Saúde

Mulher pode tomar testosterona? Entenda a questão

A testosterona geralmente é considerada uma hormônios masculino, ou andrógeno, e as dúvidas sobre se a mulher pode tomar testosterona são comuns. Ela é, na verdade, produzida em pequenas quantidades nas glândulas adrenais e nos ovários das mulheres. Seu pico é atingido em torno dos 20 anos, e começa a reduzir-se durante a vida.

Em homens, a testosterona é ligada aos traços físicos e ao desejo sexual. Em mulheres, também pode-se associar ao desejo sexual. No entanto, não é possível resumir a questão a isso.

Nas principais agências aprovadoras de tratamentos no mundo, o uso de testosterona só é permitido em homens. A ideia de que a mulher pode tomar testosterona para resultados físicos é uma falta de compreensão das necessidades do organismo feminino. Há, no entanto, alguns tratamentos específicos que utilizam baixas dosagens do hormônio em mulheres.

Por isso, mulher pode tomar testosterona, sim. É, no entanto, dar bastante atenção a este uso, e à dosagem recebida. Entenda a utilização do hormônio mulheres, e saiba quando mulher pode tomar testosterona:

Para que é utilizado?

tireoide

Algumas vezes, mulheres utilizam sintéticos andrógenos semelhantes à testosterona. É o caso, por exemplo, de tratamentos para a menopausa.

Há, também, alguns tratamentos experimentais que utilizam doses baixas de testosterona. Eles são utilizados em mulheres com baixos níveis andrógenos. É o caso de mulheres que:



  • Tiveram seus ovários removidos. O procedimento causa uma interrupção súbita na testosterona, o que pode reduzir a satisfação e desejo sexual;
  • Possuem baixíssima libido, sem que isso seja causado por medicamentos, estresse, ou fatores psicológicos;
  • Possuem problemas no sistema adrenal ou hipotireoidismo;

Situações proibitivas para testosterona

Na prática, a mulher pode tomar testosterona apenas quando isso for estritamente recomendado por profissionais da medicina. Há, no entanto, situações que são ainda mais proibitivas. Estas situações são as seguintes:

  • Gravidez ou possibilidade de gravidez;
  • Já teve ou tem câncer de mama ou útero;
  • Possui altos níveis de colesterol ou doenças cardíacas;
  • Possui algum problema no fígado;

Alguns especialistas consideram a testosterona proibida para toda mulher que não chegou na menopausa ainda.

Efeitos colaterais

queda-de-cabelo-em-mulheres

Todos os tipos de medicamentos possuem efeitos colaterais. É verdade que muitas acabam não sentindo-os, ou lidando bem com eles. No entanto, a testosterona é bastante específica e causa mudanças significativas no corpo.

O aparecimento de pelos, mudanças na voz, na pele e no corpo e mudanças no metabolismo podem ocorrer. É necessário considerar que a utilização feminina da testosterona ocorre para correções hormonais. Se esta utilização apenas causar mais distúrbios, não há motivos para manter o tratamento.

Os efeitos colaterais mais comuns incluem:

  • Crescimento de pelos no rosto e no corpo;
  • Perda de cabelo;
  • Pele oleosa ou com espinhas;

É necessário buscar auxílio médico imediatamente ao sinal de sintomas mais graves. Caso os problemas envolvam problemas de respiração e inchaços no rosto, na língua ou na garganta, vá diretamente a um hospital e explique seu tratamento hormonal.

Busque auxílio médico, também, caso ocorra algum destes sintomas:

  • Sinais alérgicos na pele;
  • Voz engrossada ou modificada;
  • Diminuição no tamanho dos seios;
  • Aumento do tamanho do clitóris;

Veja também:

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Pedro Henrique Ferreira Mendes

/* ]]> */