Saúde Saúde Bucal

Periodontite: causas, sintomas e tratamentos

Periodontite

A periodontite é uma doença grave que compromete a saúde bucal e se não tratada adequadamente pode levar à perda dos dentes. Conheça suas causas, sintomas e como é realizado o seu tratamento neste artigo. Acompanhe!




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% EM TODO O SITE

Causas da periodontite

A periodontite, também conhecida como piorreia, é uma doença periodontal bacteriana e infecciosa causada pela gengivite, que se não tratada há tempo pode levar à perda dos dentes. A gengivite é uma inflamação da gengiva que pode ser causada por vários fatores. Entre eles:

  • Acúmulo da placa bacteriana em decorrência de falta de higiene bucal adequada;
  • Tártaro;
  • Cáries;
  • Má oclusão;
  • Fumo;
  • Baixa produção de saliva;
  • Alguns tipos de medicamentos;
  • Alterações hormonais na puberdade, gravidez, menstruação e menopausa;
  • Exposição constante a metais pesados como bismuto e chumbo.

Tanto a gengivite como a periodontite estão relacionadas a fatores genéticos, sendo, portanto, uma doença hereditária, o que faz com que os cuidados com a higiene bucal sejam maiores ainda, no caso de histórico familiar. A gengivite também está associada a outras doenças como:




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina
  • Diabetes;
  • Herpes labial;
  • Leucemia;
  • HIV;
  • Reações alérgicas.

Quando a gengivite não é tratada adequadamente ela pode evoluir para uma doença mais grave que é a periodontite. Os sintomas mais comuns da gengivite são o sangramento durante a escovação e o uso de fio dental, dores ao mastigar, vermelhidão na gengiva. Nessa fase inicial da gengivite, o osso e o tecido alveolar onde se fixam os dentes, não são ainda afetados.

Veja também – Gengivite: causas, sintomas e tratamento




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

Se não tratada, a inflamação da gengiva aumenta e determinadas substâncias encontradas na saliva fixam-se na placa bacteriana (biofilme dental) agravando o processo inflamatório o que propicia condições favoráveis para a formação da bolsa periodontal, que afasta a gengiva dos dentes, favorecendo uma maior contaminação por bactérias resultando no tártaro.

Quando num estágio mais avançado da gengivite, a periodontite, há o comprometimento de todos os tecidos ao redor do dente (periodonto) responsáveis por sua sustentação, promovendo a reabsorção óssea, o encolhimento da gengiva, resultando na mobilidade do dente e consequentemente a sua perda.

Tipos de periodontite

A doença periodontal pode ser crônica ou agressiva.

Crônica

A crônica é a doença periodontal mais comum e que resulta do acúmulo de placa bacteriana, onde se inicia a gengivite.

Agressiva

A doença periodontal agressiva (de predisposição genética) é um tipo mais raro e está relacionada com as bactérias presentes na boca de determinadas pessoas que fazem com que os tecidos periodontais sofram danos.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

Veja também – Caneta clareadora dental: o que é, como funciona e como utilizar?

Vale ressaltar que a endocardite bacteriana é uma complicação séria da periodontite onde as bactérias presentes nas bolsas periodontais espalham-se na corrente sanguínea e se alojam nas válvulas cardíacas provocando problemas circulatórios e cardíacos.

Sintomas da periodontite

Apesar de a doença poder evoluir sem dor e retardar o seu tratamento, alguns sintomas indicam podem evidenciar a periodontite como:

  • Retraimento das gengivas, o que ocasiona uma maior exposição do dente, dando a parecer que são amis longos;
  • Mau hálito;
  • Sangramento durante e a escovação e uso de fio dental;
  • Tártaro;
  • Ulcerações na boca, como aftas;
  • Mobilidade nos dentes;
  • Dores durante a mastigação;
  • Alterações na textura e cor da gengiva, que geralmente fica mais brilhante e lisa;
  • Vermelhidão e inchaço na gengiva;
  • Pus (acúmulo de bactérias infectadas) entre a gengiva e o dente, o que ocasiona gosto amargo e ruim na boca;
  • Abcessos periodontal;
  • Alteração no encaixe dos dentes.

Como prevenir a periodontite

Uma vez que a periodontite é o agravamento de doenças da gengiva, em particular da gengivite, o mais sensato a fazer é cuidar para que não ocorra o surgimento da inflamação. A gengivite pode ser tratada evitando, assim, a sua progressão. O controle da placa bacteriana é fundamental para a saúde bucal. Conheça como proceder para evitar a formação da placa bacteriana:




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

Higiene bucal

  • A escovação adequada elimina a placa da superfície dos dentes que pode ser alcançada;
  • O uso de fio ou fita dental remove os resíduos de alimentos e a placa entre os dentes e a gengiva;
  • O uso de enxaguatório bucal reduz as bactérias que causam a placa e as doenças da gengiva;
  • O controle da formação da placa bacteriana com a limpeza com um profissional da área pelo menos duas vezes por ano.

Mudança de hábitos

  • Eliminar o fumo. O uso do tabaco é um fator de risco que pode levar ao desenvolvimento da periodontite. Os fumantes são mais propensos a desenvolver doenças na gengiva, bem como diminui, e muito, o sucesso de seu tratamento;
  • Controlar o estresse para evitar problemas mais sérios como a depressão e a ansiedade. O uso de determinados medicamentos para o tratamento de doenças psicológicas, como os antidepressivos, ocasionam uma diminuição na produção de saliva, o que pode ocasionar a periodontite. Além disso, o estresse enfraquece o sistema imunológico, deixando o organismo mais suscetível às infecções;
  • Desnutrição. As deficiências de vitaminas, sais minerais e de alimentos com propriedades antioxidantes, são responsáveis por grande parte dos problemas da gengiva que levam a perda dos dentes. Uma dieta bem equilibrada auxilia no fortalecimento do sistema imunológico evitando infecções. A vitamina C contida nas frutas cítricas e nos vegetais de folhas escuras, bem como alimentos ricos em vitamina E como azeite de oliva e nozes, auxiliam na reparação do tecido alveolar.

Tratamento para a periodontite

A periodontite não tem cura, mas sim controle. Conheça algumas maneiras de tratá-la.

1. Enxerto de tecido mole com intervenção cirúrgica

O enxerto de tecido mole auxilia na reparação da gengiva quando ela se retrai excessivamente expondo a raiz do dente ou quando ele se expande encobrindo o dente.

2. Enxerto ósseo com intervenção cirúrgica

Quando a raiz é afetada severamente, o enxerto ósseo é feito para evitar a perda do dente.




>>PROMOÇÕES BLACK FRIDAY AMAZON - ATÉ 70% em Moda Feminina

3. Raspagem, tratamento não cirúrgico

O tratamento supragengival consiste na raspagem para a retirada de dos tártaros aderidos à superfície dentária, além da remoção de toxinas prejudiciais a gengiva.

O tratamento subgengival consiste na retirada do tártaro que fica embaixo da margem da gengiva, que é efetuado com raspadores manuais ou através de instrumentos ultrassônicos.

Considerações finais

A melhor maneira de prevenir a periodontite é evitando a gengivite. Para isso é fundamental uma higienização bucal adequada.

Último Vídeo do Nosso Canal


/* ]]> */