Recomendados para você
Comportamento Maternidade

3 lições de ouro para ensinar aos filhos com a mesada educativa

Dizer mesada educativa pode até parecer redundância. Como subir para cima ou sair para fora. Mas a verdade é que para que a mesada seja uma ferramenta de educação financeira, é preciso que os pais se preocupem sobre quais princípios passar aos pequenos diariamente.

A mesada é sempre educativa?

Ana Paula Hornos é educadora e coach de finanças pessoais e familiares. Ela explica: “A mesada é uma ferramenta fundamental na educação financeira das crianças”. E, de fato, se você der atenção e se dedicar a ensinar alguns princípios ao seu filho, a mesada será educativa.

Para Conrado Navarro, do Canal Dinheirama, a mesada não deve ser uma ferramenta de controle.  “A mesada é uma ferramenta de liberdade”, afirma. Educação financeira tem mais a ver com cidadania do que com matemática. Por isso, é preciso se preocupar com detalhes que vão além do valor a ser dado aos filhos.

Gustavo Cerbasi, especialista em finanças e autor de livros na área, diz que a mesada pode ser uma forma dos filhos exercerem a disciplina para se tornarem adultos independentes. Dar dinheiro sem conversar sobre finanças pode ser desastroso: “Os filhos acabam acreditando que aquele dinheiro que eles têm à disposição é um presente para que eles façam o que bem entenderem”.

A mesada educativa é, portanto, uma forma de ensinar lições de ouro aos filhos para que as finanças não se tornem um bicho de sete cabeças no futuro. Veja a seguir 3 dessas lições para passar aos filhos com a mesada educativa:

1. O dinheiro não é infinito

Pode ser que você já tenha dito ao seu filho que dinheiro não dá em árvore. Mas como explicar para ele que o dinheiro não é infinito? Se ele tiver um valor fixo para administrar começará a compreender na prática como funciona a vida financeira da família. Sabendo que o dinheiro é limitado, ele deve planejar o seu uso e pensar bem antes de usá-lo, afinal ele ficará sem, caso não o utilize com sabedoria.

2. É preciso saber esperar

Quando o dinheiro é limitado e é preciso comprar algo com um valor alto, o ideal é planejar, poupar e só depois comprar. Esse método é o mais saudável do ponto de vista financeiro e ele exige muita paciência. Saber esperar o momento ideal para comprar, poupar um valor fixo todo mês e pesquisar preços para economizar são formas de aprender a lidar com as finanças. E tudo isso pode ser tratado de uma forma leve e divertida, como num jogo.

3. Saber dividir

A generosidade é um valor que compõe o caráter. E deve ser aprendida desde cedo. Ao evitar o consumismo exagerado e compartilhar o que tem, você ensina seu filho a ser menos individualista.

Mas como aplicar essas lições no dia-a-dia? Confira:

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */