Recomendados para você
Doenças Saúde

Furúnculo: causas, sintomas, tratamento e muito mais

O furúnculo é uma inflamação que se dá na raiz dos pelos. Em razão disso, seu aparecimento é mais comum no pescoço, rosto, axilas, barriga, glúteos, peito, couro cabeludo e região genital, em virtude de serem locais que ficam mais expostos a gordura e umidade.

Geralmente some em poucos dias somente com utilização de compressa de água morna no local para facilitar a remoção do pus. Contudo, se não sarar em 15 dias, a recomendação é procurar um dermatologista.

Quais são as causas?

A causa mais recorrente é pela infecção da bactéria Staphylococcus aureus. Ela reside na pele do ser humano, mas só há complicações no momento em que uma ferida ou corte dá acesso a sua entrada. Por exemplo, ainda que parecidos, espinhas não são furúnculos, mas por elas causarem ferimentos na pele, podem abrir caminho para que a bactéria infeccione e assim originar o furúnculo.

A bactéria Staphylococcus aureus pode ser transmitida, já que cerca de 15% da população apresenta colônias em suas peles. Dessa forma, elas podem ser passadas pelo tato, principalmente as mãos se houver alguma ferida, por isso a importância de se lavá-las.

Grupos de risco

Quem está no grupo de risco deste tipo de infecção:

  • Diabéticos

Dado às dificuldades de circulação, os portadores de diabetes possuem resposta mais lenta quando se trata de infecções bacterianas, dessa forma a ação das bactérias é mais propícia.

  • Portadores de HIV

Em virtude dos problemas de imunidade ocasionados pelo HIV, infecções causadas por bactérias são mais propensas a avançar no corpo dos portadores desta doença.

  • Usuários de drogas injetáveis

As injeções formam feridas na pele nas quais as bactérias podem entrar. Como os usuários deste tipo de drogas esquecem dos padrões de higiene para prevenir contra infecções, eles são um grupo de risco.

  • Obesos

As pessoas obesas têm menos imunidade no corpo, o que facilita a ação de bactérias.

  • Baixa imunidade

Qualquer situação ou circunstância que restringe o sistema imunológico do ser humano o torna mais suscetível a infecções transmitidas por bactérias.

  • Acne

A acne provoca fissuras na pele, dessa maneira as bactérias que vivem nela podem achar uma brecha para entrar.

Sintomas

Abscesso

O sintoma principal dos furúnculos é o abscesso. Abscessos são quantidades acumuladas de pus produzidas por infecções. São nódulos duros que causam dor, vermelhidão, inchaço e seu centro é amarelado, o que sugere a existência de pus.

Normalmente ele se desfaz sem que seja necessário a ajuda de algo e a dor acaba.

Coceira

A pele em volta do furúnculo geralmente coça. Reprima a vontade de coçar, pois isso pode fazer com que a bactéria se espalhe, assim gerando uma furunculose.

Carbúnculos

Carbúnculos identificam-se por apresentar uma dor mais significativa e é necessária uma intervenção cirúrgica para remover o necrosado.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito por um médico dermatologista baseado em observação clínica. No entanto, para que se tenha certeza do resultado a fim de evitar dúvidas com casos parecidos, é recomendado um exame de cultura bacteriana.

Existe cura?

Sim, existe cura. Há casos em que ele não necessita de tratamento e some após alguns dias. Quando ele precisa ser tratado, em geral é simples e o paciente terá recuperação completa.

Qual o tratamento?

Geralmente não é necessário tratamento, já que normalmente a pele se rompe sozinha, soltando o pus, amenizando a dor e assim acabando com a infecção. Contudo, em certos casos, pode haver necessidade de antibióticos.

Drenagem

Em caso de carbúnculo, a drenagem feita cirurgicamente pode ser obrigatória para cessar a necrose e a infecção.

Acelerar a drenagem espontânea

Você pode acelerar a drenagem espontânea aplicando uma toalha molhada com água quente na região afetada.

Não esprema!

É essencial não espremer o furúnculo, uma vez que isso pode fazer com que a ferida se agrave.

Furunculose

Em caso de furunculose, é necessário o uso de antibióticos.

Tratamentos caseiros

Existem alguns tratamentos caseiros para acelerar a recuperação e evitar que a infecção se estenda para outros locais. É claro que nem todos listados aqui são comprovados cientificamente e não substituem uma consulta de um médico.

Sabonete antisséptico

O sabonete antisséptico pode impossibilitar o aumento da infecção e agilizar o seu tratamento.

Compressas mornas

As compressas úmidas e mornas auxiliam no aumento da circulação no local, ajudando assim a cicatrização e eliminando a infecção. Enxugue bem a área afetada após fazer o uso da compressa, visto que a umidade pode contribuir para a proliferação das bactérias.

Óleo de melaleuca

O óleo de melaleuca é visto como um antibacteriano eficaz que pode ser passado na região afetada, preferencialmente diluído. Lembrando que não há reconhecimento científico desse remédio.

Medicamentos

É comum que os furúnculos sarem sozinhos e a utilização de antibióticos em qualquer infecção causada por Staphylococcus aureus colabora somente para que a bactéria se fortaleça.

No entanto, em certas situações, há necessidade do tratamento por antibiótico. Os remédios mais eficazes contra esta bactéria são estes:

  • Bactrim;
  • Ciprofloxacino;
  • Amoxicilina + Clavulanato de potássio;
  • Clindamicina (Anaerocid).

Lembrando que você não deve se automedicar ou descontinuar o uso de algum medicamento sem previamente consultar um médico, pois só um profissional pode receitar o remédio específico para o seu caso.

Prognóstico

Como já foi dito, a não ser que a pessoa perfure ou estoure o furúnculo, ele normalmente será drenado de maneira natural, sem que haja necessidade de fazer algo.

Contudo, é essencial prevenir o contato com o pus. Caso houver, recomenda-se que o paciente lave as mãos logo em seguida para impossibilitar uma nova infecção.

Após ele ser aberto naturalmente, cicatrizará sozinho, podendo deixar algum sinal escura na região, porém não atrapalhará mais.

Complicações

Normalmente, este problema só acarretará complicação se o paciente tentar espremê-lo, já que dessa forma ele estará espalhando a bactéria, fazendo com que ela penetre mais fundo na pele e possa entrar na corrente sanguínea. Com isso, a infecção se agravará, correndo o risco de atingir órgãos vitais e os ossos.

Se o furúnculo estiver próximo da “zona perigosa”, que é a área entre a boca e o nariz, ou perto dos ouvidos, é imprescindível consultar um médico, já que é preciso ter cautela nessas regiões, uma vez que nelas passam veias que podem carregar a bactéria até o cérebro.

Como prevenir

A prevenção desta infecção nunca é segura, porém, é possível dificultar seu aparecimento. Aqui estão algumas dicas do que pode ser feito:

  • Lavar as mãos;
  • Não coçar;
  • Evitar usar roupas muito justas;
  • Ter uma boa higiene.

Tudo isso evita que a ação da bactéria se multiplique.

O furúnculo é uma infecção que, geralmente, não é maligna e de fácil prevenção, contudo, causa muita dor e pode se agravar se for tratada de maneira equivocada.

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */