Saúde Terapias

O que é medicina tradicional chinesa: conheça as práticas de um dos sistemas de saúde mais antigos do mundo

Medicina tradicional chinesa

Não há dúvidas de que existe uma grande diferença nos conceitos de doença e saúde sob o ponto de vista ocidental e oriental.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% EM TODO O SITE

Enquanto a medicina ocidental, também chamada de convencional, tem um caráter de reparação – em que primeiro esperamos ficar doentes para então procurar ajuda médica – a medicina oriental atua de forma preventiva, ou seja, o foco das consultas e tratamentos é manter a saúde e evitar o surgimento de enfermidades.

Veja também: Você sabe a diferença entre medicina chinesa e medicina tradicional?

E entre as diferentes vertentes da medicina oriental, destaca-se a medicina tradicional chinesa (MTC), um conjunto de práticas de saúde e tratamentos milenar que tem ganhado cada vez mais espaço no ocidente.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

Neste post falaremos sobre a origem da medicina tradicional chinesa, assim como seus principais conceitos e atuações no campo da saúde. Confira.

O que é a medicina tradicional chinesa e como ela surgiu?

A medicina tradicional chinesa (MTC) é um conjunto de práticas da medicina tradicional oriental oriunda China Antiga.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

Ela engloba muitas práticas diferentes, está enraizada na filosofia antiga do Taoísmo e remonta há mais de 5.000 anos.

São práticas milenares que foram evoluindo no decorrer da história e que são utilizadas hoje, na China e diversos lugares do mundo, como medicina alternativa, com caráter complementar – e não substitutivo – à medicina alopática.

Ela tem como princípio básico a ideia de que, além do corpo físico, nós possuímos uma energia vital chamada de qi ou chi, que circula pelo corpo por meio de canais denominados meridianos.

Quando a circulação da energia qi é interrompida pelo bloqueio ou obstrução dos meridianos (causado por estresse, má alimentação, sedentarismo, entre outros fatores), há um desequilíbrio no organismo, que resulta em uma doença.

Assim, a medicina tradicional chinesa não enxerga uma doença sob a mesma ótica da medicina convencional.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

Enquanto a última se preocupa em tratar e aliviar os sintomas gerados por uma doença, a MTC investiga, a partir de um sintoma, as verdadeiras causas desse desequilíbrio, analisando o corpo como um todo. Assim ela é capaz de atuar não apenas nos sintomas, mas também nas causas de uma doença, agindo de forma mais completa e até preventiva.

Como é o tratamento com medicina tradicional chinesa?

O tratamento com a medicina tradicional chinesa é individualizado e parte de uma investigação minuciosa que avalia a condição de um paciente.

De modo geral, os terapeutas de MTC utilizam alguns métodos nesta avaliação: observação, entrevistas, toques e palpação.

Uma vez realizado o diagnóstico, o terapeuta pode se utilizar de uma variedade de terapias para tratar a doença e promover a saúde. São as mais comuns:




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina
  • Acupuntura: consiste em remover os bloqueios no fluxo da energia qi por meio da estimulação de pontos específicos do corpo com a inserção de finas agulhas de metal na pele;
  • Fitoterapia chinesa: consiste na utilização de plantas, minerais e até produtos oriundos de animais para tratar e prevenir doenças. Essas substâncias naturais com poder de interferir no organismo humano estão listadas no livro A Matéria Médica Chinesa (livro de referência de medicamentos utilizados pelos praticantes da MTC). Em sua maioria, esses ativos são partes de plantas como folhas, raízes, caules, flores e sementes combinadas em fórmulas que originam chás, cápsulas ou pós;
  • Moxabustão: consiste na queima de um moxa – tipo de cone ou vara de erva seca utilizada pelo seu sabor, cheiro ou potenciais propriedades terapêuticas. O moxa pode ser uma flor, folha, casca, fruto, semente, caule ou raiz de planta.

O moxa deve ser queimado sobre ou perto da pele em um ponto de acupuntura com a intenção de estimular o fluxo de qi e restaurar a saúde;

  • Massagens terapêuticas: tem como objetivo pressionar, esfregar, mover os músculos e outros tecidos moles do corpo usando principalmente as mãos com a finalidade de aumentar o fluxo de sangue e oxigênio para a área massageada, desobstruindo os canais de fluxo da energia qi.

A variedade de terapias utilizadas pela medicina tradicional chinesa é enorme e além das descritas aqui, ainda podemos citar o shiatsu, o Qi Gong, a ventosaterapia, entre outras técnicas.

A medicina tradicional chinesa hoje

Atualmente, a medicina tradicional chinesa é praticada lado a lado com a medicina convencional em muitas clínicas e hospitais da China e do mundo, nunca substituindo tratamentos convencionais, mas sim atuando de forma complementar.

É fato que algumas técnicas da MTC são mais difundidas no Ocidente do que outras, como é o caso da acupuntura, técnica muito praticada (inclusive no Brasil), sendo até reconhecida pela OMS.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

Também é possível notar um movimento crescente de adeptos de diversas técnicas chinesas com o objetivo de melhorar a qualidade de vida e encontrar mais equilíbrio, prevenindo o surgimento de doenças.

Afinal, como dissemos no início deste artigo, uma das principais características da MTC é atuar de forma preventiva, como podemos notar na citação do imperador chinês Huang Di, também conhecido como Imperador Amarelo e que escreveu a obra “O Clássico do Imperador Amarelo” um dos livros fundamentais da medicina tradicional chinesa:

“Esperar ficar doente para procurar o médico é como esperar ter sede para começar a cavar o poço.”

Você já experimentou alguma das práticas da medicina tradicional chinesa? Compartilhe!

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */