Emagrecimento Remédios

Orlistat no combate à obesidade: saiba tudo aqui

Na batalha em busca pelo emagrecimento, as pessoas costumam buscar novas alternativas. Não é todo mundo que conquista o objetivo apenas com a correção alimentar e a frequência de atividades físicas. Por isso, remédios como o Orlistat estão ganhando espaço.

Além de auxiliar na eliminação de gorduras, o medicamento também trabalha contra o alto colesterol, a diabetes e a hipertensão.

É importante destacar que ele não faz o trabalho sozinho! É apenas mais um recurso para que a alimentação correta, aliada a uma boa rotina de atividades, possa funcionar.

Ele é indicado para pessoas que têm um índice elevado de massa corporal que ultrapasse o número 30. Também pode ser consumido por quem bateu o valor de 27 e possui outras doenças relacionadas ao peso.

É fundamental levar isso em consideração, pois o consumo feito por pessoas que não necessitam perder muitos quilos pode gerar uma série de efeitos colaterais.

Saiba tudo sobre o Orlistat para decidir se é a melhor estratégia para o seu processo de emagrecimento. Mas não se esqueça: consultar um médico é fundamental para que você não enfrente problemas no decorrer do tratamento e mantenha o bem estar acima de tudo.

Como funciona o medicamento

A principal característica do Orlistat é o impedimento da absorção de gorduras. Dentro do organismo, elas geralmente são quebradas com o auxílio das enzimas, sendo absorvidas em seguida.



O medicamento faz com que os elementos não sejam digeridos, fazendo com que a passagem seja rápida por todos os órgãos até a eliminação por meio das fezes.

Mas é importante ficar atenta: o medicamento não é responsável pela eliminação total das gorduras. Apenas cerca de 30% é excluída diretamente, pois as gorduras ainda são importantes para a atividade dos organismos.

Por isso, é fundamental manter uma dieta firme e atividades físicas regulares. Caso você não busque esse tipo de queima de gordura, a ingestão do remédio não vai mudar os seus resultados.

Dependendo da quantidade de esforços realizados, é possível perder uma quantidade considerável de peso dentro de um ano.

Alguns pacientes já eliminaram entre 5 e 10 quilos apenas buscando dietas, correndo com regularidade e tomando o remédio de forma responsável. Tudo vai depender do organismo e do ritmo com que a pessoa está realizando as atividades.

Como tomar o medicamento

Tomando o medicamento corretamente, as chances de se obter um resultado expressivo são maiores. E também é um cuidado a mais que você precisa ter com a própria saúde.

A melhor maneira de fazer um acompanhamento com Orlistat é consumindo dois comprimidos por dia, sempre depois ou durante a refeição. Opte por almoço e jantar, por serem reconhecidamente as duas alimentações que possuem maior teor de gordura.

É importante destacar que o acompanhamento médico pode alterar essa frequência, pedindo mais ou menos comprimidos durante o dia. Mas não faça alguma alteração sem a indicação de um profissional.

Consumir mais comprimidos por vontade própria não vai gerar um aceleramento do metabolismo, e sim uma eliminação drástica de gorduras importantes para o corpo. É possível que você fique muito debilitada em caso de irresponsabilidade.

Efeitos colaterais da Orlistat

Há um efeito colateral extremamente desagradável, mas comum diante da atividade do Orlistat. Perceber gordura nas fezes será uma coisa normal, já que é a forma como o medicamento auxilia na eliminação dos excessos.

Também será normal enfrentar dores no abdômen, assim como perceber o aumento dos gases e idas mais constantes ao banheiro. O importante é encarar estes efeitos de forma positiva e seguir firme na dieta!

Há também alguns desdobramentos que já não parecem tão normais. Por isso, é importante contar com um profissional para fazer este acompanhamento e apontar se algum efeito colateral é comum de acordo com a sua evolução. Podem aparecer sintomas como dores ao urinar, cansaço intenso, insônia, crises de ansiedade e dores fortes de cabeça.

Enquanto o remédio é usado, também é fundamental tomar suplementos vitamínicos. Isso porque, ao mesmo tempo em que elimina a gordura, o Orlistat acaba se desfazendo de algumas vitaminas importantíssimas para o corpo.

Entre elas, podem-se destacar as vitaminas K, E, A e D. Por isso, é fundamental ficar de olho na nutrição, buscando todos os elementos que estiverem em falta no organismo.

Pessoas que não possuem a necessidade de perder muito peso podem ter consequências muito mais graves. Entre os reflexos do uso do remédio, podem aparecer a arritmia cardíaca e a insuficiência renal.

Caso você precise apenas perder alguns quilos, opte pela atividade intensa sem adicionar remédios. O uso do medicamento também é contraindicado em casos de gravidez. Crianças, idosos e subnutridos também não podem ingerir estas substâncias.

Receita médica

Você não precisa de uma receita médica para fazer a compra do Orlistat. Porém, destacamos mais uma vez: não faça o uso do medicamento sem acompanhamento de um médico.

Ele vai poder te orientar de diversas formas, da quantidade até a intensidade dos sintomas. E esses conselhos podem fazer com que você realize exercícios mais qualificados e torne a perda de peso uma realidade muito mais próxima!

A automedicação faz com que o emagrecimento se torne muito mais distante, principalmente pelo fato de você não ter tanta segurança sobre a direção que está seguindo.

Muitas pessoas nem necessitam deste medicamento e, por teimosia, acabam consumindo e tendo que enfrentar complicações sérias de saúde.

O acompanhamento médico poderá gerar uma análise geral do corpo, identificando movimentação hormonal, níveis de gordura, ritmo do metabolismo e muitos outros fatores que podem influenciar o emagrecimento.

Podem ser descobertos aspectos que atrapalham na perda de peso, fazendo com que o consumo do medicamento nem se torne necessário durante o processo. Tudo pode acontecer de forma mais natural.

Caso um especialista receite o Orlistat para você, tente encontrar em farmácias próximas. Não é raro encontrar este medicamento em estabelecimentos mais simples, desde que ele seja certificado pelas normas das agências reguladoras.

Também é importante ter muito cuidado em caso de compra realizada pela internet. É preciso se certificar que a fornecedora é extremamente séria e não faz nenhuma violação aos produtos.

Fique de olho no próprio corpo! Caso não exista outra possibilidade, procure consumir o Orlistat com extrema sabedoria e disciplina. Queremos ver você cada vez mais saudável e sabemos que, neste caminho, a obesidade pode ser um obstáculo dos grandes!

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Giovanna Cóppola

Trabalha com web, design, criação, conteúdo, SEO e fotografia. Em 2011 criou a Pandartt e hoje assume a direção da agência, além de colocar a mão na massa em todos os projetos. Paralelamente, tem outros três projetos: Viva com Felicidade, BlogGeek e Mapa dos Bichos. Ama música, cinema, jogos, arte, tecnologia, tatuagens e pandas.

/* ]]> */