Emagrecimento Nutrição Remédios Saúde

N-acetilcisteína (NAC): conheça os seus benefícios para a boa forma

Conseguir um corpo perfeito, com músculos fortes e bem definidos, é o sonho de muitas mulheres. Por isso, ele tem levado a maioria delas às academias do mundo todo e, é claro, à procura de um cardápio mais saudável para conquistar a chamada hipertrofia muscular, que nós conhecemos mais popularmente como o famoso crescimento dos músculos.

No entanto, conquistar esse visual não é nada fácil, especialmente para nós mulheres, devido às desordens hormonais inerentes ao organismo feminino, somadas à difícil disciplina e determinação na prática de atividades físicas e alimentação balanceada para promover o crescimento dos músculos e reduzir as gordurinhas localizadas, o que nem todo mundo consegue tirar de letra, concorda?

E, por falar em alimentação equilibrada, fortalecer e aumentar o tamanho dos músculos requer um cardápio rico em proteínas e aminoácidos, o que, muitas vezes, não é possível obter em quantidades necessárias somente a partir dos alimentos. Por isso, surgem cada vez mais no mercado de nutrição alguns suplementos ou remédios com a função de ajudar atletas e praticantes de musculação a conseguirem alcançar a hipertrofia muscular, como é o caso do N-acetilcisteína, que você vai conhecer melhor no nosso artigo de hoje…

O medicamento vem sendo apontado nos últimos tempos como proveitoso para a construção das proteínas e a sua utilização é relacionada não só à ação das proteínas em si, mas também à diversas particularidades de nosso organismo, como vou te contar nos próximos parágrafos.

Quer saber mais sobre os benefícios e efeitos do N-acetilcisteína? Então, vem comigo que eu te conto tudo!

O que é o N-acetilcisteína (NAC)?

O N-acetilcisteína (NAC) é um medicamento obtido a partir de um aminoácido não-essencial, ou seja, que é produzido naturalmente pelo nosso corpo, chamado L-cisteína. Dentre outras funções no nosso organismo, esse aminoácido, assim como os demais, pode ajudar na construção de proteínas, tornando-se ideal para quem almeja a tão sonhada hipertrofia muscular.

Antes, esse medicamento era indicado apenas como agente mucolítico para diminuir e tratar a viscosidade de secreções de muco e, ainda, ajudar no controle da overdose de paracetamol/acetaminofeno. Atualmente, após alguns estudos e pesquisas acerca desse fármaco, foi constatado que a ele também pode auxiliar na construção de proteínas no corpo e, também, no combate aos radicais livres presentes no organismo, que são capazes de atrapalhar o crescimento muscular.

Na prática, como falei anteriormente, o medicamento é feito a partir do aminoácido L-cisteína, que atua diretamente no fornecimento de glutationa ao organismo, mesmo quando esta não se encontra mais lá.

Para quem não sabe do que estou falando, a glutationa se trata do principal antioxidante responsável por regular o funcionamento do corpo de uma forma geral, que além de combater vários tipos de doenças, tem como função manter-se dentro das células musculares, posição perfeita e mais que privilegiada para combater os radicais livres, os maiores causadores de lesões e fadiga nos músculos.

Portanto, ao consumir N-acetilcisteína, atletas e praticantes de musculação podem alcançar de forma mais rápida e saudável a hipertrofia muscular, já que a ação antioxidante do medicamento é de extrema importância para evitar a fadiga e lesões musculares antes, durante e após treinos pesados, diminuindo os efeitos negativos sobre os músculos, reduzindo assim a quebra de membranas musculares e outros componentes importantes para as células.

Além disso, ao contribuir com o fornecimento de glutationa, o N-acetilcisteína (NAC) também é responsável por evitar sobrecargas de toxinas e infecções, uma vez que neutraliza a ação dos radicais livres, oferecendo assim inúmeros benefícios ao metabolismo, construção de músculos, força e o sistema imunológico.

Quais são os benefícios para a hipertrofia muscular?

Depois de entender como o N-acetilcisteína age no nosso organismo, aposto que você está curiosa para saber quais são os benefícios desse medicamento para a hipertrofia muscular e boa forma, não é verdade? Pois bem! Por ser obtido a partir da L-cisteína, um dos principais benefícios do fármaco é atuar na recuperação dos músculos após os treinos.

O medicamento é capaz de fornecer antioxidantes diretamente dentro das células musculares, o que o torna super benéfico para aqueles que treinam pesado e desejam construir e ganhar volume muscular.

Além de ajudar a eliminar os radicais livres que possam danificar os nossos músculos, o N-acetilcisteína também pode aumentar os níveis de glutationa no organismo, que, como você já leu anteriormente, é o antioxidante mais importante para o corpo, sendo capaz de evitar lesões musculares durante treinos pesados e amenizar os efeitos negativos dos exercícios físicos sobre os músculos, reduzindo, desta forma, a quebra de membranas musculares e outros componentes importantes para as células.

Veja, a seguir, os três principais benefícios do N-acetilcisteína para a hipertrofia muscular e boa forma:

Combate a fadiga muscular

Você sente muitas dores após os treinos mais pesados na academia? Para quem não sabe, as dores e fadigas nos músculos durante os exercícios físicos são causadas pelo acúmulo de ácido lático no organismo, além de potássio e sódio em excesso.

Neste sentido, o N-acetilcisteína também pode ajudar aumentando a atividade e responsabilidade do potássio e do sódio no corpo, fazendo com que estes sejam utilizados de forma positiva durante os exercícios, o que permite que você mantenha sua força e resistência muscular durante os treinos. Pessoas que consomem NAC antes dos treinos podem adicionar mais 30% de rendimento em seus treinos de levantamento de força.

E se você aí estava pensando que a ação do medicamento se limite aos treinos de musculação, a verdade é que ele também pode ser útil para melhorar a performance durante a prática de exercícios cardiorrespiratórios, aumentando a resistência e tempo de respiração, o que, automaticamente, também ajuda na queima de gorduras. Legal, né?

Ajuda na queima de gordura corporal

E por falar na queima de gorduras, foi comprovado que o NAC pode reduzir a capacidade da insulina de interagir com as células de gordura. Para quem não sabe, geralmente, a insulina reage com as células de gordura, o que causa o armazenamento e suspende a eliminação dos quilos extras. Portanto, se você consumir NAC ao manter uma dieta hipocalórica, os resultados podem ser ainda mais significativos!

Além disso, o medicamento também age no comportamento da tireoide, outro fator capaz de prejudicar a conquista da boa forma de muitas pessoas. E se você sofre com a síndrome do ovário policístico, outra causa que justifica algumas pessoas terem dificuldade de perda de peso, é bom saber que o NAC também pode ser usado para melhorar a sensibilidade do organismo dessas pessoas à insulina.

Aumenta os níveis de arginina no organismo

Além de todos os benefícios listados anteriormente, o NAC também pode ajudar a aumentar os níveis de arginina (NO) no organismo. E o que isso significa? É simples!

Maiores quantidades desse aminoácido no corpo pode levar a um aumento do fluxo sanguíneo para os seus músculos, o que aumenta os níveis de energia durante os treinos, ajuda na força muscular, e também para o crescimento dos músculos e perda dos quilos a mais. Não é à toa que o medicamento é reconhecido como o impulsionador favorito de NO para praticantes de musculação e fisiculturistas.

Como tomar N-acetilcisteína (NAC)?

Especialistas recomendam dosagens entre 600 a 2.400 miligramas de N-acetilcisteína por dia para quem deseja conquistar a hipertrofia muscular. O melhor horário para consumo é junto a um shake pré-treino. No caso de quem for tomá-lo também nos dias off (sem treinar), a dica de consumo é no período da manhã, junto à sua primeira refeição diária.

Efeitos colaterais

O consumo de N-acetilcisteína (NAC) só deve ser feito mediante prescrição médica. Neste caso, seguindo corretamente as recomendações de um médico, o medicamento não deve trazer nenhum efeito colateral.

No entanto, ao tomar o fármaco fora das dosagens indicadas e sem a recomendação médica, ele pode causar náuseas, vômitos, diarreia ou até mesmo prisão de ventre. Raramente, o NAC também pode causar consequências como erupções cutâneas, febre, dores de cabeça, sonolência, redução da pressão arterial e problemas no fígado.

Além disso, quando inalado, o medicamento pode causar inchaço na região da boca, coriza, sonolência e aperto na região do peito. Ainda, o N-acetilcisteína possui um odor desagradável e pode não ser tão fácil de ser consumido.

Contraindicações

Gestantes e mulheres em fase de amamentação devem estar atentas aos possíveis efeitos que o N-acetilcisteína pode oferecer à sua saúde do bebê. Por isso, recomenda-se conversar com um médico antes de tomá-lo.

Ainda, há indícios de que o medicamento pode provocar broncoespasmo em pessoas com asma, se inalado ou tomado por via oral. Sendo assim, é importante que esse grupo de pessoas inicie o tratamento com o NAC apenas com o acompanhamento de um médico de sua confiança.

Pessoas alérgicas à composição do medicamento também não devem consumi-lo.

LISTA VIP!
Nossas Dicas no seu Email
Seja a primeira a saber das nossas últimas dicas. Coloque seu email abaixo e receba nossos posts:
Cadastrar!
close-link
/* ]]> */