Bebidas

Quais são os melhores vinhos do mundo? Descubra aqui!

Chilenos, portugueses, italianos, brasileiros, argentinos? Afinal, quais são os melhores vinhos do mundo?

Você sabia que há indícios de que o vinho exista antes mesmo da escrita? Pois bem! O vinho é apreciado há mais de 7 mil anos e, segundo enólogos, a sua origem é incerta e uma obra do acaso.

Reza a lenda que formam esquecidas algumas uvas amassadas em um pote e, com o passar do tempo, elas sofreram um processo de fermentação natural, originando, assim, o vinho, bebida apreciada mundialmente.

Para os apreciadores da bebida é importante saber quais são os melhores vinhos do mundo, premiação que ocorre anualmente, uma vez que a sua grande maioria procura por eles para que possa apreciá-lo e conferir se realmente faz jus a premiação.

A Premiação

A lista dos melhores vinhos do mundo é divulgada anualmente pela Associação de Jornalistas e Escritores de Vinhos e Licores (WAWWJ) no site da WRWS (Word Ranking of Wines & Spirits).

Elaborada a partir do conjunto de premiações recebidas pelo vinho nos melhores concursos do mundo durante o ano, a lista conta com concursos como o da La Mujer Elige, na Argentina, Selectiones Mondiales des Vins, no Canadá, International Wine Challenge e Decanter Wine Awards, na Inglaterra, entre outros.

Entre as 150 marcas divulgadas pela WRWS na lista de 2017, o 5º lugar ficou com o espumante brasileiro Casa Perini Moscatel, produzido pela Vinícola Perini, localizada na cidade de Farroupilha, RS.

Apreciador ou colecionador?

É bem verdade que alguns apreciadores também são degustadores dos melhores vinhos do mundo. Entretanto, muitos têm uma grande quantidade de exemplares que foram adquiridos com o passar dos anos, a título de coleção.

Antes de passarmos os cinco primeiros melhores vinhos do mundo, que tal algumas dicas importantes de como armazenar adequadamente essas preciosidades? Ou mesmo um vinho que você tenha em sua casa? Acompanhe!

É essencial seis fatores para garantir que o vinho esteja sempre em ótimas condições de ser consumido:

  • Temperatura;
  • Posição da garrafa;
  • Iluminação;
  • Vibração;
  • Ventilação;
  • Armazenamento.

Temperatura

A temperatura ideal para armazenar vinhos deve sempre ser entre 12° a 14°C. No entanto, se a temperatura local for uma pouco superior a essas, a bebida não sofrerá alterações se for consumida em alguns dias, semanas e até em poucos meses.

Mas, temperaturas superiores a 25°C, mesmo por dias, não é aconselhável. O envelhecimento do vinho pode acelerar e sua perda é garantida.

Posição da garrafa

A garrafa de vinho deve ser sempre posicionada horizontalmente. Assim, a rolha ficará em contato com o líquido e não ressecará. Caso a rolha resseque, muito provavelmente uma quantidade de ar entrará na garrafa e oxidará o vinho.

Já as garrafas com tampas de roscas ou rolhas artificiais podem ser armazenadas em pé mesmo.

Iluminação

Você já notou que as caves das vinícolas são escuras? Sabe o motivo? Quando as garrafas de vinho são expostas à iluminação natural ou artificial, acabam aquecendo o vinho e alterando o seu sabor e aroma, principalmente os brancos e rosé, que são envasados em garrafas transparentes.

Vibração

Locais com muita trepidação/vibração não são ideais para armazenar os vinhos. A constante agitação acelera o processo de envelhecimento da bebida. Também não é recomendável trocar as garrafas de lugar, tampouco manuseá-las a todo instante.

Ventilação

O local ideal para armazenar as garrafas de vinho deve ser muito bem arejado. Lugares abafados e fechados aumentam as chances do surgimento de fungos que podem afetar a rolha e estragar a bebida.

Armazenamento

Onde guardar o vinho depois de aberto é uma dúvida muito frequente. O ideal seria mesmo guardá-lo em uma adega. Mas, nem todos possuem uma. Porém, as garrafas podem ser guardadas dentro da geladeira sempre muito bem tampadas e, duram em média, 3 dias. Confira.

Vinhos espumantes

Como os espumantes possuem gás, depois de abertos eles perdem um pouco essa característica. Sua duração é de 1 a 2 dias na geladeira e com tampa.

Vinhos brancos e rosés

Os vinhos brancos leves costumam durar mais que os encorpados. Tanto os leves, como os rosés duram 3 dias na geladeira se bem tampados.

Vinhos brancos encorpados

Os vinhos brancos encorpados mantém suas características por 2 dias, na geladeira e bem tampados.

Vinhos tintos encorpados

Os tintos encorpados tendem a durar entre 3 a 4 dias na geladeira quando tampados. A presença de uma maior quantidade de tanino na bebida garante uma maior duração.

Vinhos tintos leves

Ao contrário do encorpados, os tintos leves tendem a durar menos pela menor concentração de tanino. Duram 3 dias na geladeira e com tampa.

Vinhos fortificados

Os vinhos fortificados como o xerez, do Porto, da Madeira e os vermutes tendem a durar entre 15 a 20 dias, também na geladeira e bem tampados. Sua duração é maior por possuir uma grande quantidade de açúcar e alto teor alcoólico por receber aguardente vínica em seu processo de fabricação.

Os melhores vinhos do mundo

Vão conhecer quais são os primeiros cinco melhores vinhos do mundo em 2017 segundo a WAWWJ? Confira!

5° lugar: Casa Perini Moscatel (tipo Sparkling)

Produzida pela Vinícola Perini, localizada em Farroupilha, RS, a bebida é um espumante Moscatel com aroma bem característico da variedade Moscato, com um excelente equilíbrio entre acidez e açúcar. Seu preço médio e de R$ 47,00.

4° lugar: Taylors St Andrews (tipo Syrah/Shiraz)

Produzido pela vinícola Taylors Wakefield Wines Pty, da Austrália, o vinho Taylors St Andrews Single Vineyard Release Shiraz Clare Valley, safra 2014, ocupa o 4° lugar no ranking da premiação.

O vinho tinto, envelhecido em barril de carvalho americano, possui notas de frutas de cereja preta e ameixas maduras e nuances de baunilha e café torrado. Seu preço médio é de R$ 163,00.

3° lugar: Noe Pedro Ximenez Vors (tipo Pedro Ximenez)

O 3º lugar do ranking ficou para o vinho tinto Noe Pedro Ximenez Vors, produzido pela Gonzalez Byass S.A., da Espanha.

As uvas utilizadas nesse xerez, as melhores da casta de Pedro Ximenez, faz dele único e inconfundível. Com 15,5% de álcool, o vinho é perfeito para acompanhar sobremesas a base de frutas, nozes e sorvetes, devendo ser servido a uma temperatura de 12°C. Seu preço médio é de R$ 209,00.

2° lugar: Taylors St Andrews (tipo Syrah/Sriraz)

A 2ª colocação ficou com o vinho tinto Taylors St Andrews Single Vineyard Release Shiraz Clare Valley, safra 2013. Ou seja, o mesmo que ocupa a posição de 4º lugar, mas de outra safra. Seu preço médio é de R$ 225,00.

1º lugar: Taylors Jaraman (tipo Syrah/Sriraz)

Nem chileno, nem argentino, nem português! O primeiro lugar no ranking foi para mais um australiano. O melhor vinho do mundo é o tinto Taylors Jaraman Shiraz 2014, produzido pela Taylors Wakefield Wines Pty Ltd, da Austrália.

O vinho tinto possui aromas de frutas vermelhas e cerejas, além de notas de azeitona preta e especiarias. Seu preço médio é de R$ 500,00.

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.