Nutrição Suplementos

Saiba tudo sobre a pea protein (proteína da ervilha)

Pea protein

A pea protein (proteína da ervilha) tem ganhado espaço entre as pessoas que precisam de suplemento proteico. Saiba tudo a respeito!

A proteína de soja sempre foi a mais conhecida e a mais consumida quando havia a necessidade de suplemento proteico. Hoje, a pea protein (proteína da ervilha) é amplamente consumida, por ser uma excelente fonte de macronutrientes.

Pea protein (proteína da ervilha) tudo o quer você precisa saber

Os suplementos de origem vegetal estão ganhando espaço rapidamente. Um dos principais motivos é o aumento no número de pessoas que seguem a dieta vegetariana e vegana. A pea protein (proteína da ervilha) é um suplemento 100% de origem vegetal, enquanto os demais suplementos são de origem animal (como leite e ovos). Confira suas propriedades.

Quantidade baixa de carboidrato

A quantidade de carboidrato presente nos suplementos proteicos de ervilha isolada é, em média, de 3%, quantidade baixa em comparação a outros suplementos proteicos.

Elevado teor de proteína

Os suplementos de pea protein (proteína da ervilha) são compostos em média de 80% de proteínas, isso significa que em 30gr do suplemento, 24gr são proteínas. Por ter um alto índice proteico ele é uma ótima opção de consumo por atletas pós-treino.

Baixa quantidade de gordura

A média de gordura apresentada no pea protein (proteína da ervilha) é de 5%. O total de gorduras insaturadas presentes no suplemento é de 80%, exercendo um papel fundamental para o organismo, auxiliando na produção hormonal e na absorção de vitaminas, ajudando a reduzir o triglicérides, os níveis de colesterol ruim, regularizando a pressão arterial e evitando doenças cardiovasculares.



Zero lactose

A proteína isolada da ervilha é totalmente isenta de lactose, podendo ser consumida por pessoas que sejam intolerantes a ela.

Isento de glúten

Além de ver um suplemento hipoalergênico e 100% vegetal, também pode ser usado por celíacos por não possuir glúten.

Aminoácidos essenciais

Nosso organismo produz naturalmente os aminoácidos não essenciais, enquanto que os aminoácidos essenciais são adquiridos através de uma dieta bem equilibrada ou através de suplementos alimentares, sejam eles de origem animal ou vegetal. O pea protein (proteína da ervilha) possui uma boa quantidade de aminoácidos essenciais, fundamentais para quem quer ganhar massa muscular. Conheça alguns.

BCAA

O BCAA, abreviação de Branched Chain Amino Acids, ou aminoácidos de cadeia ramificada, que incluem a isoleucina, leucina e valina, formam 1/3 das proteínas musculares. Esses aminoácidos são essenciais para o desenvolvimento e crescimento dos músculos, sendo um poderoso aliado para os que querem ganhar massa muscular (hipertrofia) ou para a reparação de lesões musculares que se originam após treino intensivo de musculação.

Arginina

A arginina é um aminoácido essencial muito importante na função da oxigenação celular, auxiliando na melhora da circulação sanguínea a na síntese de óxido-nítrico. O óxido-nítrico atua na vasodilatação sendo fundamental para o ganho de massa muscular e recuperação de lesões. Quanto melhor for a vasodilatação, maior será o espaço para a circulação sanguínea, gerando assim, maior transporte de nutrientes até as células. Conheça outros benefícios da arginina:

  • Ação anti-inflamatória e anestésica: atua na regeneração das fibras musculares, na cicatrização de tecidos após cirurgias e na diminuição da dor;
  • Auxilia na perda de peso, na regeneração muscular e na melhora da supercompensação;
  • Atua na melhora da secreção do hormônio responsável pelo crescimento, o GH;
  • Auxilia na secreção e utilização da insulina, facilitando a absorção pelas células de nutrientes importantes, como a glicose, fazendo com que o organismo se recupere mais rapidamente e tenha um ganho constante de massa muscular.

Lisina

A lisina é um aminoácido que promove a produção de colágeno pelo organismo, essencial para a cartilagem, tendões e ligamentos. A lisina auxilia o organismo a absorver mais cálcio dos alimentos, contribuindo para a formação de células ósseas novas, prevenindo a osteoporose. É um aminoácido essencial na formação de proteínas, auxiliando no reparo de microlesões sofridas pelas fibras musculares.

Zinco

O zinco é um mineral responsável por várias reações químicas do organismo e importante para o sistema imunológico. A deficiência de zinco afeta os mecanismos endócrinos, provocando cansaço e fadiga muscular comprometendo os treinamentos. É importante também para evitar as câimbras.

Ferro

O ferro é um mineral fundamental para a formação da hemoglobina, as células vermelhas do sangue, responsável pelo transporte de oxigênio para células e tecidos do corpo. Os atletas correm mais riscos de sofrerem com a deficiência de ferro no organismo. Durante a prática de atividade física, principalmente nas de alto rendimento, a transpiração é maior, ocasionando através do suor, a perda de ferro.

Os glóbulos vermelhos atuam na remoção de ácido láctico dos músculos, sendo que seu excesso provoca dores e cansaço. A deficiência de ferro no organismo traz queda de rendimento, e fadiga muscular, sendo mais comum nas mulheres em idade fértil.

Digestão e absorção da proteína isolada da ervilha

De acordo com estudos realizados por pesquisadores, foi comprovado que a pea protein (proteína da ervilha) consumida antes das refeições, proporciona uma maior saciedade. Por este motivo ela torna a digestão um pouco mais lenta, ao contrário do whey protein (suplemento à base do soro do leite). Por conter grande quantidade de aminoácidos, e proteína isolada da ervilha é facilmente absorvida pelo organismo.

A pea protein emagrece?

O hormônio grelina, produzido no estômago, é o responsável por emitir ao cérebro a sensação de fome. Quando o estomago está vazio por um longo período, o hormônio é produzido e envia ao cérebro alertas de que é necessário ingerir alimentos. A proteína isolada da ervilha pode ajudar na perda de peso, pois quando ingerida ela inibe a produção de grelina. A sensação de saciedade que proporciona contribui para uma menor ingestão de alimentos.

Para quem é indicado o consumo de proteína isolada da ervilha?

Qualquer pessoa que apresente deficiência de proteínas no organismo pode consumir a proteína de ervilha. É mais utilizada por atletas de alto rendimento e praticantes de musculação, por melhorar seu desempenho físico e auxiliar no ganho de massa muscular.

Como consumir a pea protein (proteína da ervilha)?

Ela pode ser diluída sem sucos naturais, águas ou acrescentada em salada de frutas ou legumes, sendo uma ótima opção para ser consumida pós-treino.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */