Branded Content Nutrição Saúde Suplementos

Mais que massa muscular: whey protein na redução do apetite e nutrição de idosos, crianças e enfermos

Whey protein scoop. Sports nutrition food after gym. ** Note: Shallow depth of field

Consumir o whey protein virou sinônimo de buscar o aumento de massa muscular. Os especialistas têm demonstrado, no entanto, que os benefícios não se restringem apenas aos fisiculturistas.

Pelo contrário. De acordo com estudos recentes, o whey protein é capaz de auxiliar na boa nutrição de crianças e idosos ou até a diminuir o apetite, por exemplo. Para isso, é importante entender os tipos de whey protein e como eles agem.

O que é o Whey Protein

O whey protein, de modo resumido, é uma proteína extraída sobretudo do soro do leite. Esse processo ocorre enquanto há a produção do queijo, sendo a proteína retirada.

Portanto, o grande destaque do suplemento é ser uma ótima fonte de proteínas. Ela tem um grande valor biológico, o que é considerado um índice crucial no momento da escolha do suplemento adequado. Isto porque diz respeito à porcentagem na qual o corpo humano conseguirá reter as proteínas e aminoácidos derivados.

Além disso, este suplemento conta com aminoácidos importantes como a glutamina e o composto BCAA. Eles estão presentes numa concentração elevada, o que também torna atrativo o produto.

É importante ressaltar, apenas, que apesar de ter um bom potencial, há cuidados a serem tomados. As alimentações regulares, por exemplo, devem ser mantidas mesmo com a utilização do produto. Além disso, respeitar a dosagem recomendada é vital.



Tipos de Whey Protein

Acontece que, quando falamos de whey protein, nos referimos, na verdade, a algo que possui subcategorias. São três os principais tipos do produto: o concentrado, o hidrolisado e o isolado.

Ressaltamos que a fonte da proteína não muda: é sempre o soro do leite. A única diferença entre os tipos é a de que a forma de obtenção varia um pouco, o que reflete nos seus efeitos para o metabolismo no corpo humano.

  1. O whey protein concentrado (WPC)

Esta variante de whey protein é a que possui mais proximidade com o soro do leite em si. Deste modo, guardando as principais características, também possui taxas muito altas de proteínas (25% a 89%), além da lactase (açúcar) e de gordura.

O corpo demora um pouco mais para absorver o whey protein concentrado. Deste modo, ele fornece os aminoácidos e proteínas por mais tempo ao organismo, favorecendo o anabolismo.

Há alguns grupos que devem evitar o seu consumo. Por exemplo, quem possui intolerância a lactose ou quem está em dieta com pouca ingestão de carboidratos e de gorduras.

  1. O whey protein isolado (WPI)

A variante do whey protein isolado é a mais pura de todas. Entre 90% a 95% da sua composição é formada por proteínas. Ao contrário do concentrado, não possui gorduras ou lactose.

Ele é filtrado por um processo chamado íon exchange ou por outro denominado micro filtrado. No primeiro, o ponto negativo é um possível aumento do sódio e de perdas de proteínas no produto. Já o segundo é o mais preferível, que tem um processo otimizado.

  1. O whey protein hidrolisado (WPH)

Por fim, a terceira hipótese é a do whey protein hidrolisado. Assim como o isolado, ele quebra as proteínas em partículas menores, facilitando a absorção do corpo.

A diferença aqui é que é mantido algum grau de lactose e de gorduras, em taxas muito pequenas. Este costuma ser o mais caro de todos, pelo processo de fabricação mais complexo.

Conforme o site Treino Mestre, especialista em suplementos, cita em seu artigo, o whey protein quando é de boa qualidade, apresenta grande quantidade de BCAA e Glutamina em sua composição. Esses aminoácidos também são indicados para quem visa hipertrofia e melhorar a performance em exercícios e treinos de musculação.

Benefícios do Whey Protein

Como temos dito desde o início, engana-se quem pensa que o whey protein é restrito aos fisiculturistas. Pelo contrário, tem se expandido cada vez mais, com indicações médicas. As evidências científicas suportam esses achados:

  1. Uso do whey protein na saúde

De acordo com estudos novos, o produto pode ser usado para nutrição de crianças a idosos. Ele atua, ademais, beneficiando enfermos de diversas naturezas:

  • Auxilia no combate a doenças cardiovasculares
  • Ajuda a combater a obesidade
  • Auxilia no processo de emagrecimento saudável
  • Complementar no tratamento a doenças como a osteoporose
  • Suplementar no combate a doenças gastrointestinais
  • Ajuda a prevenir alguns tipos de câncer
  • Ajuda contra a hepatite
  • Útil no tratamento contra o HIV
  1. Uso do whey protein no esporte

Além disso, o maior uso e já conhecido é no esporte, para o ganho de massa. Neste caso, ele também serve para melhorar o desempenho durante atividades físicas, potencializar a recuperação muscular, dar resistência aos tecidos musculares, entre outros.

Contraindicações e efeitos colaterais

Quem tem maus hábitos alimentares ou quer emagrecer de modo saudável, pode se beneficiar do whey protein, de acordo com nutricionistas e médicos. Mas quem deve evitar o produto?

O grande perigo é sobrecarregar os rins e o fígado, além de outros efeitos secundários. Isso acontece principalmente pela sobredosagem de proteínas. Por isto, consulte um médico ou nutricionista.

Referências:

Videos do nosso Canal no Youtube

/* ]]> */