Infográficos Plantas Medicinais Saúde

Equinácea: benefícios, usos e indicações

A equinácea é uma planta interessante. Trata-se de uma erva capaz de servir adequadamente o corpo humano. Apresenta uma série de benefícios para a saúde do organismo.  Vamos conhecer melhor as suas características e como ela pode melhorar a sua saúde?

A erva oferece uma série de nutrientes que são fundamentais para o corpo. A sua fórmula é capaz de fortalecer o sistema imunológico da pessoa, especialmente a partir da sua composição química.

Benefícios da equinácea

Dentre os principais benefícios da equinácea, podem ser incluídos os seguintes:

Equinácea: 5 benefícios para a saúde [Infográfico]

Equinácea: 5 benefícios para a saúde [Infográfico]

  • Prevenção de doenças bastante graves, como câncer.
  • Alívio de dores;
  • Laxante;
  • Efeito relaxante;

Diminui a fadiga, aumentando o rendimento e práticas esportivas.

Características da erva

A planta está inserida no grupo de herbáceas, que são plantas que apresentam flores bastante vistosas. A erva é conhecida pela sua composição, considerada como medicinal. As “cabeças coloridas” tornam essa planta bastante comum de ser observada.

A erva é da mesma família do girassol, sendo uma planta dos Estados Unidos. Algumas de suas espécies se encontram ameaçadas, em função de seu habitat natural estar sendo ameaçado.

Estas plantas possuem de 1 a 2 metros de altura e apresentam diversas propriedades imunoestimulantes, facilitando o desenvolvimento do sistema responsável pela defesa do organismo.

Fortalecimento do sistema imunológico

O sistema imunológico recebe benefícios bastante claros, em função da equinácea. Isso se dá por conta dos vários constituintes químicos fornecidos pela erva, que fazem com exista uma diminuição significativa das chances de doenças.

Pode-se dizer, por exemplo, que a diminuição de chances de um resfriado, para quem se utiliza desse tipo de erva, é de aproximadamente 50%.

A equinácea também é capaz de fazer com que várias substâncias estranhas ao organismo sejam expulsas. Desta forma, o sistema imunológico reage de uma maneira muito mais consistente. Doenças graves, como o câncer, podem ser inibidas por meio do uso da equinácea.

No que se refere ao tratamento de doenças virais e bacterianas, a equinácea tem sua importância, aumentando a produção de células brancas. Desta forma, serve para aumentar a quantidade de células capazes de fazer uma proteção ao organismo.

Conhecida também como púrpura e flor-de-cone, esta erva pode ser adquirida em feiras livres e lojas de produtos naturais.

As suas principais propriedades são as seguintes:

A principal forma de utilização da planta é por meio do chá. É uma solução adequada para tratamento de resfriados e gripes. Também podem ser tomadas em cápsulas ou por meio de compressas.

A equinácea sempre foi muito utilizada pela população indígena. Suas propriedades terapêuticas e seu efeito estimulante sempre foram bem vistos pelas pessoas.

Caso você precise aumentar a imunidade, uma excelente forma de fazer isso, com um remédio natural é pela equinácea. É importante também considerar o efeito antioxidante da erva. A equinácea é uma planta capaz de retardar o envelhecimento e promover a renovação das células.

Contraindicações

Apesar de ser uma planta capaz de apresentar vários benefícios, também existem algumas contraindicações. Dentre as mais relevantes, podem ser citadas as seguintes: pessoas com doenças como HIV, tuberculose, esclerose múltipla, dentre outras. Essas pessoas com essas doenças não devem fazer uso desse tipo de erva em seu dia-a-dia.

Grávidas também não devem tomar medicamentos que contenham a erva em sua composição.

Importância na Europa e nos Estados Unidos

A planta é um fitoterápico muito relevante na Europa e nos Estados Unidos. Sua composição é utilizada em muitos medicamentos. Estudos apontam que o medicamento é capaz de reduzir em até 4 dias a duração de uma gripe.

Efeitos colaterais

Não há efeitos colaterais graves para este tipo de doença. No que se refere a utilização exagerada, podem surgir alguns efeitos colaterais simples, como náuseas e tonturas.

Origem

A origem da planta é da América do Norte, especialmente em países como Estados Unidos e Canadá. Existe, atualmente, no universo farmacêutico, uma grande quantidade de medicamentos que possuem em sua composição a equinácea.

Pesquisas indicam que mais da metade da população mundial faz uso de medicamentos naturais, como a planta. Povos indígenas de séculos passados, há cerca de 400 anos atrás, apresentavam em seus povoados o uso de equináceas.

A droga vegetal, conforme alguns artigos científicos, tem seus principais elementos estabelecidos em sua raiz e nas partes aéreas.

Características

A planta traz um cheiro característico, leve. Seu gosto é relativamente doce, variando conforme o tempo. Sua composição química traz elementos como polissacarídeos, flavanoides, óleos essenciais e outros elementos.

A composição depende um pouco da espécie.

Usos

Seu poder como agente capaz de curar cicatrizes é muito relevante. As infecções generalizadas e as queimaduras são facilmente tratadas, bem como úlceras e erupções cutâneas, de modo geral.

Como a planta atua no sistema imunológico

O fortalecimento do sistema imunológico se justifica pelo aumento da atividade citológica.

Posologia

No que se refere a quantidade da erva que deve ser ingerida, o ideal é acrescentar cerca de 3 cápsulas diárias do medicamento. Cada cápsula apresenta cerca de 350 mg.

Caso a opção seja pelo uso do chá, deve-se optar por 2 colheres de chá.

Não se trata de um medicamento novo. Estamos nos referindo a um medicamento que ainda no século XIX era o mais utilizado, nos Estados Unidos. Seu uso tópico também pode ser bastante recorrente. Medicamentos com essas características são aproveitados em contato direto com a pele.

Furúnculos, faringites, sinusites, dentre outras doenças podem ser tratadas com essa droga.

Indicações

Algumas das principais indicações da planta são as seguintes:

  • Tratamento de inflamações;
  • Melhoria da qualidade da pele;
  • Tratamento de várias doenças, tanto de caráter geral como de caráter bacteriano;
  • Fortalecimento do sistema imunológico.

Vale ressaltar que a equinácea é uma planta que está sendo cada vez mais utilizada. Seus estudos apontam para o futuro do tratamento com sucesso de doenças graves, como o câncer. O extrato da droga também é usado para tratamento da candidíase vaginal. Também é usado para o tratamento da doença.

Rinite e sinusite são dois problemas capazes de serem tratados.

A infecção relacionada aos fungos também pode ser atacada por esta planta. Como se pode ver, pode-se dizer que a equinácea é um verdadeiro remédio capaz de curar todo tipo de doença.

/* ]]> */