Doenças Maternidade Saúde

Enxaqueca na gravidez: conheça as principais causas

Enxaqueca na gravidez

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os episódios de Enxaqueca na gravidez são muito comuns e centenas de mulheres sofrem com eles. Ao contrário das enxaquecas comuns, o seu tratamento deve ser orientado e acompanhado por um especialista. As mulheres são as principais vítimas desse desconforto, principalmente por causa das suas oscilações hormonais. Entenda mais sobre esse assunto a seguir.

Infelizmente as mulheres levam algumas desvantagens em relação aos homens no quesito enxaqueca. Muito mais suscetíveis as crises por causa das suas oscilações hormonais, as crises se intensificam em determinados períodos como a menstruação e a gravidez.

É importante que a mulher saiba que não é a gravidez a causadora da enxaqueca e sim um dos fatores que contribuem para o seu aparecimento com mais frequência. Ainda existem dúvidas a respeito do aparecimento dessa doença e seus inúmeros sintomas, uma coisa é certa, os hormônios estão intimamente relacionados com essas crises, principalmente o estrogênio e a progesterona.

O aumento e a queda da progesterona e do estrogênio principalmente nos períodos de gravidez, contribuem para a piora das crises de enxaqueca. Ainda não se sabe cientificamente porque isso acontece, o que se sabe é que estas oscilações podem ter efeitos estimulantes dentro do cérebro.

As crises de Enxaqueca na gravidez acontecem com mais frequência no 1º trimestre de gestação. Essas crises acontecem por causa dessas alterações intensas nas produções hormonais. Já no 2º e 3º trimestre essas crises tendem a ficar um pouco mais amenas e até a desaparecer. Logicamente isso vai depender de mulher para mulher, pois existem casos em que algumas mulheres acabam desenvolvendo a doença nesses períodos, passando a ter todos os inconvenientes que ela traz.

Como prevenir as crises de Enxaqueca na gravidez?

As mulheres que sofrem com períodos de Enxaqueca na gravidez podem utilizar alguns tratamentos alternativos para que as crises sejam mais calmas.

É importante ressaltar que não existe cura para a enxaqueca e sim existe tratamento para que as crises sejam controladas e amenizadas.



Na gravidez essas crises podem ser prevenidas com orientação médica.

A prevenção das crises de enxaqueca pode ser feita cuidando de alguns fatores que contribuem para o desencadeamento dessas crises.

Confira a seguir algumas dicas para você se prevenir do aparecimento dessas crises:

Cuide da sua alimentação agora mesmo

Manter uma alimentação saudável contribui para que a mulher nesse período de gestação tenha o aporte necessário de todos os nutrientes, vitaminas e minerais que o bebê precisa.

Alguns alimentos contribuem para as crises de enxaqueca, enquanto outros ajudam a aliviar os sintomas. A mulher precisa dar total atenção a todo esse período de gestação.

Não fique longos períodos em jejum, ficar sem comer pode sim desencadear uma crise de enxaqueca.

Pratique atividade física

A prática de atividade física aumenta os níveis de serotonina e dopamina, substâncias responsáveis pela sensação de prazer e bem-estar. Mas cuidado, quem sofre de enxaqueca não pode praticar atividades muito intensas, pois elas podem desencadear as crises.

Escolha atividades mais leves como uma caminhada, alongamento, hidroginástica, yoga, entre outras.

Enxaqueca na gravidez

Busque um lugar mais calmo para você relaxar

As crises de Enxaqueca na gravidez podem aparecer em lugares com muito barulho e luzes.

Procure um lugar mais calmo, sem muito barulho e com pouca luminosidade para relaxar.

Controle a sua ansiedade e o estresse

Pessoas que são submetidas a situações de estresse, relatam terem crises frequentes de enxaqueca. Portanto, evite situações de estresse seguido de ansiedade extrema.

Mantenha-se calma, principalmente nessa fase tão bonita na vida de uma mulher.

É perigoso ter Enxaqueca na gravidez?

Não existe nenhuma perigo em se ter Enxaqueca na gravidez. A mulher grávida precisa ficar atenta a todos os sintomas que costumam aparecer durante as crises.

É importante consultar um médico para ter a certeza absoluta que as dores de cabeça não estão relacionadas a nenhum outro problema de saúde como a pré-eclâmpsia.

O que é pré-eclâmpsia?

A pré-eclâmpsia é uma complicação decorrente da gestação, ela ocorre graças ao desenvolvimento com problemas de vasos sanguíneos da placenta. Esses problemas podem ocasionar espasmos nesses vasos, alterando a capacidade que o sangue tem de coagular, diminuindo assim a circulação sanguínea da mãe e do bebê.

Esses sintomas ocorrem durante todo o período gestacional ou após a 20ª semana de gestação. As grávidas apresentam pressão alta, retenção de líquido e presença de proteínas na urina.

O tratamento é feito no hospital nos casos mais graves, a mãe e o bebê recebem os medicamentos necessários para reduzir a pressão arterial.

Como se deve tratar as crises de Enxaqueca na gravidez?

Os tratamentos para amenizar as dores causadas pela Enxaqueca na gravidez são basicamente iguais as outras enxaquecas que aparecem na pessoa comum.

É importante que a grávida tenha o acompanhamento médico necessário para que não seja feita nenhuma administração de medicamento que possa ser prejudicial para esse período gestacional.

Existem tratamentos alopáticos com a administração de remédios e tratamentos naturais, que podem ser a utilização de algumas técnicas alternativas como massagens de relaxamento, entre outros que você vai conhecer a seguir!

Veja alguns tratamentos adequados para as mulheres grávidas se prevenirem dessas terríveis dores.

Enxaqueca na gravidez

Remédios alopáticos

Os remédios alopáticos são os remédios vendidos em farmácia sob prescrição médica ou não. As grávidas não devem se automedicar, pois uma substância ingerida de forma errada pode prejudicar o bebê.

Os remédios mais seguros que podem ser administrados as grávidas, logicamente sob supervisão e orientação médica são:

  • Sumatriptano;
  • Paracetamol.

Tratamentos naturais

Os melhores tratamentos naturais indicados para as dores causadas pela Enxaqueca na gravidez são:

  • Massagens de relaxamento;
  • Exercícios de respiração;
  • Yoga;
  • Atividades de meditação;
  • Alongamento;
  • Acupuntura.

Além desses, outras ações importantes ajudam a mulher nesse período. Beber no mínimo 2 litros de água, não ficar em jejum, fazendo a ingestão de 5 a 7 pequenas porções de refeição, praticar atividade física.

As massagens devem ser administradas por um profissional experiente e capacitado, pois existem algumas que não podem ser feitas em mulheres grávidas.

Para ajudar a entender as crises, as mulheres grávidas podem fazer um diário com todas as informações importantes sobre a enxaqueca.

Cuidar da saúde é o primeiro passo para evitar as crises de enxaqueca.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */