Curiosidades Flores

Girassol: Curiosidades e Dicas de Cultivo

O espetáculo dos campos da Toscana, na Itália, tem como atração principal os imponentes girassóis. É uma espécie de mar no tom amarelo-ouro de encher os olhos de quem passa por lá no final de junho e, com sorte, até o final de agosto.

Mas você também pode ter seu girassol em casa. Veja no post de hoje dicas de cultivo e curiosidades sobre essa planta encantadora que simboliza felicidade, calor, entusiasmo, vitalidade e lealdade.

dsc_4678

Girassol – ou Helianthus annuus – é uma planta originária da América do Norte. Algumas delas chegam a 8 metros de altura, mas a maioria fica entre 1 e 4 metros.

De qualquer forma, é uma espécie ótima para jardins, pois também ajuda a atrair abelhas para polinização.

Outra boa notícia é que o girassol pode ser cultivado em variadas regiões climáticas. No entanto, cresce melhor com temperaturas entre 20°C e 30°C, podendo tolerar até 40°C.

E mais: o ideal é que o girassol não seja exposto a temperaturas baixas demais, inferiores a 10°C, por exemplo.



Além de sua flor grande, oferece frutos que, secos, trazem sementes boas para consumo de diferentes maneiras, cruas ou assadas.

A semente de girassol pode ser utilizada no preparo de farinhas ou na extração de óleo. E tanto as sementes quanto o farelo e a folhagem dele servem de alimento para aves e outros animais.

O girassol ainda é usado na produção de óleo de cozinha e biodiesel.

Praticamente qualquer semente de girassol serve para o consumo humano e de outras espécies. Mas é preferível escolher as sementes de acordo com o objetivo da plantação.

Por exemplo: a produção de óleo vegetal requer sementes com níveis de óleo mais altos.

Para cultivar um belo girassol em um vaso, não tem mistério. Até uma criança é capaz de executar um simples e divertido projeto de jardinagem com a plantinha que alegra os dias.

Se optar por vasos grandes, o recomendado é plantar somente girassóis ornamentais anões ou aqueles cultivares de menor porte.

Ao contrário de plantas delicadas como a violeta, o girassol deve receber luz solar direta, pelo menos durante algumas horas e todos os dias.

Espécies bem-desenvolvidas são capazes de aguentar inclusive rápidos períodos de seca.

A rega precisa de frequência para que o solo esteja sempre úmido, mas não encharcado. A drenagem adequada, a profundidade e a riqueza de matéria orgânica fazem o conjunto perfeito para que a planta cresça.

O girassol é um vegetal muito tolerante em relação ao pH do solo. Entretanto, o recomendado é que ele permaneça entre 6 e 7,5.

Saiba mais sobre o girassol e seu plantio

girassol_como-plantar

O espaço entre uma planta e outra depende do tipo de girassol e das condições de cultivo. Normalmente, o distanciamento entre as linhas de plantio é de 80 cm, enquanto a separação de um girassol para o outro é de 40 cm.

Cultivares gigantes necessitam de mais espeço, podendo atingir até 1 metro entre as plantas. Já os cultivares ornamentais pequenos ficam em boas condições com afastamento de 20 a 30 cm.

A dica para semear melhor o girassol é fazer o processo de plantio diretamente no lugar definitivo dele, com profundidade de 2 a 4 cm. É que suas mudas não costumam suportar o transplante de um local para outro.

Em caso de utilização de sementeiras ou copos de papel jornal, faça a mudança logo que as plantinhas possam ser tocadas sem sofrer danos, mas antes que suas raízes preencham o recipiente por completo.

As sementes de girassol germinam em uma ou duas semanas.

Como vimos hoje, não faltam curiosidades e dicas de cultivo do girassol. Tudo para que a sua plantação caseira seja um sucesso.

Aproveite o conteúdo, e boa sorte.

Até breve!

Veja também:

Sobre o autor

Fatima

/* ]]> */