Sexo

Orgasmo vaginal: o que é? Dicas para ter mais orgasmos desse tipo

Você sabia que existe um ponto localizado na vagina da mulher capaz de leva-la a loucura? É isso mesmo. O famoso Ponto G quando estimulado de maneira correta faz as mulheres sentirem o raro, mas não impossível, orgasmo vaginal. Que tal experimentar essa sensação?

A cultura paternalista infelizmente fez com que as mulheres se afastassem cada vez mais de seus próprios corpos, desconhecendo completamente suas zonas de prazer.

Falar sobre sexo com as mulheres ainda é um tabu que precisa ser quebrado o mais rápido possível, afinal sentir orgasmo é normal e significa que você atingiu seu mais alto grau de prazer.

Pode parecer absurdo, mas muitas mulheres no mundo inteiro nunca tiveram sequer algum tipo de orgasmo.

Desmistificar esses aprendizados em relação ao corpo feminino é um trabalho árduo, mas não impossível. Então, se você é mulher e quer saber mais sobre o orgasmo vaginal, acomode-se e se deleite com essa leitura que será prazerosa e acima de tudo muito informativa.

Suas noites de sexo não serão as mesmas.

Entenda o que é o orgasmo vaginal

Antes de você entender de maneira minuciosa o que é o orgasmo vaginal e como ele acontece é preciso entende que o cérebro tem um papel muito mais importante nesse processo todo do que a própria vagina.

É isso mesmo que você leu!

A erotização começa no cérebro e se transforma em excitação. Sabe aqueles pensamentos quentes que você tem? Ou até aquela fantasia deliciosa que você gostaria de realizar, então, elas são importantíssimas para o auge do seu prazer.

A nomenclatura de orgasmo vaginal surgiu graças a Sigmund Freud que de maneira totalmente machista se recusava a acreditar que a mulher era capaz de ter um orgasmo apenas tocando o seu clitóris.

Por causa da época inventou-se que a mulher madura deveria sentir apenas o orgasmo proveniente da penetração. Mulheres imaturas tinham orgasmos clitorianos!

Essa informação é completamente absurda de se ler nos dias atuais!

Segundo pesquisas, apenas 25% das mulheres atingem o orgasmo com a penetração. Esse número é muito baixo concorda? Então não se desespere caso nunca tenha sentido esse tipo de orgasmo.

Ainda existem muitos tabus a respeito da vida sexual das mulheres. O clitóris foi retratado nos principais atlas anatômicos apenas recentemente, ou seja, a educação patriarcal fez com que essa glande fosse completamente escondida.

O clitóris não é apenas aquele botãozinho que você aperta com o objetivo de sentir orgasmo. Ele é apenas a ponta de um iceberg em um território completamente novo e desconhecido.

O que é o clitóris?

Pode parecer piada, mas o órgão sexual feminino nunca foi retratado da maneira correta. Depois de décadas da revolução sexual feminina ele ganhou uma notoriedade merecida e vem sendo retratado de todas as maneiras possíveis.

A palavra clitóris origina-se do grego kleitoris, cujo significado é pequeno monte. Esse órgão tão importante para o prazer feminino até pouco tempo atrás nem era mencionado nos livros de medicina, pois acreditava-se que ele não tinha uma função muito importante no corpo.

O clitóris é um órgão que mede aproximadamente de 9 a 11 centímetros e que tem como principal função a de proporcionar prazer. Ele é constituído de bulbo, crura, corpo e glande.

No momento da excitação e do prazer, o clitóris fica enrijecido e ao tocá-lo a mulher pode atingir instantaneamente o orgasmo clitoriano.

Quais são os tipos de orgasmo vaginal?

O orgasmo vaginal pode ser dividido em 3 tipos. Cada tipo proporciona muito prazer para as mulheres.

Lembre-se, não se desespere caso nuca tenha sentido nenhum deles. Nunca é tarde para treinar!

1 – Orgasmo sentido pelo estímulo do Ponto G

Este orgasmo é um dos mais difíceis de serem sentidos pelas mulheres, principalmente porque ele acontece apenas com a penetração.

Na realidade, a maioria das mulheres não sentem nenhum prazer com penetração.

É difícil ler isso, mas é verdade!

O famoso e escondido ponto G se localiza dentro da vagina, é um corpo esponjoso que mede cerca de 1,5 polegadas.

Alguns especialistas duvidam da existência deste local, não custa tentar, vai que você tem sorte e acha!

2 – Orgasmo sentido pelo estímulo clitoriano

Esse é sem dúvida o orgasmo mais sentido pelas mulheres. Como você pode observar, o clitóris é um órgão importantíssimo para o prazer feminino e quando estimulado, faz as mulheres atingirem o orgasmo.

Nesse tipo de orgasmo nem se faz necessária a penetração. A mulher poderá atingi-lo sozinha, com uma simples masturbação.

Uma dica bem quente para você experimentas as sensações desse orgasmo é pedir para o seu companheiro ou companheira fazer sexo oral em você.

3 – Orgasmo do colo do útero ou cervical

Esse tipo de orgasmo é raríssimo, conhecido também como orgasmo da cervical ou orgasmo do ponto C, poucas mulheres já experimentaram suas sensações.

Quem já sentiu esse orgasmo relata que as sensações mais sentidas foram aquelas abaixo da região do baixo ventre e que se refletiram para o corpo todo.

Esse orgasmo só é possível graças ao toque feito no colo do útero. Em algumas épocas do ano essa região fica mais sensível e o orgasmo pode ser sentido com mais facilidade.

É difícil ouvir alguém falando que já teve esse tipo de orgasmo porque eles são raríssimos.

Existem algumas posições que facilitam a possibilidade de atingi-lo.

Posições em que a mulher fica em cima do homem ou da mulher permite uma penetração mais profunda e isso faz com que o pênis ou o objeto penetrado encoste no colo do útero.

Para você entender melhor, o colo do útero é como se fosse uma rosquinha, tem textura esponjosa, é impossível penetrá-lo, mas ao encostar nele a mulher pode sentir sensações inexplicáveis.

Por que as mulheres não têm orgasmo vaginal?

Se você tem dúvidas se já teve ou não um orgasmo, muito provavelmente você não teve.

Não se preocupe, você não é a única!

Muitas mulheres nunca sentiram um orgasmo e os relatos são variados e surpreendentes.

Algumas relatam que sentem dores, desconfortos e até mesmo insatisfações com o próprio corpo em relação aos parceiros e parceiras.

O fenômeno da anorgasmia feminina consiste na dificuldade da mulher em sentir um orgasmo. Se esse for o seu caso, procure ajuda de um especialista. Sentir prazer sexual é uma forma de se manter saudável, não tenha medo!

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */