Remédios Saúde

Injeção para enxaqueca: como tomar e quais os cuidados?

Injeção para enxaqueca

Até que enfim uma notícia muito feliz para quem sofre com as terríveis dores da enxaqueca. Segundo estudos publicados pelo The New England Journal of Medicine foi descoberta uma nova droga que pode ser a cura para as dores da enxaqueca. A injeção para enxaqueca ainda encontra-se em fase de estudos, mas tudo indica ser bem promissora para a prevenção dos episódios crônicos dessa doença.

Para a alegria de todas as pessoas que sofrem com as dores da enxaqueca uma novidade vem movimentando o mundo da medicina. Uma nova droga foi testada recentemente e se mostrou muito eficaz na diminuição das dores causadas por ela. No casos crônicos, as crises acontecem em até 15 vezes por mês com uma duração que pode levar horas.

A enxaqueca é uma doença que não possui uma medicação própria, onde seja possível que as crises sejam evitadas. Quem sofre com essa doença encontra no mercado os famosos triptanos, que servem para interromper as crises, mas não para evitar que elas aconteçam.

Os médicos muitas vezes utilizam medicamentos emprestados de outras doenças para receitar aos seus pacientes. Esses medicamentos muitas vezes são os anticonvulsionantes, os antidepressivos ou os para hipertensão, que possuem efeitos colaterais muitas vezes piores que as próprias crises de enxaqueca.

Essa injeção para enxaqueca traz para medicina uma nova perspectiva de tratamento e uma luz no fim do túnel para quem quer se livrar das dores sem enfrentar os diferentes efeitos colaterais. Essas injeções são compostas por anticorpos monoclonais, ou seja, eles são capazes de clonarem as células de defesa humana, oferecendo uma maior tolerabilidade e quase ausência significativa de efeitos colaterais.

Como tomar a injeção para enxaqueca?

A injeção para a enxaqueca ainda está e fase de pesquisas, acredita-se que em breve esse tipo de tratamento seja aprovado pela FDA organização norte-americana responsável pela regulação de medicamentos. Aqui no Brasil ainda vai demorar um pouco para que esse medicamento seja aprovado pela Anvisa ou Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

Essa injeção contém anticorpos que são inseridos no organismo com a finalidade de destruir as moléculas causadoras da enxaqueca. Os pesquisadores efetuam a clonagem de um anticorpo humano, logo em seguida ele é induzido a fazer o que foi programado, ou seja, os pesquisadores estão treinando esses anticorpos a destruírem as moléculas causadoras da enxaqueca, fazendo com que a dor acabe imediatamente.

Por não ter sido autorizada aqui no país, as pessoas não vão conseguir aplicar essas injeções ainda.

Enquanto a injeção para enxaqueca não chega no país, você pode se prevenir de diferentes formas, a principal é evitando os fatores que desencadeiam as crises.

Conheça os fatores que desencadeiam as crises de enxaqueca

Alguns fatores contribuem para o aparecimento das crises de enxaqueca, eles funcionam como verdadeiros gatilhos. Muitas pesquisas ainda estão sendo feitas para saber ao certo como essas dores começam.

Por enquanto, cientificamente sabe-se apenas de 3 fatores que desencadeiam essas crises e que devem ser evitados. São eles:

Consumo de bebidas alcoólicas

Algumas pesquisas revelaram que o consumo de bebidas alcoólicas, principalmente os vinhos tintos contribuem para desencadear as crises de enxaqueca.

Se você sofre com essa doença, já sabe como são os sintomas e as terríveis crises, então, evite o consumo excessivo de vinho.

Consumo de cafeína

A cafeína foi considerada uma verdadeira vilã no quesito fator que desencadeia as crises de enxaqueca. Ela ficou em primeiro lugar nas pesquisas e o mais curioso, foi um ponto em comum entre os que sofrem de enxaqueca.

Ficar muito tempo sem comer

Alguns pacientes relataram que as crises de enxaqueca aparecem com mais frequência quando eles ficam longos períodos em jejum.

Não se sabe ainda ao certo, mas os longos períodos em jejum não são saudáveis para quem sofre de enxaqueca.

A dica é que você se alimente com mais frequência e evite ficar períodos sem comer nada.

Qualquer pessoa pode tomar a injeção para enxaqueca

Ainda não se sabe ao certo, quais pessoas podem tomar a injeção para enxaqueca, pois diversos testes e pesquisas estão sendo feitas ainda.

Muitos benefícios são observados em relação a doença, mas ainda não se sabe quem pode tomar essa injeção sem problemas nenhum. Segundo algumas pesquisas realizadas recentemente em dois grupos de pessoas portadoras da doença. Um deles apresentou anomalias na função hepática.

Mesmo que a ansiedade pelo medicamento seja grande, principalmente por causa da dor intensa que a enxaqueca provoca, será preciso aguardar um pouco mais.

Como lidar com a enxaqueca sem tomar a injeção?

Quem sofre com essa doença e ainda não pode tomar a injeção para enxaqueca pode aprender como lidar com ela de maneira fácil com essas medidas que vamos te ensinar. Acompanhe:

Faça anotações sobre as suas crises

A dica é que você faça um diário e anote nele todas as sensações e dores que você tem nessas crises. Anote absolutamente tudo, a intensidade das dores, os remédios que tomou durante as crises, se essas dores apareceram nos ciclos menstruais no caso das mulheres. Se você consumiu algum alimento antes da crise.

Não tome analgésicos em excesso

Cuidado com o consumo excessivo de remédios, principalmente aqueles encontrados livremente nas farmácias. A enxaqueca não tem cura e se você souber evitar as crises será muito melhor do que se entupir de remédios.

Preste atenção nos sinais que o seu corpo apresenta

Quando algo no nosso organismo não está funcionando muito bem, o corpo começa a apresentar diferentes sintomas. Com certeza, você que sofre com as crises de enxaqueca já deve pressentir quando ela vai aparecer. Algumas pessoas apresentam sintomas diversos como inchaço na região dos olhos, sensação de cabeça pesada, irritabilidade excessiva, bocejos excessivos, sensação de cabeça pesada.

Esses são apenas alguns exemplos de sintomas que as pessoas que vão começar a ter crise apresentam. Perceba os sinais do seu corpo.

Não demore para iniciar o tratamento

Ninguém merece ficar com dor o tempo inteiro, inicie o seu tratamento o quanto antes, seja ele alopático ou alternativo.

A enxaqueca é como se fosse um incêndio, se não cuidar dos primeiros sintomas, ela vai se alastrar rapidamente.

Consulte-se com um médico especializado, preste atenção no tratamento que for receitado a você e não hesite em começar.

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */