Saúde

Excesso de gases intestinais: o que pode causar e como aliviar?

Se há uma situação desagradável que ocorre com frequência é a vontade de expelir gases em momento nada apropriado, uma reunião, um encontro, no elevador. Além do medo de ser denunciada por som medonho e patético ao mesmo tempo há o receio de se propagar um odor fétido, infame, hórrido, asfixiante, toda a saga Transformers em estado gasoso. Imagina como deve ser o dia de quem sofre com excesso de gases intestinais.

Imagine como deve ser o seu dia ou como deve ter sido o seu dia se sofre ou sofreu excesso de gases intestinais, afinal, se clicou aqui, não foi de graça não é mesmo?

Mas expelir flatulência trata-se de casos extremos, normalmente a pessoa arranca forças não se sabe de onde para evitar o possível vexame, uma vez aterrorizada com a hipótese, o estresse mais contundente ocorre com a consequência desse gesto, as consequências físicas.

Primeiro são aqueles sons bizarros na sua barriga após sentir uma vibração atípica, como se o Goku tivesse reunido energia para soltar o famoso Kamehameha, sons que parecem que um alien está tentando fazer contato e você, com um sorriso amarelo, na presença de outras pessoas, tenta disfarçar o pesadelo dando uma tossidinha, batendo na mesa, puxando uma conversa aleatório com o primeiro Zé que aparece na sua frente.

Aí vêm as pontadas na região abdominal parecendo que as tropas persas estão a um passo de romper a muralha espartana com suas lanças afiadas.

Logo vem a sensação que está carregando, no interior de sua barriga, um bebê em sua fase inicial de desenvolvimento, de tão inchada e estufada que se encontra.

Diante desses sintomas terríveis ainda vêm os receios de uma piora de seu estado de saúde com o desenvolvimento de uma moléstia séria em razão de prender por muito tempo os gases.

Neste post do TudoEla vamos explicar o que causa o excesso de gases intestinais, o que deve ser feito para evitar situação tão desagradável e quais são os melhores remédios e chás para se livrar do problema.

Saiba mais sobre excesso de gases intestinais a seguir.

O que são os gases intestinais?

As flatulências ocorrem em razão de bactérias no intestino que fermentam a comida digerida. Essa fermentação de encontro com ar natural que respiramos, ao comer ou falar, formam os gases intestinais que são naturalmente expelidos quando há concentração excessiva.

Estima-se que uma pessoa sem excesso de gases intestinais elimina os gases em média de 10 a 20 vezes no dia.

A maioria das flatulências não tem o odor que nos faz ter uma pálida ideia dos horrores das bombas químicas nos campos de guerra. Esse “ar intragável” ocorre com o excesso de enxofre, substancia que emerge na fermentação dos alimentos. Alimentos como ovos, brócolis e repolho também favorecem a “bomba caseira”.

No entanto, se os gases forem acompanhados quase sempre desse odor tão miserável e constantemente, pode ser sinal de má ingestão alimentar e doenças como síndrome do intestino irritável e câncer de colo.

O que causa o excesso de gases intestinais?

Mas gases, flatulências, qualquer um tem, faz parte de nossa condição de meros mortais e sabemos, na maioria das vezes, lidar com isso. Isso se torna um problema quando temos excesso de gases intestinais ao ponto de nos obrigar a prender grande volume e ocasionar os transtornos citados de começo.

A uma série de fatores que causa o excesso de gases intestinais. O primeiro deles que podemos citar é o:

Comer muito rápido

Comer muito rápido, que significa comer grandes pedaços de comida sem mastigá-las corretamente, geram a má absorção de alimentos, um dos fatores apontados para os infames “gases da morte”, e também para o aumento do volume de gases. Porém um dos maiores vilões ao se comer rápido é a quantidade de ar consumida, que colabora para a produção de mais emanações.

Comer rápido pode está relacionado a situações de estresse e ansiedade.

Então se estiver enfrentando problemas de excesso de gases intestinais observe como está se alimentando ou se passa por problemas emocionais.

Sedentarismo

Ficar muito tempo parado, não praticar qualquer atividade física durante o dia, deixa o processo de digestão mais lento. A lentidão desse processo tem como consequência maior fermentação dos alimentos.

Outro fator que o sedentarismo colabora para a formação de excesso de gases intestinais é o longo tempo de permanência das fezes no intestino, ocasionando prisão de ventre.

Recomenda-se sessões diárias de exercícios de 30 a 40 minutos de duração. Podem ser feitos com caminhadas ou bicicleta.

Alimentos “venenosos”

Bom, deve ser de seu conhecimento, e conforme a informação que fornecemos acima, de que aquele repolhinho, os produtos da galinha Carijó e o brócolis são os materiais típicos das flatulências terríveis. Contudo eles não contribuem apenas para a potência e odor, mas pela quantidade também.

Outros alimentos que deve excluir, ou evitar, para acabar com o excesso de gases intestinais são:

  • Batata doce;
  • Iogurte;
  • Lentilha;
  • Batata;
  • Farelo de trigo;
  • Grão de bico;
  • Ervilha;
  • Couve-flor;
  • Milho;
  • Leite;
  • Cebola;
  • Aspargos.

Bebidas com gás também precisam ser evitadas.

Remédio para excesso de gases intestinais

Os remédios mais usuais para acabar com o excesso de gases intestinais são a base de dimeticona, princípio ativo.

Mas soluções caseiras como chá de anis estrelado com canela em pau e chá de funcho com erva cidreira também são bem eficazes.

Considerações finais

Os gases são provocados pela fermentação dos alimentos ingeridos por bactérias em nosso intestino que, junto com o ar que invade nosso organismo, ao comer e falar, gera as flatulências.

O odor terrível de alguns gases é provocado pelo excesso de enxofre e consumo de alimentos como ovo, brócolis e repolho.

O excesso de gases intestinais ocorre ao:

  • Se comer muito rápido;
  • Não praticar atividades físicas;
  • Consumir alimentos ricos em carboidratos, proteínas e gorduras;
  • Ingerir bebidas com gases;
  • Prisão de ventre;
  • Consumir antiácidos;
  • Consumir antibióticos.

Os principais sintomas de excesso de gases intestinais são:

  • Dores no abdômen (pontadas);
  • Sensação de estufamento e inchaço na barriga;
  • Flatulências constantes.

Gostou do conteúdo?

Então curta, compartilhe, avalie.

Seu apoio é muito importante para nós.

Leia mais de nossa sessão de saúde.

/* ]]> */