Maternidade Nutrição

Laxante natural para bebê: 9 receitas para aliviar a prisão de ventre

Laxante natural para bebê

Prisão de ventre é uma fonte de grande preocupação para a mãe e também de sofrimento para o bebê. A dor causada por esse problema pode causar irritabilidade, dificuldade para dormir e até se alimentar. Afinal, se para os adultos a constipação incomoda muito, imagina para um pequeno bebê?

Os laxantes naturais são uma ótimo saída para driblar esse incômodo. Mas é preciso atenção às recomendações corretas para os pequenos, pois eles têm um organismo ainda em formação e mais frágil que o de um adulto.

Tire suas dúvidas sobre a prisão de ventre nos bebês e veja também nesse artigo 9 receitas que agem como laxante natural para aliviar a prisão de ventre dos pequenos.

Sinais de prisão de ventre no bebê:

Todo bebê faz força (e careta) para fazer cocô, isso é normal, no entanto, se essa força vier acompanhada de irritabilidade, choro e de incapacidade de fazer cocô, provavelmente ele está com problemas.

Bebês recém-nascidos, principalmente os que são amamentados, fazem cocô muitas vezes ao dia. Mas com o tempo esse número diminui.

O bebê pode ficar até 7 dias sem fazer cocô e isso é normal.

O que indica prisão de ventre:



  • cocô ser duro, ressecado e em formato de bolinhas;
  • barriguinha bem estufada e endurecida;
  • quando o bebê consegue fazer cocô, o desconforto passa.

Como evitar prisão de ventre no bebê?

Sem dúvidas, é melhor prevenir do que remediar, não é mesmo? Para isso, é necessário observar o que pode estar causando a prisão de ventre no bebê.

Na maioria dos casos o que causa prisão de ventre está relacionado a como o bebê se alimenta e se hidrata. Algumas mudanças de hábito podem ajudar a atenuar ou até mesmo acabar com o problema.

Para evitar a constipação:

  • amamente seu bebê: se você puder, amamente seu bebê, pois o leite materno previne a prisão de ventre em quase 100% dos casos;
  • troque a marca da fórmula: caso você dê fórmula para seu bebê, converse com o pediatra sobre experimentar outras marcas;
  • aumente o consumo de líquidos: para bebês maiores de 6 meses, verifique se ele está tomando a quantidade adequada de líquido;
  • preste atenção aos alimentos: geralmente a prisão de ventre pode ocorrer na introdução alimentar, pois alguns alimentos favorecem a prisão de ventre, como: banana, arroz, mandioca, bolacha água e sal, pão branco, mandioquinha, batata e goiaba.

Veja também:

Como ajudar o bebê a fazer cocô?

Mesmo com toda a dificuldade e incômodo do bebê, ele possui algumas maneiras de tentar fazer cocô: geralmente eles ficam esticando as pernas enquanto fazem força ou ficam dando chutes sem parar enquanto reclamam.

Para potencializar esse esforço que o pequeno faz para evacuar, a mãe pode:

  • estimule o execício com as perninhas: auxilie o bebê nos movimentos de flexão das pernas, empurrando os pés enquanto ele faz força;
  • faça massagens na barriga do bebê com movimentos circulares ou com técnicas como a shantala;
  • faça uma compressa de água quente na barriga para ajudar a aliviar as dores;
  • dê um banho de balde para ajudar o bebê a relaxar.

Receitas para prisão de ventre:

1. Chá de erva doce:

Modo de preparo: Aqueça 100 ml de água, coloque 1 colher de sopa de erva doce a granel e deixe esfriar por alguns minutos. Coe antes de dar ao bebê. Não coloque açúcar.

2. Chá de hortelã:

Modo de preparo: Aqueça 100 ml de água, coloque 5 folhas de hortelã fresca e deixe esfriar por alguns minutos. Coe antes de dar ao bebê. Não coloque açúcar.

3. Suco de laranja com mamão:

Para bebês que já estão em fase de introdução alimentar, um suco de laranja com mamão regularmente é ótimo para soltar o intestino e mantê-lo trabalhando melhor.

4. Água de ameixa:

Deixe uma ameixa preta de molho num copo com água durante a noite. Dê a água ao bebê no dia seguinte.

Você também pode fazer uma infusão com ameixas secas: aqueça 100 ml de água, coloque 2 ou três ameixas secas e deixe esfriar por alguns minutos. Coe antes de dar ao bebê. Não coloque açúcar.

5. Aveia:

A aveia é rica em fibras e pode ser um acompanhamento para diversos alimentos, como papinhas de frutas e sucos naturais.

Mingau de aveia com mamão: amasse o mamão e coloque uma colher de sopa de aveia em flocos, misture bem e dê ao bebê. A quantidade de mamãe pode variar dependendo de quanto seu bebê costuma comer por refeição. Não adicione açúcar.

6. Papinha de maçã com pera:

Modo de preparo: Raspe as duas frutas com uma colher e misture bem. Adicione uma colher de sopa de aveia em flocos.

7. Papinha de pêssego com ameixa:

Modo de preparo: Bata o pêssego e a ameixa no liquidificador ou processador de alimentos. Não precisa descascar, pois a casca possui fibras. Pode adicionar uma colher de sopa de aveia em flocos.

8. Papinha de couve com abobrinha:

Modo de preparo: Descasque a abobrinha e cozinhe até que ela ficar bem macia. Amasse e adicione couve bem picada.

9. Salada de alface:

A alface americana possui maior quantidade de fibras e ajuda a soltar o intestino.

Modo de preparo: Pique bem a alface americana e sirva! Pode colocar pequenos pedaços de tomate também.

Atenção! O que não é indicado para bebês com prisão de ventre:

Alguns chás não são indicados para bebês, como o chá de cáscara sagrada. O jenipapo também deve ser evitado. O uso de medicamentos laxantes e supositórios devem ser administrados apenas com indicação de um pediatra.

A saúde gástrica do bebê depende de uma série de fatores. É sempre recomendado fazer um tratamento completo e constante para evitar o sofrimento do bebê.

Leia também:

Sobre o autor

Mariana Mendes

/* ]]> */