Plantas Medicinais Saúde Terapias

O que é e para que serve a fitoterapia?

Fitoterapia

Quem nunca teve uma dor de estômago e tomou um chá de boldo para melhorar? Ou ainda, andava nervoso e estressado e tomou um chá ou xarope de maracujá para acalmar os nervos?

O uso de plantas para tratar doenças e outras condições de saúde como as descritas acima é chamada de fitoterapia e é muito comum no Brasil e em outras partes do mundo.

Técnica milenar – possivelmente a mais antiga do mundo – a fitoterapia vem crescendo e ganhando adeptos a cada dia. Quer saber mais sobre o assunto? Leia este artigo e descubra o que é fitoterapia, para que ela serve e os cuidados que se deve ter com este método.

Assuntos

O que é fitoterapia

A fitoterapia é uma sabedoria milenar que utiliza plantas para tratar e prevenir diversas condições de saúde e doenças que afligem o corpo.

A técnica é respaldada no conhecimento de que cada planta possui em sua composição princípios ativos específicos e que podem influenciar diretamente o nosso organismo.

O termo fitoterapia vem do grego phyto (vegetal) e therapeia (tratamento). Há indícios de que o uso das plantas com fins medicinais é anterior a 2000 a.C e que civilizações antigas acreditassem no “efeito místico” produzido pelas plantas utilizando-as em rituais religiosos.

Para que serve a fitoterapia

A fitoterapia é considerada uma especialidade médica, ou seja, ela faz parte da medicina alopática. Portanto, ela é considerada mais do que uma terapia alternativa, e sim uma ferramenta para a promoção da saúde.

Pode-se considerar medicamento fitoterápico toda preparação farmacêutica (extratos, pomadas e cápsulas) utilizando como matéria-prima partes de plantas (folhas, caules, raízes, flores e sementes) com reconhecido efeito farmacológico.

Os usos da fitoterapia são inúmeros no tratamento de doenças agudas e crônicas. Podemos citar o uso da passiflora (princípio contido na folha do maracujá) no combate à insônia; o uso da babosa contra a queda de cabelo; e a arnica em pomadas para casos de traumas, dores musculares e articulares.

Cuidados com a fitoterapia

Apesar de crença popular de que “o que vem da natureza não faz mal”, isso não é verdade.

É preciso ter cuidado no uso das plantas, pois algumas podem ser tóxicas.

Além disso, mesmo na fitoterapia existem contraindicações e efeitos colaterais. Por isso, é imprescindível consultar um especialista, evitar a automedicação e seguir à risca as recomendações de dosagem e formas de uso.

E ao se consultar com um fitoterapeuta, é essencial relatar detalhes sobre seu problema de saúde, inclusive o possível uso de medicamentos, para que a fitoterapia não interfira na ação do medicamento ou gere efeitos indesejados.

Você já utilizou algum medicamento fitoterápico? Gostou dos resultados? Conta para a gente nos comentários!

Último Vídeo do Nosso Canal


LISTA VIP!
Nossas Dicas no seu Email
Seja a primeira a saber das nossas últimas dicas. Coloque seu email abaixo e receba nossos posts:
Cadastrar!
Apenas 1 email por semana. Conteúdo Exclusivo!
close-link
/* ]]> */