Saúde

Menstruação irregular: 7 motivos que podem causar

Infelizmente muitas mulheres sofrem com uma série de problemas decorrentes de uma menstruação irregular. Isso sem contar o desconforto e as dores, além é claro, do aumento na possibilidade de gravidez indesejada ou até o inverso: a dificuldade para engravidar.

Para piorar a situação, muitas mulheres não sabem que possuem o problema, pois o quadro se repete desde a primeira menstruação. Isso leva a maioria a acreditar que se trata de algo “normal”.

Para esclarecer o assunto, portanto, falaremos aqui detalhadamente sobre os aspectos fundamentais do mesmo, incluindo as causas e tratamento do quadro.

O que é a menstruação irregular?

Segundo especialistas, uma menstruação é determinada como irregular quando ela foge do padrão. Para saber se a menstruação é irregular, portanto, devemos nos lembrar de algumas coisas na vida da mulher.

Normalmente a primeira menstruação ocorre na adolescência, marcando o fim da fase da infância. Ela leva a mulher a caminhar para sua fase adulta e termina com a chegada da menopausa.

Um fato curioso sobre isso é que o responsável por controlar os ciclos dos ovários é o cérebro. Isso significa que ele está ligado aos ovários, que por sua vez, produzem hormônios que agem diretamente no útero e em outros órgãos no corpo.

Já a menstruação é causada pela descamação do tecido que reveste a cavidade uterina, que se solta quando não há a fertilização do óvulo.



Dito isso, uma menstruação é considerada normal quando tem duração de dois a sete dias, com um intervalo de um ciclo para outro de 21 a 35 dias. Esse intervalo pode chegar até 45 dias em adolescentes.

A menstruação deve conter aproximadamente 80 ml por ciclo. Isso significa que a mulher deve usar um absorvente grande a cada hora ou um absorvente interno a cada duas horas.

Se houver alguma alteração para mais ou para menos por dois ciclos seguidos é necessário investigar o real motivo. Vale lembrar, porém, que podem haver falhas normais de até noventa dias sem que a mulher esteja grávida.

A menstruação pode ser considerada irregular, portanto, se cada período for diferente, ou seja, uns mais e outros menos duradouros. Isso também pode ser evidenciado por uma variação na quantidade de sangue, seja para mais ou para menos em relação ao fluxo normal.

Tipos de menstruação irregular

Oligomenorreia

Essa é a menstruação que ocorre com pouca frequência e o tempo de um ciclo para outro é de 35 dias ou mais. Trata-se de um tipo de irregularidade muito comum em atletas.

Metrorragia

Aqui temos o tipo de menstruação que possui sangramentos acíclicos, ou seja, sangramentos fora do período menstrual e com aumento do fluxo.

Menorragia

Essa é a menstruação onde há um aumento na quantidade do fluxo, mas os intervalos são regulares.

Hipermenorragia

É a menstruação que possui um aumento tanto na quantidade quanto na duração.

Amenorreia

Esse tipo ocorre quando há uma ausência da menstruação por um período de três a seis meses ou mais.

Quais os principais motivos da menstruação irregular?

Troca do anticoncepcional

A pílula anticoncepcional tem sido a melhor forma de manter uma menstruação regular, uma vez que ela mantêm estáveis os níveis dos hormônios por meio do uso diário.

Entretanto, ao trocar uma pílula anticoncepcional por outra com uma dosagem hormonal diferente, pode haver uma alteração. Isso também é possível no uso incorreto da pílula, pois há uma variação no nível hormonal, o que pode interferir no início da menstruação.

Por essa razão é importante que a mulher aprenda sobre a funcionalidade da pílula anticoncepcional e como administrá-la corretamente.

Vale lembrar que, ao interromper a administração do anticoncepcional, a menstruação será regulada com a produção de hormônio de seus ovários. Nesse caso pode ocorrer uma variação de mulher para mulher.

Alteração dos hormônios

Como dito anteriormente, a alteração hormonal age diretamente no ciclo da mulher, e não é apenas o uso ou interrupção de pílula anticoncepcional que pode causar essa alteração. A verdade é que algumas doenças também podem interferir.

A lista inclui problemas como hiperprolactinemia, hipotireoidismo e a síndrome dos ovários policísticos. Estas doenças podem ser diagnosticadas por um ginecologista por meio de exames de sangue.

Tais exames podem ser solicitados sempre que seu ciclo menstrual apresentar alguma irregularidade, principalmente no caso de ciclo prolongado.

Alteração alimentar

A menstruação irregular também pode ter como causa os transtornos alimentares, como por exemplo, a anorexia. Uma grande perda de peso de uma vez também pode interferir nos hormônio dos ovários, pois é uma forma do organismo se adaptar à pouca de energia.

Excesso de atividade física

Quando uma mulher pratica atividade física em excesso também pode ocorrer uma menstruação irregular ou até mesmo a falta da menstruação.

Isso é comum porque a prática de exercícios físicos intensos faz com que o corpo produza hormônios, como por exemplo a ACTH e endorfina, que podem desregular a menstruação.

Doenças ginecológicas

Algumas doenças que afetam a área ginecológica também podem causar menstruação irregular. A lista inclui, por exemplo, mioma uterino, endometriose, síndrome de Asherman ou tumores.

Essas doenças causam anomalias no útero, podendo levar ao sangramento inesperado ou a falta da menstruação.

Estresse

Quando o corpo sofre com ansiedade, estresse, ou até mesmo algum tipo de abalo emocional, também gera a produção de hormônios. Nesse caso os mais comuns são o cortisol e a adrenalina, que também interferem diretamente no ciclo menstrual.

Gravidez e amamentação

Sabemos que normalmente a gravidez faz com que a menstruação seja interrompida. Isso porque o corpo da mulher sofre várias alterações hormonais durante a gestação.

No pós-parto e no período da amamentação também há a ausência da menstruação, uma vez que também ocorre a produção de diferentes hormônios. A lista inclui, por exemplo, a prolactina, que inibe a função dos ovários, causando a infertilidade temporária da mulher.

Qual o diagnóstico para menstruação irregular?

Para diagnosticar se sua menstruação é irregular, seu médico ginecologista deverá lhe fazer várias perguntas íntimas. Os exemplos incluem questões sobre a aparência da sua menstruação e como é seu período.

É possível também que seu médico peça alguns exames, como papanicolau, ultrassonografia pélvica e até colposcopia com biópsia caso ele julgue necessário. Outras possibilidades são biópsia de endométrio, exames de sangue, urina e dosagens hormonais.

Como é feito o tratamento de menstruação irregular?

Para realizar o tratamento da menstruação irregular, o médico deverá determinar primeiro qual o real motivo do problema, analisando exames e sintomas.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */