Sexo

O que é ginástica íntima e como ela pode te ajudar no prazer?

Ginástica íntima

O conhecimento acerca da ginástica íntima cresce diariamente. Além do mais, as mulheres estão a cada dia mais preocupadas em conhecer o seu próprio corpo. A partir disso, novas técnicas como o pompoarismo, surgem para melhorar a qualidade de vida sexual feminina.

Visto que ainda encontramos grandes tabus em torno deste tipo de informação. A sexualidade feminina ainda é taxada como um paradigma, onde deve-se sempre manter certo sigilo e nunca devemos tocar neste assunto.

Entretanto, se engana quem pensa que mulher não pode falar sobre isso! Muito pelo contrário. Não só pode falar, como deve. Afinal, apenas a partir disso é que poderemos desmontar todos estes tabus que rondam a nossa sexualidade.

Quebrando isso, poderemos conquistar uma qualidade de vida maior, usufruindo de todos os prazeres que todas as mulheres têm direito.

Sendo assim, a ginástica íntima vem como um forte aliado da mulher confiante e que busca o seu próprio prazer.

Ficou curiosa em como você pode atingir os resultados incríveis que somente o pompoarismo proporciona? Então acompanhe o nosso artigo e tire todas as suas dúvidas sobre esta, digamos, tendência que tem transformado diariamente a vida de milhares de mulheres.

O que é ginástica íntima?

Mas afinal, o que é a ginástica íntima? Para quem ela é indicada?

O pompoarismo, como este tipo de exercício também é chamado, nada mais é do que a capacidade da mulher contrair e relaxar os seus músculos vaginais.

Ela é indicada para qualquer mulher que esteja disposta a melhorar a sua saúde e consequentemente o seu desempenho sexual.

Ginástica íntima

Com as contrações e o relaxamento do músculo pélvico, a mulher passar a ter muito mais conhecimento sobre o seu corpo.

A partir disso, ela passará a compreender os seus prazeres e movimentos durante a relação sexual, por exemplo.

Outro ponto importante, todavia, é que este fortalecimento de músculos é um passo crucial na prevenção da flacidez vaginal.

Afinal, como no caso de qualquer outro músculo, a nossa vagina (permeada por músculos) também precisa ser exercitada. Caso contrário, com o passar dos anos a mesma começará a atingir um ponto flácido, onde sua elasticidade começa a diminuir.

Isto também ocorre em casos de mulheres que tiveram filhos a partir do parto normal.

Além disso, a flacidez vaginal pode ainda desencadear diversas disfunções sexuais. Onde o que era para ser agradável e prazeroso, passa a ser algo um tanto “indiferente” e sem “gosto” algum.

Por isso conhecer a técnica da ginástica íntima é tão importante.

A partir da supervisão de uma fisioterapeuta, e com o auxílio de cones e sondas específicas, se é possível iniciar estes exercícios.

Com o passar do tempo, a musculatura começa a atingir maior vitalidade e força, e a mulher passa a reconhecer o seu corpo e controlar as contrações vaginais.

Como a ginástica íntima proporciona prazer?

Por se tratar de uma ginástica diretamente ligada com a região íntima da mulher, os resultados quanto ao aumento de prazer é muito perceptível.

Durante a relação sexual, por exemplo, a mulher terá uma maior sensibilidade de contrair e relaxar as paredes vaginais.

Como consequência disso, a mesma começará a provocar um atrito diferente na vagina. Com isso, homem e mulher passam a desfrutar de novas sensações.

Fortalecer os músculos pélvicos proporciona para a mulher a capacidade de reconhecer a força e os limites do seu corpo.

Pontos estes que são cruciais para que a mulher sinta-se segura e aproveite melhor as suas relações sexuais.

O ato de conseguir controlar o momento em que a entrada da vagina relaxa e se contrai é crucial para que a mulher perceba o seu corpo e se auto proporcione prazer.

Além disso, problemas como o vaginismo (que é a contração involuntária dos músculos da vagina), podem ser extintos quando a mulher começa a controlar estas contrações. E, a partir disso, deixam de ser dolorosas e passam a ser prazerosas.

Ginástica íntima

Descobrir o seu corpo é essencial

Além de todos os pontos que já tratamos neste artigo, outros que precisamos sempre enfatizar e trazer à luz é a questão do autoconhecimento do seu corpo.

Vivemos em uma sociedade moderna que ainda tenta ultrapassar e “atropelar” estas questões pessoais. Além disso, tentam enxergar todos de uma forma padronizada, esquecendo das subjetividades de cada um.

É por isso que é tão importante descobrir o seu corpo e escutar o que ele tem a dizer! Afinal, ninguém melhor do que você mesma para ditar as regras sobre o seu corpo. Isso inclui os relacionamentos amorosos e sexuais.

Portanto, se autoconhecer e ter consciência dos seus prazeres e limites, e ainda, como no caso da ginástica íntima, saber controlar e proporcionar este prazer para si é imprescindível para atingir uma vida saudável e feliz.

Somente você poderá controlar as sensações do seu corpo, enaltecendo o bom e inibindo o que lhe é ruim.

Mas como saber o que mais te agrada se você não se der a chance de conhecer aquilo que mais estimula o seu corpo?

É isto que estamos querendo te convidar a fazer: conhecer o seu corpo e se permitir experimentar sensações que vão além dos paradigmas e tabus que você tem ouvido.

Apenas você é dona de si e responsável pelas descobertas que o seu corpo pode fazer!

Além do mais, te garantimos que os resultados serão muito satisfatórios, e você não irá se arrepender. Muito pelo contrário! Conhecer o seu corpo e aproveitar os benefícios da ginástica íntima só lhe fará sentir-se satisfeita consigo mesma. Aposte!

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */