Comportamento

Piercing no nariz: cuidados antes e depois de perfurar o septo

O hábito de colocar acessórios perfurantes na pele não chega a ser moderno. Desde os tempos mais remotos, nossa espécie andava por aí com enfeites na cabeça e rosto, incluindo os adornos nasais.

Há quem ache o item lindo. E outros de consideram o piercing no nariz algo meio pavoroso, para não dizer coisa pior…

Veja também – Piercing na sobrancelha: dicas, cuidados e fotos

O fato é que, no passado, ele era usado mesmo com a função de assustar – pelo menos era essa a ideia dos guerreiros de povos antigos. Geralmente, eles colocavam um pedaço de osso ou madeira na região para afastar seus inimigos.

Dizem até que tal prática ainda acontece na Nova Guiné, sendo o piercing produzido a partir de ossos ou dentes de porcos.



Gosto é gosto; não é objetivo aqui condenar ou defender o uso de piercing no nariz. Mas trazer dicas para quem tem ou pensa em colocar um piercing no septo nasal.

O piercing no nariz é chamado também de “piercing de vaquinha”. Outro nome, porém, menos comum, é “piercing touro”.



Veja também – Trash polka: o estilo de tatuagem perfeito para bad girls

Seja qual for o nome dado a este tipo de enfeite facial, a verdade é que ele vem ganhando popularidade no Brasil, depois de conquistar muita gente na América do Norte e Europa.

O piercing é colocado na cartilagem interna (septo) que separa as duas narinas. Por isso, todo cuidado é pouco ao perfurar o local. É preciso fazer um planejamento, pesquisar bem o estúdio onde pretende colocar o item, assim como o material utilizado na joia, o tempo de cicatrização etc.

Os principais cuidados e dicas sobre piercing no septo nasal

aace8bc2c58c0ffaae8da967f3ca5336

  • Procure um estúdio de qualidade, que tome todas as precauções durante o procedimento e tenha limpeza impecável no ambiente e no material de trabalho. Agulhas precisam estar esterilizadas e desinfetadas. No Brasil, é preciso ter certificado da vigilância sanitária autorizando o funcionamento das lojas deste tipo.
  • Nas grandes cidades, existem mais opções de estúdios. Não escolha o seu pelo preço. Opte, de preferência, por um perfurador qualificado e que tire todas as suas dúvidas antes de fazer o procedimento.

Fazer uma visita sem compromisso aos locais para saber se eles são limpos, arejados, possuem materiais descartáveis e adequadamente esterilizados é o mais recomendado. Nada de pressa! Geralmente, os estúdios melhores e mais atarefados pedem que o cliente agende um horário para perfurar.

  • Se você for menor de 18 anos, precisará que seus pais ou responsáveis preencham um formulário autorizando o procedimento.
  • Deixe o acessório no local até completar o tempo de cicatrização. Tenha paciência de esperar para trocar a peça.
  • A limpeza é feita com algodão ou haste flexível, solução salina e água, em movimentos leves no local da perfuração. Antes de começar lave bem as mãos com sabonete, antibacteriano de preferência. Faça a higienização pelo menos duas vezes ao dia.
  • Durante a cicatrização, não consuma bebidas alcoólicas e evite o cigarro ao máximo. Também é recomendado não passar maquiagem no local próximo ao piercing no nariz, assim como produtos com álcool no rosto.
  • Leve a sério os cuidados, pois o nariz é um local de grande contato com bactérias. Portanto, o risco de infecção é maior.
  • A cicatrização do piercing no septo demora em média 6 ou 8 meses. E a dor vai diminuindo aos poucos, durando no máximo três semanas.
  • Secreção na perfuração do piercing é normal? Sim, desde que em pequena quantidade e na cor branca. O nosso organismo reage à presença de corpos estranhos. No entanto, se a cor dela for amarela ou esverdeada, pode ser infecção. É bom procurar um médico o mais rápido possível.

piercing-de-septo-falso-a-pronta-entrega-679601-MLB20378872150_082015-F

É bom lembrar que os cuidados descritos aqui são generalizados. Ao colocar um piercing no nariz, siga a orientação do profissional que fez o serviço. Ele dará as recomendações mais precisas.
Boa sorte! E até breve…

Veja também:

Sobre o autor

Fatima