Recomendados para você
Beleza Estética Terapias

Drenagem linfática para celulite: será que este tratamento elimina o problema?

Drenagem linfática para celulite

A celulite é sem dúvidas a grande vilã da estética feminina. O problema tem causas múltiplas e atinge mulheres de diferentes biótipos, inclusive as que possuem o corpo sequinho. Para ter uma ideia, a celulite atinge de 85% a 98% da população feminina.

A boa notícia é que, atualmente, o mercado dispõe de excelentes soluções anticelulite capazes de eliminar – ou pelo menos amenizar – o aspecto indesejável que os furinhos da celulite trazem para a pele.

Uma destas soluções é a drenagem linfática, uma massagem corporal que tem como objetivo eliminar a retenção de líquidos e melhorar a circulação sanguínea. Leia este post e entenda como funciona o tratamento com drenagem linfática para celulite. Confira!

O que é drenagem linfática?

A drenagem linfática é uma técnica de massagem que tem como objetivo estimular o sistema linfático a trabalhar de forma mais acelerada, trazendo benefícios como redução da retenção de líquido, ativação da circulação sanguínea e auxílio ao combate da celulite.

Mas para entender como a drenagem linfática age é necessário conhecer melhor o nosso sistema linfático.

Veja também: Drenagem linfática no pós-parto: tratamento ajuda mulheres a voltar à forma após a gestação

Ele é uma espécie de rede de circulação do corpo (similar à circulação arterial e venosa), formada por vasos e gânglios linfáticos, por onde circula um líquido viscoso e amarelado chamado linfa.

Este fluido é rico em proteínas, glóbulos brancos, microrganismo, células mortas, células sanguíneas e pode carregar bactérias e toxinas.

Assim como o sangue, a linfa realiza trocas metabólicas com as células e em seguida é recolhida pelos vasos do sistema linfático, retornando aos gânglios.

Os gânglios (também chamados de linfonodos) são a estrutura mais importante do sistema imunológico, auxiliando o corpo a reconhecer e combater germes, infecções e outras substâncias estranhas.

São os gânglios que recebem a linfa recolhida pelos vasos linfáticos para ser filtrada e redirecionada. Eles estão presentes em todo o corpo e podem ser sentidos através da palpação em regiões como virilha, axila e pescoço.

É sobre todo esse sistema de vasos, linfa e gânglios que a drenagem linfática atua.

Como funciona a drenagem linfática para celulite

Uma das principais funções da drenagem linfática é retirar a linfa que fica acumulada entre as células, o que pode ocorrer tanto por um retardo na produção desse fluído como por dificuldades de absorção por parte das células.

Através dos movimentos realizados na sessão de drenagem linfática é possível eliminar líquidos, gordura e toxinas acumuladas no corpo. Por isso, essa massagem é capaz de diminuir o inchaço e a retenção de líquidos, principais causas da celulite.

A drenagem linfática pode ser aplicada manualmente ou com aparelhos de endermologia. Os movimentos devem ser sempre leves, sobre os trajetos dos vasos linfáticos e em direção aos gânglios linfáticos.

A drenagem linfática para celulite costuma se concentrar nas pernas e nádegas, já que estas são as regiões mais afetadas pelos incômodos furinhos.

Nestas áreas, os movimentos são ascendentes, no caso das pernas vai da perna até a fossa poplítea (parte posterior do joelho) e da coxa até a virilha.

O número de sessões necessárias para obter resultados significativos na melhora da celulite varia de acordo com a gravidade de cada caso, mas recomenda-se no mínimo 10 sessões, realizadas de uma a três vezes por semana.

A drenagem linfática acaba com a celulite?

Mas afinal, a drenagem linfática acaba com a celulite?

Por trabalhar na eliminação de toxinas e na redução da retenção de líquidos, a drenagem linfática ganhou a fama de ser uma forma eficiente de reduzir a celulite.

Mas não se engane, pois a drenagem não é um tratamento milagroso.

De acordo com especialistas, a drenagem linfática para celulite só é bem-sucedida para pessoas com graus leves de lesão e quando feita de forma regular.

Também é importante aliar a drenagem linfática a bons hábitos alimentares e a prática de atividades físicas, já que o alto consumo de sódio e gordura e o sedentarismo são as causas mais comuns da celulite. Uma recomendação é combinar a drenagem com outros tratamentos ou produtos anticelulite.

Mas podemos afirmar que, se por um lado a drenagem linfática para celulite não é milagrosa, por outro ela pode ser uma grande aliada e amenizar muito o incômodo aspecto de “casca de laranja” causado pela celulite. Consulte um profissional da área para fazer uma avaliação do seu caso.

Você também sofre com a celulite? Já fez algum tratamento estético para acabar com o problema? Já experimentou a drenagem linfática? Compartilhe!

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */