Nutrição

Malefícios do trigo: Conheça os principais

Malefícios do trigo

Há diversos mitos e verdades sobre os malefícios do trigo para nossa saúde. O trigo é um daqueles alimentos que varia entre causa de doenças e solução para elas. Tudo depende do tipo, da forma de consumo e da pessoa em questão.

Durante milênios, o trigo é utilizado como uma das bases na alimentação humana. Isso fez com ele tenha sido modificado diversas vezes ao longo da história para facilitar sua produção. Estas versões geneticamente modificadas passaram a apresentar alguns problemas para a saúde.

Conheça quais são os principais malefícios do trigo, e quando eles realmente são relevantes:

O famigerado glúten

Um dos malefícios do trigo geralmente é a associação ao glúten. Ela é a principal proteína encontrada nos grãos, e dá textura e elasticidade a massas de trigo. Para muitas pessoas, o glúten não gera nenhum problema. Para as que são intolerantes ao glúten, o composto é um grande inimigo.

O glúten é um dos problemas surgidos com as transformações do trigo antigo nas versões mais modernas. Segundo algumas teorias da biologia sobre o surgimento da intolerância, as versões modernas do trigo nem mesmo se parecem com o trigo que o corpo humano estava acostumado a consumir, gerando uma rejeição de sua proteína.

Assim, o sistema imunológico “interpreta” o glúten como uma ameaça externa, formando uma forte defesa. O resultado é que o próprio trato digestivo acaba sofrendo com o ataque, causando uma série de problemas.

Vale lembrar, no entanto, que a intolerância ao glúten está entre os malefícios do trigo apenas para quem apresenta o problema. Outras pessoas podem consumir o composto sem maiores complicações.



Picos de açúcar no sangue

Um dos principais malefícios do trigo é o fato de que a maioria dos produtos o utilizam em sua forma refinada. O problema da farinha de trigo refinada é que ela é rapidamente digerida, em função dos carboidratos simples. Isso causa um rápido aumento nos níveis de açúcar no sangue.

Estes picos costumam ser seguidos por rápidas quedas, que estimulam a sensação de fome – especialmente por mais carboidratos. A sensação de falta de saciedade a longo prazo é uma das principais responsáveis pela ideia de que carboidratos engordam.

Para combater este efeito, é possível recorrer a produtos que utilizem o trigo integral. O grão integral oferece uma absorção lenta dos nutrientes, gerando saciedade mais longa. Adicionalmente, há mais fibras a serem utilizadas no trato digestivo.

Ao procurar por produtos integrais, é necessário procurar por um pouco mais do que uma farinha que não seja branca. Muitos produtos que são vendidos como integrais simplesmente não apresentam grandes diferenças  em relação à farinha branca.

O trigo pode ser viciante

Alguns estudos mais recentes indicam que um dos malefícios do trigo é seu potencial viciante para o corpo. No balanço final, isso indica que você sempre buscará por mais trigo, reforçando todos os seus malefícios.

Quando as proteínas de glúten são quebradas, elas formam peptídeos que estimulam receptores de opioides. Estes são os mesmos receptores estimulados pela endorfina, produzida naturalmente pelo corpo, e por drogas derivadas do ópio, como heroína e morfina.

Isso significa que, ao comermos alimentos com trigo, nosso corpo sente prazer. Logo, associamos aquela fatia de bolo a sensações boas. Rapidamente o corpo aprende que pode sentir-se bem com mais um pedaço de bolo ou de pão. De forma imperceptível, acabamos dependentes do trigo para induzir reações químicas no cérebro.

Isso explica, por exemplo, porque comer um bolo em um dia triste parece uma boa opção para alegrar. É o mesmo motivo pelo qual associamos o grande prato de macarrão a bons momentos com a família. Por isso, um dos malefícios do trigo é sua capacidade de induzir sensações. Com elas, é mais difícil diminuir seu consumo.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Pedro Henrique Ferreira Mendes

/* ]]> */