Remédios Saúde

Ibuprofeno: indicações, riscos e mais!

O ibuprofeno é um medicamento geralmente presente em qualquer kit de primeiros socorros. Nada de estranho, se considerarmos que alivia a dor, reduz a febre e tem propriedade anti-inflamatória.

No entanto, como todos os medicamentos têm efeitos colaterais, há aspectos importantes do seu uso que as pessoas devem saber. Isso, desde benefícios até seus riscos e precauções.

Você quer saber um pouco mais sobre o ibuprofeno? Quer descobrir a melhor dose? A melhor maneira de ser ingerido? Neste post, explicaremos um pouco sobre alguns pontos à respeito desse anti-inflamatório. Não deixe de ler até o final.

O que é ibuprofeno e para que serve?

Se em comprimidos ou gotas, o ibuprofeno é um medicamento utilizado para:

  • Febre (antipirético);
  • Alívio da dor (analgésico, em enxaquecas, dores de cabeça, hematomas, dor nas costas, dor de dente);
  • Reduz a inflamação (originado a partir de diferentes causas, tais como lesões, artrite, osteoartrite).

Ao contrário do que muitos pensam, o ibuprofeno não é um antibiótico, nem é particularmente adequado para gripes e resfriados. Esse medicamento não é capaz de acabar com o vírus ou amenizar os sintomas, como congestão nasal ou espirros.

É possível consumir para aliviar a febre ou dor de cabeça que acompanha o resfriado, mas, nestes casos, é melhor tomar paracetamol. Por outro lado, é indicado para dor de garganta, uma vez que geralmente a condição se apresenta com inflamação.



Todo mundo pode tomar o ibuprofeno?

Não! Nem todas as pessoas podem tomar o medicamento. Seu uso é totalmente contraindicado:

  • Para pessoas com alergias a outros anti-inflamatórios (por exemplo, aspirina);
  • Pacientes com doenças graves do fígado, rins ou insuficiência cardíaca grave;
  • Pessoas que tiveram úlceras, perfuração no estômago ou sangramento do trato digestivo;
  • Mulheres no terceiro trimestre da gravidez, pois pode causar abortos ou malformações no feto;
  • Pacientes com alguma alteração da coagulação sanguínea ou que estejam tomando anticoagulantes.

Você também deve ter muito cuidado com o ibuprofeno e nunca tomá-lo sem primeiro consultar o médico, se:

  • Possui edemas ou retenção de fluidos;
  • Possui hipertensão ou algum distúrbio no coração;
  • Possui asma ou problemas respiratórios;
  • Possui vômito grave ou diarreia;
  • Possui varicela;
  • Pessoas que tiveram problemas cardíacos graves ou trombose nunca devem tomar o ibuprofeno por conta própria.

Quanto ibuprofeno pode ser tomado diariamente?

Você deve sempre tomar a dose mais baixa que é eficaz para amenizar seu desconforto e interromper o tratamento assim que os sintomas desaparecerem.

Existem estudos que mostram que o ibuprofeno 400mg é tão eficaz quanto 600mg para aliviar a dor leve e moderada. Deixe o 600mg apenas para as ocasiões em que é prescrito pelo médico. Desta forma, você evitará os efeitos colaterais e os riscos associados ao consumo de anti-inflamatórios.

Como se deve tomar o ibuprofeno?

Recomenda-se tomar este anti-inflamatório durante as refeições para evitar danos gastrointestinais. Se a ingestão não coincidir com a alimentação, você sempre pode tomar com um copo de leite.

É importante tomar os comprimidos inteiros, pois eles são geralmente cobertos por uma película protetora que os torna menos prejudiciais ao estômago. Se você dividi-lo, ele quebra a película e pode ser mais agressivo.

Com que frequência deve ser tomado?

Em geral, sua dosagem é de um comprimido a cada 8 horas, mas como sempre deve ser orientado, siga as instruções do seu médico.

Ibuprofeno e risco de ataque cardíaco

Você pode ter lido em alguns locais que o consumo de alguns anti-inflamatórios tem sido associado a um aumento do risco de ataque cardíaco ou derrame.

Embora seja verdade, não é preciso ficar alarmado. Esse risco geralmente aumenta em tratamentos longos e em doses muito altas, de mais de 2400 mg / dia. Ou seja, mais de 4 comprimidos de 600 mg.

No entanto, você deve levar em consideração este aspecto se sofrer ou achar que tem algum risco de problemas cardíacos. Fique atento também se:

  • Tiver pressão alta;
  • For diabético;
  • Tiver colesterol alto;
  • Houver um histórico de ataque cardíaco na família;
  • Se for fumante.

Existe alguma interação medicamentosa?

No caso de ingestão de outros medicamentos, é sempre bom consultar o médico ou farmacêutico antes de tomar o ibuprofeno.

Como existem muitos princípios ativos que alteram seu efeito ou aumentam o risco de efeitos colaterais, alguns podem ser vendidos sem receita médica. Outros podem até mesmo serem extratos vegetais, como é o caso do ginkgo biloba.

Alguns dos medicamentos que não devem ser tomados com este anti-inflamatório são:

  • Aspirina e outros anti-inflamatórios (podem aumentar a sua toxicidade, ou seja, os efeitos colaterais que podem causar no trato digestivo);
  • Medicamentos anticoagulantes;
  • Lítio;
  • Metotrexato;
  • Digoxina;
  • Alguns medicamentos usados ​​para tratar a epilepsia;
  • Alguns medicamentos usados ​​para tratar infecções, como sulfonamidas e quinolonas (um tipo de antibiótico);
  • Pentoxifilina;
  • Diuréticos;
  • Alguns medicamentos para tratar a hipertensão (como Captopril, Losartan ou Atenolol);
  • Alguns antidepressivos;
  • Extrato de ginkgo biloba.

Quais são seus efeitos colaterais?

As reações adversas que ocorrem mais frequentemente ao uso do ibuprofeno são as de origem gastrointestinal, tais como:

  • Azia;
  • Úlceras;
  • Náuseas;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Prisão de ventre.

Por esse motivo, se você sofre ou sofreu com o estômago, é normal que o médico o prescreva junto com um protetor, como o omeprazol.

Também podem aparecer tonturas, fadiga, sonolência, erupções cutâneas e uma longa lista de efeitos colaterais que ocorrem com menos frequência.

Qual é o risco real do ibuprofeno?

Se você não está no grupo de pessoas para quem este medicamento é contra indicado, não há problema.

Se você só toma este remédio quando sua cabeça dói ou pelas dores da menstruação, pode continuar fazendo isso sem se preocupar.

Como dissemos anteriormente, a dose deve ser de 400 mg, não devendo tomar mais do que três comprimidos por dia.

O que acontece com o tratamento continuado?

No caso do ibuprofeno ser tomado como parte de um longo tratamento, o médico já terá avaliado o seu estado de saúde e terá marcado a posologia a seguir (normalmente uma dose a cada 8 horas).

Sendo assim, é totalmente seguro o seu consumo. Obviamente, respeite a posologia e não tome mais de três comprimidos de 600 mg por dia.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */