos seus filhos

Você provavelmente está passando por um momento muito difícil e é verdade que precisa de um tempo para você, para pensar, colocar a cabeça no lugar e planejar sua vida a partir de agora. No entanto, esse é um momento em que seus filhos também precisam muito de você. Procure manter um equilíbrio. Tenha pessoas da família por perto que possam ajudar você neste momento e não abdique da sua responsabilidade de amparar seus filhotes neste momento tão delicado.

Fique atenta a como eles se portam, se estão angustiados ou com medo de que algo aconteça. Deixe seu sexto sentido ligado e caso perceba que há algo de errado, os ajude a lidar.

A única coisa que pode aproximar você das sensações e pensamentos dos seus filhos é o diálogo. Em cada idade a conversa deve ser diferente, pois eles terão mais ou menos capacidade de entender o que aconteceu conforme seu desenvolvimento. Independente de qualquer coisa é mantê-los cientes do que está acontecendo.

É claro que elas já sabem que alguma coisa está acontecendo, pois são muito sensíveis ao ambiente e aos sentimentos que pairam ao seu redor, nas pessoas de seu convívio. Só que se você não explicar com clareza o que acontece, elas completarão as lacunas entre o que sabem e o que não sabem com fantasias e pensamentos infantis. É isso que é preciso evitar, pois as chances dos pequenos criarem um mal-entendido em suas cabecinhas é muito grande.

3. Não entre em detalhes

Para explicar a situação aos filhos, evite histórias longas e cheias de detalhes. Se esforce para não puxar a sardinha para o seu lado. As crianças não precisam saber de tudo que aconteceu até vocês tomarem a decisão de se separar. Dê respostas abertas e simples, como: “Vamos nos separar e a nossa vida vai mudar um pouco, mas será muito melhor para todos nós”.

Caso haja muitas dúvidas difíceis para você responder, procure ser sincera e evite grosserias. Apenas diga que não está preparada para falar sobre isso porque ainda é muito dolorido. Ou diga que pode conversar sobre estes detalhes mais tarde, quando estiver menos chateada.

O importante é não conversar com seus filhos. Se o momento é difícil para você que é adulta e madura, imagina para suas crias, que ainda estão aprendendo a viver neste mundo?

4. Não entre em disputas

O clima de rivalidade entre os pais recém-separados pode criar algumas manias muito prejudiciais para as crianças. A mais comum delas é disputar o carinho dos filhos. Nunca coloque a criança numa situação em que ela tenha que decidir de quem ela gosta mais. Isso é injusto e inadequado para qualquer pessoa. Não o faça escolher. Lembre-se que quem escolheu a situação atual de separação foi você e seu ex-cônjuge.

Caso você perceba que a criança está se afastando de você porque prefere o pai, procure se aproximar de maneira aberta e flexível. Caso você perceba que seu ex está fazendo a cabeça das crianças contra você, saiba que isto é previsto por lei. A alienação parental é crime.

O importante é lembrar que a criação dos seus filhos não é uma disputa. O sentimento deles é mais importante do que o de vocês como casal em separação, por mais difícil que seja isso.

5. Não transforme seu filho em espião

Tudo bem você ficar curiosa para saber o que está acontecendo com seu ex. Mas colocar seu filho no papel de informante da vida do pai é injusto. Você estará expondo seu pequeno a uma situação delicada em que ele terá de mentir, enganar e ainda correrá o risco de ser pego. Nestes casos a confusão pode ser bem grande.

É normal querer saber como estão as coisas do lado de lá: quem frequenta a casa, como está a situação financeira, como são os passeios, o que o pai fala sobre você, etc. O que não é saudável é estabelecer um inquérito toda vez que seu filho chega em casa, ok?

O que ele falar, falou. Pronto.

Deixe as perguntas para assuntos indispensáveis, como saúde, amizades, escola, horários e férias. E sempre converse com o pai sobre estes assuntos, para que a criança não se transforme em garoto de recados.

 

Enfrentar o divórcio com filhos é muito complicado. Mas é possível passar por isso de maneira civilizada sem grandes barracos e sofrimentos, não é?

Como tem sido sua experiência de divórcio com filhos? Você usou alguma estratégia que pode ser útil para outras mães que estão se separando? Compartilhe com a gente nos comentários.

Veja também:

LISTA VIP!
Nossas Dicas no seu Email
Seja a primeira a saber das nossas últimas dicas. Coloque seu email abaixo e receba nossos posts:
Cadastrar!
close-link
/* ]]> */