Beleza Cabelos

Henê: conheça as vantagens e desvantagens do alisamento capilar

Por volta dos anos 90, quando pouco se falava em escovas progressivas ou alisamento japonês, o principal método de alisamento usado à época era o henê. O produtinho é considerado um dos alisantes capilares mais antigos do mercado beauté, com mais de 50 anos no Brasil, sendo usado desde o tempo da vovó para tingir os fios e, ao mesmo, deixá-los lisinhos de forma gradual.

No entanto, com o passar dos anos, a sua aplicação tornou-se um tanto polêmica entre profissionais de beleza, sendo um item de discussões calorosas nos salões de beleza pelo país. Enquanto alguns acreditam que o produto pode danificar o cabelo de forma drástica e causar problemas de saúde, como o câncer, outros defendem que o henê é uma das maneiras mais suaves de conseguir alterar a estrutura dos fios e tingi-los, ao mesmo tempo, sem causar danos à fibra capilar e, ainda, oferecendo um aspecto natural às madeixas.

O que será que é verdade em tudo isso? Usar henê realmente faz mal? Continue de olho nos próximos parágrafos desse artigo que eu te conto tudo. Vamos lá!

O que é o henê?

O henê é um produto cosmético capaz de colorir, alisar e hidratar o cabelo. Ele tem como principal ativo químico o pirogalol, que é um tipo de fenol que também pode ser encontrado nas embalagens com o nome de ácido pirogálico ou tannic acid. Ao contrário de outros tipos de alisamento, esse composto age na parte externa dos fios e, portanto, não pode alterar a estrutura da fibra capilar, o que significa menores danos.

Além disso, o pirogalol forma uma película protetora em volta dos fios, protegendo-os contra outras químicas, como tioglicolato de amônia e guanidina. O produto pode ser comprado a partir de diferentes fórmulas, desde aquelas com consistência pó, bisnaga e gel, sendo a mais forte a primeira e a mais fraca a última versão, respectivamente.

Antes, o henê só podia ser comprado na cor preta, o que deixava muita gente na mão por não querer colorir o cabelo enquanto alisa os fios. No entanto, atualmente, ele está disponível também em outras cores, como castanho e vermelho, e, inclusive, em uma versão incolor. O alisante está no mercado há mais de 50 anos e, diferente do que muitas pessoas acham, tem o seu uso e comercialização autorizados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).



A aplicação do henê ajuda a alisar os fios de forma gradual, ao mesmo tempo em que colore e hidrata o cabelo. Ou seja, o produto não é um alisante com efeito imediato e, portanto, os seus efeitos nos fios só poderão ser vistos a longo prazo, pelo menos após 10 aplicações.

Propriedades

Como você leu anteriormente, o principal agente do henê é o pirogalol, responsável por alisar e colorir o cabelo, ao mesmo tempo. Ele também é capaz de criar uma barreira protetora em volta dos fios que impede o uso de outros compostos químicos após a sua aplicação, o que você vai entender melhor no decorrer dos próximos parágrafos…

Mas além do pirogalol, também é possível encontrar na fórmula do henê outros compostos, como sais metálicos (em geral, ferro e cobre), além de alguns aditivos para tratamento dos fios, como colágeno, queratina e babosa (aloe vera), por exemplo.

O produto faz mal para a saúde?

Mesmo com a aprovação da Anvisa, vários profissionais de beleza passaram a acreditar que o produto pode fazer mal aos cabelos e, ainda, à saúde como um todo, sendo acusado de provocar doenças como câncer e problemas no fígado. A justificativa é a de que o henê contém a presença do chumbo em sua composição, um elemento químico capaz de afetar o funcionamento do organismo e prejudicar principalmente o fígado.

Mas isso é um mito! O henê não faz mal à saúde. O fato é que, por se tratar de um produto bastante antigo no mercado, muita gente acredita que ele possa conter chumbo em sua composição, que era um composto comumente encontrado nos cosméticos há décadas atrás. No entanto, com o passar dos anos, o henê foi se adequando às novas normas para essa categoria de produtos, que proíbem o uso desse elemento químico na fabricação de itens de beleza.

O que você precisa saber antes de usar o henê…

Apesar de mais suave e benéfico para os cabelos, o henê requer alguns cuidados antes de sua aplicação. A primeira delas é estar certa de que vai querer deixar os cabelos lisos e, se não comprar a versão incolor, com os fios coloridos por um período de tempo determinado, uma vez que depois de aplicar o produto, você não poderá usar nenhum outro tipo de química por cima.

Ou seja, nada de descoloração, coloração, escovas progressivas, permanentes ou qualquer outro procedimento químico. Antes do henê, pode tudo! Depois, não pode mais nada! Isso porque o produto não é compatível com nenhuma outra substância química, seja esta hidróxido de sódio, guanidina, tioglicolato de amônia, hidróxido de lítio, hidróxido de cálcio, hidróxido de potássio, entre outras.

Quais as vantagens?

  • Alisa e colore os fios, ao mesmo tempo;
  • A aplicação do henê pode ser feita em casa, por você mesma;

  • O efeito do produto deixa o cabelo bem natural, como se fosse liso de verdade;

  • Não danifica o cabelo como outros tipos de alisamentos;

  • Controla o volume;

  • Proporciona um brilho intenso aos fios;

  • É um produto bem barato e fácil de encontrar para comprar.

E as desvantagens?

  • Não permite o uso de nenhuma outra química no cabelo após a aplicação, seja tintura, alisamentos, permanentes, etc.;
  • Demora mais para alisar o cabelo (pelo menos 10 aplicações);
  • Se optar pelo henê na cor preta ou qualquer outra, terá que ter certeza que gostará de passar muito tempo com ela no cabelo, já que não é possível pintar o cabelo depois de usar o produto;

  • E quem optar pela versão do henê incolor, não poderá se arrepender de alisar os fios, pois os cachos não voltarão ao normal por muito tempo e, ainda, não poderá aplicar permanente no cabelo depois do produto.

Como aplicar o henê no cabelo? Veja passo a passo

Agora que você já sabe tudo sobre o henê, chegou a hora de aprender como aplicá-lo no cabelo. Neste caso, eu vou ensinar abaixo como usar a versão em pó, que é mais indicada para quem já usa o produto há algum tempo. No entanto, para quem nunca aplicou henê antes, existem as versões em gel e bisnaga, que podem ser compradas prontas e aplicadas facilmente nas madeixas.

Antes, faça o teste de toque, colocando um pouquinho do produto atrás da orelha ou no antebraço. Espere uma hora e veja se houve alguma reação alérgica na pele. E não se esqueça também do teste de mecha, que é importante para saber como o seu cabelo vai reagir ao henê.

Aplique um pouco do produto em uma pequena mecha da parte da nuca e espere uma hora. Se os seus fios não ficarem porosos, elásticos, quebrado ou com frizz, pode seguir a aplicação do henê sem medo!

Agora, é só seguir as recomendações de uso descritas na embalagem e não haverá erros! Confira, abaixo, como aplicar henê no cabelo passo a passo:

Passo 1: Misture o seu henê em pó com uma máscara de hidratação na cor branca, de sua preferência.

Passo 2: Em seguida, lave o cabelo como de costume e faça uma escova, com o secador e chapinha. Isso facilitará o alisamento, uma vez que o produto age por cima das cutículas dos fios.

Passo 3: Agora, aqueça a mistura do henê com a máscara hidratante em banho-maria por alguns minutos.

Passo 4: Feito isso, divida o cabelo em mechas e aplique a mistura em cada uma delas com a ajuda de um pente fino.

Passo 5: Aguarde o produto agir pelo tempo indicado na embalagem. Não precisa cobrir o cabelo enquanto o produto estiver agindo nos fios.

Passo 6: Passado esse tempo, enxágue os fios e lave-os normalmente com shampoo e condicionador.

Importante: Os retoques devem ser realizados dentro de seis à oito semanas após o tratamento, aplicando o produto apenas na raiz.

Como cuidar dos fios após a aplicação?

Muitas pessoas têm dúvidas se podem fazer os tratamentos capilares de rotina em casa após a aplicação do henê. E a resposta é sim! Não só podem, como devem! Assim como qualquer outro procedimento químico, o alisamento e coloração com henê necessitam de cuidados especiais após o uso do produto, que evitarão problemas como o ressecamento, quebra e queda dos fios. Por isso, invista sempre em boas hidratações, nutrições e reconstruções intercaladas dentro de um cronograma capilar, que deixarão os seus fios sempre bonitos e saudáveis por mais tempo.

Melhores marcas de henê para você comprar

1 – Henê Pelúcia Forte (Gel): Preço médio de R$ 3,30.

2 – Henê Rená Preto Azulado (Gel): Preço médio de R$ 5,50.

3 – Henê Divina Dama (Pó): Preço médio de R$ 14,50.

4 – Henê da Amazônia (Gel): Preço médio de R$ 19,90.

5 – Henê Indiano (Gel): Preço médio de R$ 10,50.

E aí? Gostou de saber mais sobre o henê? Você já usou esse produto alguma vez? Então, compartilhe!

Até a próxima!

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Raiane

/* ]]> */