Saúde

Impingem (dermatofitose): causas, sintomas e tratamentos

Você provavelmente já ouvi falar sobre impingem, certo? Trata-se de um tipo de doença de pele muito comum no Brasil. O que você provavelmente não sabia, porém, é que este é apenas um nome popular problema de saúde que na verdade se chama dermatofitose.

Hoje vamos falar um pouco mais a respeito desse problema, falando sobre sua causa, tratamento, diagnóstico e se é contagiosa ou não. Confira!

Mas afinal, o que é impingem?

Conforme sugerimos inicialmente, este é o nome dado popularmente a um tipo de micose que comumente surge em axilas, virilhas, dedo dos pés, nádegas, ou em outras partes do corpo.

A impingem nada mais é que um tipo de doença de pele que ocasiona bolhas pequenas em sua pele acompanhadas de um líquido quase transparente, que após um dia de contaminação pode se transformar em um líquido purulento.

Quando essa bolha se seca o lugar acaba ficando com uma espécie de crosta amarelada, que vai se desprendendo da pele. Esse tipo de doença de pode ser ocasionada por uma série de fatores comuns, os quais destacamos na sequência.

Causas da impingem

O mais comum é que uma infecção fúngica como a impingem seja ocasionada por excesso de suor e sujeira, que acaba aderindo à umidade da pele. Isso porque o tecido cutâneo é formado por queratina, um tipo de substância que gera um delicioso alimento para os fungos.

De modo geral, os locais úmidos e quentes do corpo humano são os melhores lugares para que haja proliferação de fungos, com isso se o indivíduo apresentar imunidade baixa e/ou características já citadas, pode contrair facilmente esse problema de pele.



As manchas de impingem podem apresentar coloração branca e avermelhada, mas também existem algumas micoses com fungos que podem apresentar uma coloração mais roxa. A coloração dessa doença dependerá do tipo de fungo que a ocasionou.

Sendo assim, esse tipo de micose é facilmente contraída quando:

  • A pele fica molhada por períodos prolongados;
  • A pessoa passa muito tempo com roupas molhadas;
  • O corpo ou região dele não possui uma higienização satisfatória; e
  • O indivíduo não enxuga bem o corpo após o banho.

Outra forma de alguém contrair impingem é por meio de um contato direto com a ferida de uma pessoa infectada.

Sintomas mais comuns da impingem

Os sintomas mais comuns apresentados por pacientes com a impingem incluem manchas na pele com coloração avermelhada, com bordas mais marcadas e apresentando o mais claro. Mas não é só isso, a lista conta ainda com questões como:

  • Intensa coceira no local;
  • Apresentação de bolhas que possuem escamadas as bordas;
  • Elevações na pele;
  • Pequeno inchaço na região;
  • Apresentação de bolhas com pus; e
  • Manchas com bordas ásperas.

Caso apresente alguns desses sintomas em seu corpo, procure imediatamente um médico para que ele realize o diagnóstico e apresente o tratamento indicado, assim seu problema será eliminado sem complicações.

Diagnóstico da impingem

Não é comum que o diagnóstico da impingem seja realizado de forma complicada, afinal, as lesões da doença tendem a ser bem evidentes. Dessa forma, ao consultar o médico ele logo fará o diagnóstico preciso.

De modo geral, ele é realizado com análise clínica das bolhas, mas caso reste alguma dúvida sobre o diagnóstico é possível realizar um exame micológico cultural e direto.

O exame pode ser realizado diretamente na região afetada, na qual será necessário fazer uma raspagem para colher o material e enviar para ser analisado em laboratório.

Como tratar a impingem

Após o diagnóstico da doença, seu tratamento pode ser realizado de várias formas, podendo ser com uso de cremes antifúngicos, medicamento por via oral ou até antibióticos e corticoides, que normalmente são usados em casos mais graves. A aplicação de produtos de uso tópico também pode ser requerida.

Normalmente os sintomas da impingem desaparecem antes do fim do prazo de uso da medicação, mas é importante que o paciente mantenha o tratamento até a data informada pelo médico, evitando assim que a doença volte.

Se perceber que sua pele está com esse tipo de problema, procure imediatamente um médico, assim o especialista poderá passar para você o tratamento correto e te livrar desse problema.

Jamais faça uma automedicação usando medicamentos indicados por amigos, isso pode prejudicar o tratamento posteriormente.

Somente um médico especialista poderá avaliar seu quadro e indicar o melhor tratamento para seu caso. Só assim terá o tratamento correto e logo se verá livre dessa doença de pele.

Cuidados com criança com impingem

Se seu filho está apresentando sintomas de impingem, não o mande para escola, uma vez que esse tipo de doença é altamente contagiosa, podendo passar para os demais alunos da classe.

Procure levar o mesmo a um pediatra para que o diagnóstico seja realizado e ele possa passar um atestado para que você apresente na escola e ele não seja prejudicado posteriormente.

Como prevenir a impingem

Além dos cuidados com a cura, também é fundamental prevenir esse tipo de problema. As dicas nesse caso são:

  • Mantenha as mãos sempre limpas;
  • Evite o contato direto com uma pessoa que esteja infectada com impingem;
  • Evite manipular objetos pessoas de pessoas infectadas, como roupa de cama, toalha, entre outros;
  • Ao realizar o tratamento com pomadas ou algum tratamento caseiro de aplicação, procure usar luvas e lavar as mãos após a aplicação para evitar que a impinge passe para outra parte do corpo;
  • Mantenha os objetos do infectado sempre limpos, lavando com água quente e sabão;
  • Procure sempre lavar separadamente dos objetos das demais pessoas da casa, assim como suas roupas pessoais, toalhas e roupa de cama;
  • Evite se deitar na cama de uma pessoa infectada ou usar suas roupas, uma vez que os fungos podem se hospedar em tecidos;
  • Evite compartilhar bonés, roupas, toalhas, entre outros objetos pessoais;
  • Após o banho procure enxugar bem seu corpo; e
  • Procure usar roupas de algodão, permitindo que sua pele respire.

Remédio caseiro para impigem

Além dos remédios que os médicos recomendam e prescrevem para o tratamento da impingem, é possível também potencializar o tratamento da doença com medicação caseira, como por exemplo, usando alho, que é um antifúngico natural e pode ser usado em casos leves, logo no início das lesões.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */