Pele

Peeling ultrassônico: o que é, para que serve e quais os benefícios?

Manter a pele limpa e saudável é importante para qualquer pessoa. Além de melhorar o astral e elevar a autoestima, uma pele bonita e sedosa realça a beleza e transforma qualquer uma em candidata a princesa, não importa a idade – ou em príncipe, não é verdade? Para dar um impulso nessa disposição de manter a pele limpa, surgiu há algum tempo e, agora, ganha mais força nas clínicas de estética, o peeling ultrassônico, novidade que chega prometendo muito.

Ele soma-se a outros tipos de peeling que já existem, como aqueles que se utilizam do laser, a vácuo, por processos mecânicos, etc. A grande diferença – e vantagem – é que o sistema ultrassônico limpa a pele, sem provocar algum tipo de ferimento ou dano.

Rejuvenescimento externo da pele

Além disso tudo, o peeling ultrassônico é totalmente indolor e não deixa aquela vermelhidão na pele, como fazem outros métodos de peeling.  Como seus demais semelhantes, trata-se de um processo de limpeza da pele, com a diferença de que um pequeno aparelho, que provoca ondas ultrassônicas e vibrações de alta frequência, faz a remoção das células mortas que existem na pele.

O resultado é uma sensível melhora e rejuvenescimento da pele, especialmente de sua camada externa. Embora tenhamos falado da pele, a verdade é que essa técnica pode ser aplicada em quase todas as partes do corpo, além do rosto – nos braços, pescoço, seios da mulher, cintura, barriga, nádegas, quadris, costas e até nas pernas.

Poluição e oleosidade provocam os danos

Ou seja, o peeling ultrassônico promete uma repaginada geral em quase toda a pele do corpo humano. Através de ondas suaves, o aparelho desliza sobre a pele e vai removendo as células mortas que se encontram nos poros, especialmente sobre o rosto.

No nosso dia a dia, com a ação do vento e da própria poluição, mais a oleosidade natural de cada um, vamos acumulando sebo pela nossa pele e isso provoca uma espécie de tampão sobre os poros, o que vai resultar em inflamações e nos cravos e espinhas que tanto nos assustam.



Não retira as manchas profundas

É isso que torna necessária uma profunda limpeza de pele de vez em quando, o que vai devolver suas condições naturais, com a umidade proporcionada pelo organismo e readquirindo aquele aspecto mais saudável e macio. Esses métodos de tratamento, como o peeling ultrassônico, possibilitam a remoção dessas células mortas e até mesmo o excesso de oleosidade, devolvendo a saúde à pele.

Esse pequeno aparelho, aplicado sobre a pele por um profissional especializado, faz essa limpeza profunda e, também, clareia a pele através de métodos de limpeza e hidratação. Entretanto, esse sistema não retira manchas profundas da pele, apenas corrige algumas imperfeições, como aquelas resultantes de espinhas e cravos.

Logo depois, é bom evitar a maquiagem

Outro aspecto interessante desse processo e de maior conforto para quem vai realizar o procedimento, é que o peeling ultrassônico não faz a descamação da pele e, portanto, não provoca aquela vermelhidão bastante conhecida em outros métodos tradicionais. Ou seja, você pode sair da clínica de estética e manter suas atividades normais, apenas com algumas recomendações.

Por exemplo, os especialistas pedem que a pessoa que passou por uma aplicação evite qualquer tipo de maquiagem logo depois, assim como não pintar o cabelo, mergulhar em piscinas e saunas e até mesmo não fazer grandes exercícios pelo menos até o dia seguinte.

Limpeza dos poros e renovação celular

Ao ser feita a aplicação do peeling ultrassônico, a pessoa não vai sentir praticamente nada e tampouco vai ouvir o som emitido pelo aparelho, pois o ultrassom é onda sonora de energia inaudível ao ouvido humano. Ao penetrar de forma profunda na derme, essa onda também contribuiu para melhorias no metabolismo da pele.

Isso provoca a renovação celular de todo o local e, como faz a limpeza dos poros, facilita a entrada do oxigênio para as células. Com mais nutrientes, a pele se renova com a produção, também, de mais colágeno em toda essa região. Ou seja, é todo um processo que facilita o funcionamento do próprio organismo humano na região trabalhada.

Remoção das impurezas de forma suave

Com toda essa melhoria, é possível verificar, após a aplicação, que a pele ficou rejuvenescida, com remoção de pequenas manchas especialmente de cravos e espinhas e, inclusive, redução de possíveis rugas que existiam no local. Isso é possível porque, durante a aplicação do aparelho, também há a hidratação da pele com produtos específicos.

Trata-se de técnica avançada, explicam médicos e especialistas. Ao penetrar profundamente na pele, os raios provocados pelo peeling ultrassônico provocam alterações e aceleram a circulação do sangue e do próprio sistema linfático do organismo. Ao aquecer a epiderme do tecido, ocorre a remoção das impurezas e a retirada de algumas manchas (não as mais profundas).

Peeling para qualquer tipo de pele

Ao provocar a abertura dos poros, ocorre a eliminação do sebo e gorduras, como a sujeira que se aloja nas cavidades da nossa pele. Essa limpeza é que permite melhor respiração às células do local e, com isso, ocorre todo o rejuvenescimento do tecido na região trabalhada devido à melhora do metabolismo natural.

Qualquer tipo de pele pode ser submetida ao peeling ultrassônico, de forma especial aquela mais oleosa e que fica mais propensa à formação de espinhas e acnes. Neste caso, o peeling vai funcionar de forma preventiva, retirando o excesso de oleosidade da pele. Após a aplicação, a pele oleosa readquire seu brilho mais intenso e natural.

Sem dor e a preços razoáveis

É importante anotar que pessoas com doenças de pele virais ou paralisia de nervos faciais não podem ser submetidas ao procedimento. Também as mulheres durante a gravidez, quem possua implantes no coração, de qualquer tipo, doenças cardiovasculares e pedras nos rins, devem evitar o peeling ultrassônico.

Fora isso, não há contraindicações. O peeling ultrassônico vai melhorar a textura de sua pele e a recomendação, que pode mudar conforme a orientação de seu médico, é de uma aplicação por mês. Em peles mais secas, pode ser a cada três meses. Em média, as clínicas cobram entre R$ 100 e R$ 200, dependendo mais do tipo de clínica. Faz o rejuvenescimento de sua pele, deixando-a mais hidratada, bonita e com maciez, e sem preços exorbitantes. Um tratamento sem dor, como você merece.

Videos do nosso Canal no Youtube

Sobre o autor

Redação Tudo Ela

Site focado em publicar conteúdo atual e interessante sobre o universo feminino. Fazemos curadoria e pesquisamos dicas úteis para o dia-a-dia da mulher moderna. Saiba mais sobre nós.

/* ]]> */